Setembro Amarelo – Simpósio pernambucano alerta médicos sobre suicídio

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o suicídio constitui problema de saúde pública, vitimando cerca de 1 milhão de pessoas, anualmente, no mundo. As estimativas mostram que para cada suicídio, existe pelo menos dez tentativas suficientemente sérias para acompanhamento médico e terapêutico. O ato suicida é consequência de um processo complexo requerendo uma abordagem sistêmica, razão pela qual estudos de Durkheim consideraram o suicídio como um processo de construção coletiva, portanto, pode-se considerar que o tema requer uma visão e atuação interdisciplinar.

Revisão da literatura por Beston, aponta para intrínseca relação entre ideação, tentativa e concretização do ato suicida. Enquanto Forsell e alunos apontam a relação entre ideação e depressão com dependências diversas, institucionalização e uso de drogas psicotrópicas. No entanto, esta questão ainda é pouco investigada e relatada.

A literatura aponta relação entre transtornos mentais e suicídio entre pessoas idosas – com mais de 65 anos – nas diversas sociedades se revestindo de grande importância, atingindo 24,3/100.000 e as tentativas de suicídio, 61,4/100.000.

Pode-se considerar o suicídio como um evento complexo com múltiplas causas, embora alguns pesquisadores apontem transtornos afetivos, principalmente depressão. No entanto, o que se constata, é uma dificuldade das pessoas lidarem com alguém que fez uma tentativa de suicídio. Por outro lado, há uma também uma resistência em lidar com pessoas que falam em suicídio, pois entendem que não pretendem consumar, é apenas uma forma de chamar atenção. Na realidade, isto deve ser visto como um pedido de ajuda, segundo Mônica Kather, voluntária da ONG Centro de Valorização da Vida.

Macedo, psicanalista especializado em suicídio e professor da PUC/RS, destaca a importância da ONG Centro de Valorização da Vida (CVV), criada em 1962, pelo seu trabalho na prevenção do suicídio.

Os fatores de risco do suicídio são citados por Prieto & Tavares como ligados à saúde mental: desordens do humor – depressão, transtorno psicótico como esquizofrenia, abuso de drogas e/ou álcool, história familiar de suicídio, perda de relacionamentos afetivos, acesso a medidas letais como arma de fogo, confinamento, prisões, etc.

O fenômeno do suicídio exige um olhar específico para intervenção em crise, contextualizada por múltiplos fatores, devendo citar a importância de se contar com o suporte de uma rede de atenção.

Tendo em vista a complexidade e relevância deste tema, a Organização Mundial de Saúde definiu o mês de setembro como o mês amarelo de prevenção, sendo o dia 10 adotado como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Em Pernambuco, as entidades médicas sempre atentas à problemática da população e dos médicos, tem demonstrado preocupação com o suicídio, especialmente considerando o fato de, em poucos meses, sete médicos cometeram suicídio, a maioria no interior do estado.

Diante deste lamentável fato, a Associação Medica de Pernambuco – AMPE, Conselho Regional de Medicina de Pernambuco – CREMEPE, Sindicato Médico de Pernambuco – SIMEPE e Sociedade Pernambucana de Psiquiatria – SPP decidiram realizar o primeiro simpósio sobre suicídio, como público alvo os médicos não psiquiatras, no dia 3 de setembro, das 8:30 às 17:00, no auditório da sede do CREMEPE (Conselho Regional de Medicina, nº 203. Espinheiro).

Os temas tratados no evento serão:

– Suicídio entre médicos: Qual a realidade?

Prof.ª Alexandrina Meleiro (USP)

– Discussão de casos clínicos

Coordenação Drª Kátia Petribu (UPE) e Drª Jane Lemos

– Depressão na prática clínica

Prof. Antônio Pelegrino (UPE)

– Intervenções Psicoterápicas ante pacientes com risco de

Suicídio

Luciana Groppo (UPE)

– Participação de representante da ONG CVV – Centro de Valorização da Vida

 

 

V Concurso Nacional de Contos e Crônicas da AMB

arte-concurso
Já estão abertas as inscrições para o V Concurso Nacional de Contos e Crônicas. Os interessados deverão enviar os trabalhos até o dia 30 de outubro de 2016 para a sede da AMB, na rua São Carlos do Pinhal, 324, em São Paulo – SP, CEP 01333-903, aos cuidados do Departamento Cultural.

A participação é gratuita, restrita aos associados da Associação Médica Brasileira, que poderão inscrever somente um trabalho por modalidade, com tema livre e inédito, assinado obrigatoriamente por pseudônimo. Os textos devem ser de no máximo duas páginas digitadas, enviados em cinco cópias em envelope único, legível, também identificado por pseudônimo.

Outras informações sobre as inscrições, regras do concurso e premiação poderão ser obtidas pelo e-mail cultural@amb.org.br.

Ficha de Inscrição

Nota de esclarecimento – Informe do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC)

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Recebendo informe do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC) de que passará a emitir habilitação em cirurgia oncológica aos seus membros, a Associação Médica Brasileira (AMB) para evitar constrangimentos aos médicos e informação equivocada à população, presta os seguintes esclarecimentos:

1. O ofício AMB/258/2008 não tem nenhuma referência com certificação ou titulação médica;

2. Os termos “habilitação” e “cirurgia oncológica” até o momento não receberam nenhum reconhecimento da Comissão Mista de Especialidades, estabelecida pelo Decreto 8516/2015, a quem compete definir as especialidades e áreas de atuação no Brasil;

3. O nome reconhecido atualmente é Cancerologia Cirúrgica, como especialidade médica, e que recebe registro de especialista nos Conselhos Regionais de Medicina de títulos emitidos pela Associação Médica Brasileira ou Comissão Nacional de Residência Médica;

4. A habilitação em cirurgia oncológica, proposta pelo CBC, não poderá receber nenhum registro no CRM;

5. Lembramos que conforme artigo 115 do Código de Ética Médica: é vedado ao médico anunciar títulos científicos que não possa comprovar e especialidade ou área de atuação para a qual não esteja qualificado e registrado no Conselho Regional de Medicina.

Associação Médica Brasileira

Congresso USP | Barcelona – VIII Encontro Internacional de Hepatologia e III Encontro Internacional de Gastroenterologia

A Divisão de Gastroenterologia e Hepatologia Clínica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em convênio com o Institut Clínic de Malaties Digestives i Metabòliques (Instituto de Moléstias do Aparelho Digestivo e Metabólicas do Hospital Clínic) da Facultat de Medicina da Universitat de Barcelona realizará, nos dias 24 a 26 de agosto de 2016, o Congresso USP | Barcelona – VIII Encontro Internacional de Hepatologia e III Encontro Internacional de Gastroenterologia.

UspBarcelona (G)

Reunindo renomados palestrantes nacionais e internacionais para discutir questões acerca da Gastroenterologia e Hepatologia, a programação conta com mesas redondas, conferências e simpósios. O evento acontecerá no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo/SP.

Paralelo ao Congresso, acontecerão, também, dois Cursos Intensivos Hands On: Endoscopia Digestiva nível básico (23 e 24/08) e nível avançado (24 e 25/08), e Elastografia e Elastometria Hepática (26/08). As aulas acontecerão no Auditório de Gastroenterologia da USP – Centro de Diagnóstico em Gastroenterologia (CDG) – Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina – USP

Mais informações:

https://www.facebook.com/uspbarcelona

http://www.uspbarcelona.com.br/

30º Congresso de Medicina Nuclear acontece em novembro

image002

A SBMN – SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA NUCLEAR realizará, no período de 12, 13 e 14 de novembro a  XXX Edição do Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, no Hotel Caesar Business, na cidade de São Paulo.

 

CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA NUCLEAR de 2016 reunirá cerca de 50 especialistas nacionais e internacionais com destaque para as áreas de oncologia, cardiologia, urologia, endocrinologia, mastologia, neurologia entre outras.

 

A programação científica cuidadosamente elaborada contará com inúmeras sessões multidisciplinares, simpósios para pacientes, atualização terapêutica e ainda um grande espaço para apresentação de trabalhos, o que permitirá aos participantes o intercâmbio de experiências e conhecimento.

 

Informações sobre inscrições e detalhes da programação estão no site: http://sbmn.org.br/congresso2016/

Congresso Brasileiro de Cirurgia

O CBC – Colégio Brasileiro de Cirurgiões realizará em 2017 no período de 28 de abril a 1º de Maio, XXXII Edição do Congresso Brasileiro de Cirurgia, no WTC Sheraton Hotel, em São Paulo – SP.

O Congresso Brasileiro de Cirurgia reunirá cerca de 4.000 participantes, especialistas em todas as áreas de cirurgia; Geral, Gastroenterologia, Bariátrica, Trauma, Vídeocirurgia, Vascular, Urologia, Coloproctologia, Cabeça/Pescoço, entre outras; e também de médicos Intervencionistas, Intensivistas, Tratamento de Suporte, Nutrição, e Profissionais de apoio.

A comissão científica do CBC 2017 está preparando um programa abrangente com inúmeras sessões; conferência, simpósio, além de espaço com destaque para a apresentação de trabalhos, o que permitirá aos participantes o intercâmbio de experiência e conhecimento.

Nova resolução CFM nº 2.116/2015.

O Conselho Federal de Medicina publicou a Resolução nº 2.149/2016.

Este documento homologa a Portaria CME nº 02/2016, que aprova a relação de especialidades e áreas de atuação médicas aprovadas pela Comissão Mista de Especialidades.

Clique aqui para acessar.

Demência de Alzheimer é tema de curso da APM

banner_geriatria2

O Departamento de Geriatria e Gerontologia da Associação Paulista de Medicina promove no dia 10 de setembro o Curso de Demência de Alzheimer. Com palestrantes conceituados, o evento vai abordar importantes tópicos da doença.

O curso está registrado na Comissão Nacional de Acreditação (CNA) e vai contar pontos para os médicos cadastrados e também vai disponibilizar a modalidade de webtransmissão.

Mais informações sobre programação e inscrições no site: www.apm.org.br/eventos/geriatria/

 

Geriatria e Gerontologia com nova diretoria

 

A nova diretoria da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) – biênio 2016-2018 tomou posse neste mês de julho. A entidade passa a ser presidida pelo médico geriatra José Elias Soares Pinheiro.

O especialista é membro da Câmara Técnica de Geriatria do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Câmara Técnica de Cuidados Paliativos do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (CRM-RJ). Foi presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – seção Rio de Janeiro (SBGG-RJ) – no período de 2010-2012.

Pinheiro relatou que o fortalecimento e aperfeiçoamento de médicos e profissionais atuantes na atenção à saúde do idoso será um dos objetivos principais da diretoria. “A SBGG continuará, nesta gestão, se preocupando em estudar, analisar e se posicionar para que tanto a população que envelhece quanto aqueles já idosos e/ou longevos não sofram mais com a fragilidade da oferta de programas específicos de assistência à saúde, previdência e acessibilidade para esta população”.

 

Composição da nova diretoria SBGG (2016-18)

Presidente: José Elias Soares Pinheiro

Vice-Presidente: Carlos André Uehara

Secretário-Geral: Daniel Lima Azevedo

Tesoureiro: Rodolfo Augusto Alves Pedrão

Diretor Científico: Jarbas de Sá Roriz

Diretor de Defesa Profissional: Tássio José Domingues de Carvalho Silva

Presidente Departamento de Gerontologia: Cláudia Fló

Secretária Adjunta: Ruth Losada

 

Sobre a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG)

Fundada em 16 de maio de 1961, a SBGG é uma associação civil, sem fins lucrativos, que reúne especialistas de todo o Brasil e é o braço de geriatria e gerontologia da Associação Médica Brasileira (AMB), instituição que reúne as 53 sociedades de especialidades médicas, sendo a Sociedade uma delas.

www.sbgg.org.br