Carta aberta ao novo ministro da Saúde

São Paulo, 02 de outubro de 2015.

Esperamos um novo tempo com mais respeito à população, pacientes e médicos. É isso que mais de 200 milhões de brasileiros desejam do novo ministro da Saúde.

Sabemos dos enormes desafios, pois a saúde tem vivido um período desolador, com diversos problemas, notadamente na gestão. O atual momento necessita coragem para encarar de frente as dificuldades no sistema de saúde brasileiro. Vemos um cenário com cada vez mais postos de saúde e hospitais sucateados, péssimas condições e estrutura de trabalho, além da má qualidade no ensino médico e atraso na pesquisa clínica. A saúde suplementar também precisa ter mais eficiência.

É momento de atacarmos os problemas e sairmos da letargia em que nos colocamos nos últimos anos, onde as preocupações do Governo Federal foram mais com quantidade que com qualidade, e saúde sempre precisa ter qualidade.

É de conhecimento público que a entidade divergiu por muitas vezes de políticas adotadas para a saúde, principalmente nas duas últimas gestões. Precisamos desenvolver mais políticas de estado e não somente de governos ou partidos políticos. Como uma associação representativa em todo país, é nosso dever defender um sistema de saúde eficiente e que atenda às necessidades da população, com adequadas condições de trabalho aos médicos e demais profissionais de saúde.

Assim como sempre fez em sua história, a AMB (Associação Médica Brasileira) continuará trabalhando por saúde de qualidade para o Brasil, bem como se manterá aberta ao diálogo para construir um país melhor para todos, pacientes e médicos.

A AMB parabeniza e deseja boa sorte ao novo ministro Marcelo Castro e sua equipe.

Florentino Cardoso

Presidente da Associação Médica Brasileira

Compartilhar em: