XV Congresso Brasileiro de Transplantes – ABTO

Este ano você que trabalha na área de Transplante Cardíaco ou Pulmonar tem  um ótimo motivo para não faltar ao XV Congresso Brasileiro de Transplantes, em Foz do Iguaçu: o JOINT ABTO/ISHLT SYMPOSIUM ON THORACIC TRANSPLANTATION.

A Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) e a Sociedade Internacional de Transplante de Coração e Pulmão (ISHLT), com sede no Texas/EUA, reunir-se-ão pela primeira vez na história do Congresso Brasileiro de Transplantes, no dia 20/10 – Sexta-feira, das 14h30 às 19h00.

O Simpósio constará de uma sessão de 180 minutos, com seis apresentadores, sendo três conferencistas internacionais indicados pela ISHLT.

Tema:

Management Dilemmas and Practical Insights in Thoracic Transplantation and Mechanical Support

Convidados Internacionais Confirmados:               

Hannah Copeland e Joshua Mooney (Estados Unidos)

Daniel Kim (Canadá)

Objetivos principais:

1) Otimizar, internacionalmente, os resultados clínicos de doenças cardíacas e pulmonares em faze terminal.

2) Possibilidade de estabelecer liderança e parceria no desenvolvimento de padrões de qualidade, em todo o mundo.

No site www.congressoabto.org.br/2017 você encontra mais informações sobre este evento.

AÇÃO CONTRA MAIS MÉDICOS (ADI 5035) VAI A PLENÁRIO NO STF AMANHÃ (31/08/2017)

A sessão plenária iniciará às 14h e tem transmissão ao vivo pela TV Justiça.  

 A ação foi protocolada em 23/08/2013 e nos dias 25 e 26/11/2013, foi realizada audiência pública para ouvir o depoimento de autoridades e especialistas sobre o “Programa Mais Médicos”.

Em petição de 23/06/2014, a Associação Médica Brasileira/AMB requereu o aditamento da inicial, tendo em vista a conversão da Medida Provisória que implantou o programa ter sido transformada em Lei.

No dia 16/05/2017 a AMB protocolou junto ao STF pedido de urgência na designação de sessão de julgamento para apreciação da medida cautelar, já que há mais de 3 anos o processo está com o relator, o Ministro Marco Aurélio.

As motivações para a ADI e a inconformidade da AMB com a ausência de sessão de julgamento, mesmo após audiência pública ter sido realizada nos dias 25 e 26/11/2013, tem como principais motivos os inúmeros prejuízos a um dos maiores interesses públicos resguardados na Constituição Federal: a saúde pública digna e de qualidade à população brasileira, pois o Programa Mais Médicos, em suas premissas e sua posterior execução, possibilitaram a desproporcional e irracional situação de profissionais atuantes no Mais Médicos:

  • Estrangeiros, sem formação profissional.
  • Estrangeiros, quando médicos, com dispensa da revalidação de diploma, obrigatoriedade em qualquer país sério do mundo para avaliar conhecimentos, habilidades e atitudes dos médicos formados no exterior e verificar se as competências são equivalentes às exigências brasileiras.
  • Estrangeiros com a dispensa de comprovação de proficiência na língua portuguesa.
  • Estrangeiros ocupando espaços onde anteriormente havia médicos brasileiros, que foram demitidos. Prefeituras substituíram médicos brasileiros por médicos cubanos, para trocar a fonte de recursos de pagamento da esfera municipal para a federal, em função da situação orçamentária dos municípios.
  • Estrangeiros, na grande maioria cubanos, recebendo menos de 1/3 dos valores devidos, para que o restante fosse encaminhado à OPAS e à Cuba.
  • Médicos brasileiros tendo suas inscrições dificultadas pelo o sistema, sendo rejeitadas ou não concluídas. Fato este que ainda está presente e que fez com que a AMB entrasse com nova ação, desta vez na Justiça Federal do Distrito Federal.

Foto: Dorivan Marinho SCO/STF (06 07 2011)

EINSTEIN QUER LEVAR STARTUPS DE SAÚDE PARA ACELERAÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS

Não perca a oportunidade!

A Semana Internacional de Startups Einstein, que acontece entre 23 e 27 de outubro, oferecerá a três startups selecionadas a possibilidade de receber coaching e validação científica, tecnologia e negócios na instituição norte-americana – uma das mais prestigiadas do mundo, com um histórico de 15 prêmios Nobel ganhos. Durante a mesma viagem, as startups ainda participarão de um dos maiores eventos mundiais sobre inovação em saúde, o Medical Innovation Summit, organizado pela Cleveland Clinic.

As inscrições estão abertas até 10 de setembro.

 

Saiba mais em:

https://conteudo-startse-com-br.cdn.ampproject.org/c/s/conteudo.startse.com.br/startups/lucas-bicudo/einstein-quer-levar-startups-de-saude-para-aceleracao-nos-estados-unidos/amp/

HOJE FOI LANÇADA CAMPANHA PARA INCENTIVAR DIAGNÓSTICO DOS QUASE 1,5 MILHÃO DE BRASILEIROS QUE NÃO SABEM E TÊM HEPATITE C

ANTONIO JORGE SALOMÃO, Secretário-Geral da AMB, representou a entidade no evento de lançamento da campanha, que tem o objetivo de aumentar o diagnóstico de hepatite C e encaminhamento dos pacientes com a doença para tratamento adequado.

A companhia biofarmacêutica AbbVie, em parceria com as Sociedades Brasileiras de Infectologia e de Hepatologia e AMB – Associação Médica Brasileira, lançou a campanha pública  para incentivar os profissionais de saúde, de qualquer especialidade, a incluir o teste para hepatite C na sua prática clínica. É um exame simples, de sangue, de rápida resposta e pode ser realizado gratuitamente em centros públicos de saúde.

A hepatite C é atualmente a principal causa de óbito entre as hepatites virais, segundo o Boletim Epidemiológico 2017, emitido pelo Departamento de Aids, Hepatites Virais e Infecções Sexualmente Transmissíveis, do Ministério da Saúde. Segundo este boletim, as regiões Sul e Sudeste do país lideram a detecção da doença, enquanto o Norte, Nordeste e Centro-­‐Oeste apresentam baixo índice de notificação da hepatite C.

“Em cerca de 90 por cento dos casos, a hepatite C pode ser curada”, afirmou o especialista Sergio Cimerman, presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia. “Por isso, é importante o engajamento de toda a classe médica para detectar e tratar a doença precocemente, isto é, quando os danos ao fígado e a outros órgãos ainda podem ser controlados. Com a detecção precoce e tratamento adequado, podemos acreditar que a erradicação da doença é possível”.

“O desenvolvimento da hepatite C é lento; muitas vezes é assintomática e pode demorar até 30 anos para os sintomas surgirem. Quando estes sintomas se manifestam, a doença já pode estar em estágio avançado”, afirma o especialista Edmundo Pessoa Lopes. presidente da Sociedade Brasileira de Hepatologia. “A hepatite é a causa de cerca de 25 por cento dos casos de câncer de fígado que, por sua vez, têm 33 por cento de probabilidade de resultar em morte no primeiro ano depois de iniciado o processo de câncer”, afirmou.

COMISSÃO ELEITORAL DA AMB REÚNE-SE COM REPRESENTANTES DAS CHAPAS

A Comissão Eleitoral, dedicada à realização das eleições para a gestão do triênio 2017-2020, reuniu-se hoje, dia 25, na sede da Associação Médica Brasileira, contando com a presença de representantes das duas chapas que concorrem ao pleito.
Estavam presentes pela Comissão Eleitoral:
• Aldemir Humberto Soares (1º Secretário da Associação Médica Brasileira);
• Henrique Batista e Silva (Secretário Geral do CFM e Conselheiro Federal do CFM por Sergipe) e
• Newton Monteiro de Barros (Conselheiro Nato da AMRIGS, Conselheiro Suplente do CFM).
As chapas que concorrem ao pleito foram representadas por:
• Miguel Roberto Jorge – Chapa 1 – AMB SEM PARTIDO, candidato a 1º Tesoureiro da AMB, Atual 2º Tesoureiro da AMB.
• Florisval Meinão – Chapa 2 – AMB PARA OS MÉDICOS, candidato a 2º Vice-Presidente da AMB, atual presidente da APM.

(Foto: AMB)

NÃO SE DEIXE ENGANAR COM BOATOS

 

Para votar nas eleições da AMB o site é www.eleicaoamb.org.br.

As eleições começaram dia 21/8 e irão até o dia 31.

Além da eleição da própria Associação Médica Brasileira, a AMB está realizando as eleições de diversas federadas, a pedido dessas.

Todo processo é feito de forma eletrônica, por empresa com experiência e competência no ramo e auditado por empresa internacionalmente reconhecida.

Algumas federadas preferiram realizar seus pleitos locais de forma independente.

Porém, para votar na eleição da AMB, utilize o site www.eleicaoamb.org.br.

Fique atento. Valorize seu voto. Vote no lugar certo: www.eleicaoamb.org.br.

Estamos realizando eleições transparentes, com empresa experiente e auditoria de empresa reconhecida internacionalmente – PwC

Ainda com dúvidas?

Ligue 0800 277 2985 ou para AMB no ramal para eleições (11) 3178-6808.

ATENÇÃO!!! Eleição da AMB quem faz é a AMB

 

www.eleicaoamb.org.br  //  www.eleicaoamb.org.br  // www.eleicaoamb.org.br  

Estamos em processo eleitoral nas Associações Médicas. A Associação Médica Brasileira está realizando as eleições de diversas federadas, juntamente com a eleição da própria AMB, a pedido dessas Federadas.

Todo processo é feito de forma eletrônica, conduzido por empresa com larga experiência e competência no ramo e auditado por empresa de auditoria internacionalmente reconhecida.

Algumas federadas preferiram realizar seus pleitos locais de forma independente e assim estão fazendo. Porém, para votar na eleição da AMB, somente pelo site www.eleicaoamb.org.br.

Fique atento. Valorize seu voto. Vote no lugar certo.

Para votar nas eleições da AMB o site é www.eleicaoamb.org.br

Não se deixe enganar.
Não jogue seu voto fora.
Acesse www.eleicaoamb.org.br
A eleição ocorrerá entre 21 e 31 de agosto no site www.eleicaoamb.org.br

Não recebeu sua senha?
Entre no site www.eleicaoamb.org.br e recupere.
É simples. É fácil. É rápido.
Ainda com dúvidas? Ligue 0800 277 2985
Estamos realizando eleições transparentes.

 

CONHEÇA A COMISSÃO ELEITORAL DA AMB

A Comissão Eleitoral, para a eleição da AMB para a gestão do triênio 2017-2020 é composta por:

Aldemir Humberto Soares

Médico radiologista, 1º Secretário da Associação Médica Brasileira, também já foi Secretário Geral na AMB, atuou como presidente de entidades como o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR) e a Sociedade Paulista de Radiologia, bem como Conselheiro Titular do Conselho Federal de Medicina.

Henrique Batista e Silva

Cardiologista, Secretário Geral do CFM, Conselheiro Federal do CFM por Sergipe, Conselheiro do CREMESE, e também participa de várias câmaras técnicas e comissões, entre elas a que acompanha o ensino médico no país, também já foi presidente da Sociedade Médica de Sergipe (1999-2002) e presidente do Conselho Diretor da UFS.

 Newton Monteiro de Barros

Médico Clínico, Conselheiro Nato da AMRIGS, Conselheiro Suplente do CFM indicado pela AMB, já foi presidente da AMRIGS e presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica Regional RS (1998-2000).

A criação da comissão especial foi aprovada em reunião de diretoria da Associação Médica Brasileira, em conformidade com o artigo 73. § 2o do Estatuto.

A eleição para da AMB ocorrerá entre 9h do dia 21 e as 18h30 do dia 31 de agosto de 2017.

NOTA DE FALECIMENTO

 

 

Recebemos com pesar notícia do falecimento do conselheiro Dr. Antônio de Pádua Cavalcante, do Conselho Regional de Medicina de Alagoas.

Sua perda traz luto a seus familiares, amigos e toda sociedade alagoana, na qual participava ativamente, tendo ocupado diversas cargos de diretoria no UE/HGE, inclusive Diretor Geral.

Nossas condolências à família e comunidade médica de Alagoas pela perda do médico amigo, dedicado e grande profissional.

 

FLORENTINO CARDOSO

Presidente da Associação Médica Brasileira

 

FERNANDO ANTÔNIO GOMES DE ANDRADE

Presidente da Sociedade de Medicina de Alagoas

SAÚDE MENTAL DE MÉDICOS E ESTUDANTES DE MEDICINA É TEMA DE LIVRO LANÇADO ESTE MÊS EM FORTALEZA E SÃO PAULO

 

 

“O médico e o estudante de Medicina: quando eles precisam de ajuda” livro escrito pelos médicos João Brainer Clares de Andrade e José Jackson Coelho Sampaio, será apresentada pelos autores em eventos realizados, às 19h, nos auditórios do Sindicato dos Médicos (dia 10/08), em Fortaleza, e da Associação Médica Brasileira (AMB), no dia 17/08, em São Paulo.

Sobre a obra

Durante cinco anos, os autores conduziram estudos observacionais em todas as escolas médicas cearenses, com extensa pesquisa sobre os danos que o curso de Medicina traz à saúde mental de estudantes e médicos. Também desenvolveram diálogos entre autores de diversos países, aproximando os resultados da realidade da formação e atuação médica brasileira.

 

“Fizemos questão de trazer as bases da formação médica, as características de currículo e organização da escola médica e do mercado de atuação do médico. No final, apresentamos a pesquisa que originou o livro. Mostramos como a literatura se aplica à prática cearense”, destaca João Brainer, neurologista autor de cinco livros e com diversas publicações de artigos em jornais, sites de Conselhos de Medicina e da área médica. Ele conta que seu orientador, professor José Jackson, psiquiatra e atual reitor da UECE, o instigou a conduzir a revisão de literatura “sempre baseado nas experiências e constatações do dia a dia como estudante de Medicina”.