VICE-PRESIDENTE DA AMB VISITA A SOCIEDADE BRASILEIRA DE NEUROCIRURGIA

Diogo Sampaio, vice-presidente da AMB, esteve reunido com o presidente da SBN, Ronald Farias, onde conversaram sobre demandas dos neurocirurgiões. Na oportunidade Ronald apresentou os diversos projetos da entidade, dentre eles, o 1º Prêmio SBN de Jornalismo.

No mesmo dia Diogo participou do Comitê Julgador para selecionar os vencedores da premiação, juntamente com médicos neurocirurgiões, representantes do CFM e da Federação Nacional dos Jornalistas.

SOBRE O PRÊMIO SBN DE JORNALISMO

O prêmio tem o objetivo de incentivar e contemplar os esforços dos profissionais de imprensa e dos meios de comunicação focados em abordar temas associados à prevenção, inovação e avanços na área da saúde especificamente em neurocirurgia e, consequentemente, na promoção de conhecimento no campo da neurocirurgia.

Os resultados do serão divulgados durante o XXXII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia, que será realizado de 05 a 09 de setembro de 2018, em Porto Alegre.

Na foto Diogo Sampaio, vice-presidente da AMB com Ronald de Lucena Farias, presidente da SBN.
Foto: Rodrigo Aguiar

ENTIDADES MÉDICAS APRESENTAM MANIFESTO DOS MÉDICOS EM DEFESA DA SAÚDE DO BRASIL AO PALÁCIO DO PLANALTO

Documento elaborado no XIII Encontro Nacional de Entidades Médicas (XIII Enem), realizado em junho, foi entregue nesta terça-feira (28/08) no Gabinete da Casa Civil da Presidência da República.
O Manifesto dos Médicos em Defesa da Saúde do Brasil, foi entregue pelos representantes das entidades médicas signatárias do documento ao Secretário Executivo da Casa Civil da Presidência da República, Daniel Sigelmann. Participaram da reunião a AMB, representada pelo diretor José Luiz Dantas Mestrinho; Donizetti Giamberardino, conselheiro do CFM; Carlos Vital presidente do CFM; Juracy Barbosa, presidente da ANMR e Jorge Darze, presidente da Fenam.

Com a finalidade maior de assegurar os direitos dos pacientes e a qualidade o exercício da medicina e do atendimento em saúde no País, o Manifesto dos Médicos em Defesa da Saúde do Brasil, reúne mais de 30 propostas prioritárias. O documento tem como signatários a Associação Médica Brasileira (AMB), Federação Médica Brasileira (FMB), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e a Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR), além do Conselho Federal de Medicina.

A necessidade de criação do Exame Nacional Obrigatório de Proficiência em Medicina a Moratória na abertura indiscriminada de escolas médicas foram alguns dos assuntos abordados na reunião. O Exame é uma luta antiga da AMB. Em março o Conselho Deliberativo da entidade, definiu por unanimidade, que a Associação atuaria em prol da aprovação de lei para instituir este exame.

Durante a reunião no Palácio do Planalto também foram tratadas outras questões do documento como a qualidade na Formação Médica; Revisão da Bolsa Residência e reestruturação dos serviços, em sua maioria sucateados e sem a mínima condição de formação de especialistas.

Ainda durante o encontro as entidades reforçaram a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS); com necessária maior participação da União no investimento e no custeio da saúde no País; a qualificação da gestão para a melhoria da infraestrutura para atendimento a pacientes; e a criação de políticas de recursos humanos que valorizem profissionais brasileiros, estimulando sua migração e fixação em áreas de difícil provimento, com a implantação de uma Carreira de Médico de Estado, sob responsabilidade da União, para médicos que atuam na rede pública. Para ilustrar a situação atual, foi entregue ao Secretário da Casa Civil um relatório com os dados da Demografia Médica Brasileira 2018, demonstrando que a desigualdade na distribuição de médicos no Brasil continua sendo um grave problema, mas que a principal alternativa para solução está na Carreira de Médico de Estado e não na importação de médicos estrangeiros do Programa Mais Médicos, que sequer comprovam sua capacitação e formação.

Na semana passada, as entidades médicas entregaram as mesmas propostas ao Ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, reforçando a urgente necessidade da criação de uma Carreira de Médico de Estado que permita aos profissionais se deslocarem para regiões mais afastadas, por meio de contratos com segurança jurídica e com garantia de recebimento de honorários acordados, fato que não ocorre hoje, quando os médicos ficam ao sabor dos caprichos da política local. O ministro do Trabalho considerou a proposta de carreira de Estado para os médicos como uma justa e viável reivindicação; e se mostrou receptivo a discutir as pautas da classe médica.

DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO: AMB PUBLICA DECLARAÇÃO E RECOMENDAÇÕES AOS MÉDICOS

No Dia Nacional de Combate ao Fumo (29/08) a Associação Médica Brasileira (AMB), por meio de sua Comissão de Combate ao Tabagismo, divulga a todas as suas federadas, sociedades de especialidades, médicos associados, escolas médicas e da área de saúde, serviços da rede pública de saúde e da saúde suplementar e população em geral, dois importantes documentos: DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS DA AMB EM RELAÇÃO AO TABACO e RECOMENDAÇÃO DA INCLUSÃO DO CID 10 – F17: TABAGISMO ATIVO E DO CID 10 – Z58.7 TABAGISMO PASSIVO NOS REGISTROS MÉDICOS.

Comissão de Combate ao Tabagismo da AMB foi criada em 1979. Desde então trabalha no combate ao consumo do tabaco, principal causa evitável de doença e morte no Brasil e no mundo.

Na declaração divulgada hoje aos médicos destaca-se o cumprimento integral do Código de Práticas para o Controle do Tabaco para Instituições e Profissionais de Saúde (WHO, 2004), especialmente no que se refere a não permitir a interferência da indústria do tabaco junto aos médicos, sociedades médicas, faculdades de medicina e centros de pesquisa universitários.

Já na recomendação o destaque é para que o tabagismo ativo e passivo em todos os prontuários, boletins de atendimento e atestados de óbitos dos tabagistas atendidos com seus respectivos códigos da Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde da Organização Mundial da Saúde (CID 10, OMS).

AMB APRESENTA CARREIRA MÉDICA DE ESTADO AO MINISTRO DO TRABALHO

Um dos resultados do XIII Encontro Nacional de Entidades Médicas, realizado no final de junho, em Brasília, foi o Manifesto dos Médicos em Defesa da Saúde do Brasil, entregue nesta sexta-feira para o ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello.

Dentre as propostas do Manifesto está a criação de uma Carreira Médica de Estado que permita aos profissionais deslocarem para regiões mais afastadas, por meio de contratos com segurança jurídica e com garantia de recebimento de honorários acordados, fato que não ocorre hoje, quando os médicos ficam ao sabor dos caprichos da política local. O ministro considerou a proposta de carreira de Estado para os médicos como uma justa e viável reivindicação e se demonstrou receptivo a discutir as pautas da classe médica

A abertura indiscriminada de escolas médicas e a necessidade da criação de um Exame Nacional Obrigatório de Proficiência em Medicina para os estudantes de medicina foram outros temos que integraram a pauta da levada o Ministério do Trabalho.

Além da AMB, representada pelo diretor José Luiz Dantas Mestrinho, participaram da reunião junto com o ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, Donizetti Giamberardino, conselheiro federal do CFM, o presidente do CFM, Carlos Vital; o presidente da ANMR, Juracy Barbosa e Antonio José Francisco Pereira dos Santos, diretor da FENAM.  A AMB e demais entidades foram convidadas a participar de um Comitê de Estudos Avançados, organizado pela pasta, com o objetivo de discutir propostas para atender às necessidades dos trabalhadores brasileiros.

UNANIMIDADE A FAVOR DA AMB

Desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo definiram, por unanimidade, que as decisões do Conselho Deliberativo da AMB, sobre as eleições de 2017 da entidade, devem ser mantidas integralmente.

Desta forma, não poderão ser contabilizados os votos colhidos pela Associação Paulista de Medicina que foram considerados irregulares pelo Conselho Deliberativo por desobedecerem às regras ou não apresentarem garantias de segurança.

A decisão do Conselho Deliberativo que determinava que fosse realizada nova eleição para representantes do Estado de São Paulo para a Assembleia de Delegados da AMB também foi mantida.

O julgamento dos dois embargos ocorreu na manhã desta quarta-feira, 22 de agosto, no Palácio da Justiça, no centro de São Paulo, após sustentação oral dos advogados das duas partes.

 

CONSELHO DELIBERATIVO DA AMB – Órgão da AMB, independente, formado pelos representantes das 27 associações médicas estaduais (uma de cada estado), por representantes de 27 Sociedades de Especialidade médica, além de um membro do Conselho Federal de Medicina e dois representantes da AMB.

 

AMB PROMOVE INTERCÂMBIO ENTRE BRASIL E ESTADOS UNIDOS

Associação Médica Brasileira (AMB) recebeu delegação de hospitais americanos para estimular troca de experiências e parcerias com médicos e hospitais brasileiros

Um importante encontro para incentivar o intercâmbio na medicina e na área da saúde, entre o Brasil e os Estados Unidos, aconteceu nesta terça-feira (21/08) na sede da Associação Médica Brasileira (AMB) em São Paulo.

O presidente da AMB, Lincoln Ferreira, e o diretor José Bonamigo receberam a visita do Consulado Americano e da USCIPP – Cooperativa de Hospitais dos Estados Unidos com Programas para Pacientes Internacionais. O programa americano reúne centros médicos acadêmicos e sistemas de saúde que trabalham juntos para promover o acesso global à experiência dos EUA em cuidados de saúde de alta qualidade.

O encontro reuniu representantes das sociedades de especialidade filiadas à AMB e diretores de centros médicos acadêmicos e sistemas de saúde americanos. Durante a reunião, José Bonamigo, coordenador do encontro, explicou o sistema de saúde brasileiro tanto na iniciativa privada quanto pública. E ouviu dos americanos o interesse de conhecer um pouco mais a experiência brasileira, principalmente sobre casos de doenças infecciosas.

Os representantes das instituições americanas apresentaram seus programas e hospitais, demonstrando  grande  interesse em promover parcerias com médicos e hospitais brasileiros. Foram incentivadas parcerias e trocas de experiências em Telemedicina, Pessquisa Clínica, Educação Médica Continuada e Estágios Observacionais.

“Com essa reunião a gente tem a posibilidade de fazer parcerias com hospitais americanos tanto para educação médica continuada, para sessões clínicas, seminários via Internet, assim como também, para que instituições aqui do Brasil ou médicos  individuais possam ir até os Estados Unidos para fazer estágios observacionais, em diversas especialidades, sobre procedimentos ou diagnósticos específicos”, informou o resultado da reunião, José Bonamigo.

Telemedicina – Um dos temas que despertou bastante interesse dos participantes foi com relação a Telemedicina. Segundo Bonamigo, os brasileiros tem muito interesse em ouvir a experiência dos americanos. “É algo que já avançou muito nos EUA, tanto nas companhias de seguro, quanto nos hospitais e serviços. Eles usam bastante a Telemedicina não só para ampliar acesso, mas também para permitir que hospitais menores acessem especialistas, profissionais com experiência mais aprofundada em determinadas especialidades ou de doenças. E a gente busca com essa parceria incrementar o que a gente já faz em telemedicina aqui no Brasil e fazer com que as nossas instituições também se desenvolvam nesse sentido para ajudar na saúde de nossos pacientes”, explicou Bonamigo.

Participaram do encontro os seguintes hospitais americanos:

Cook Children’s – (www.cookchildrens.org ) – especializado em pediatria, atendendo 45% do estado do Texas. Com pesquisas avançadas, o hospital está entre os melhores do mundo, e se destaca no atendimento especializado em: Câncer, Cardiologia / Cirurgia Cardíaca, Neurologia Neurologia / Neurocirurgia e Ortopedia. Oferecem parcerias para pesquisa e cuidados de pacientes.

Contato: Cynthia Gonzalez (Cynthia.gonzalez@cookchildrens.org) e Yadira Nunez (Yadira.nunez@cookchildrens.org )

Community Medical Centers – ( www.communitymedical.org ) é uma organização sem fins lucrativos, com quatro hospitais. Sendo eles: Community Regional Medical Center, um centro médico acadêmico; Fresno Heart and Surgical Hospital, designado como um centro de excelência para seus serviços bariátricos e metabólicos; Centro Médico Comunitário Clovis, que também abriga o recém-construído Instituto do Câncer, com tecnologia de ponta e o Community Behavioral Health Center. Especializado em cirurgias bariátricas, cardíacas e oncologia.

Contato: Berj K. Apkarian (berjapkarian@communitymedical.org )

Broward Health –( www.BrowardHealthInternational.com ) – oferece uma gama completa de serviços médicos, incluindo tratamento especializado em cardiologia, tratamento avançado do câncer, tratamentos cirúrgicos minimamente invasivos com o sistema robótico da Vinci® e a não-invasiva CyberKnife® Stereotactic Radiosurgery. Também oferecem aos pacientes cuidados neurológicos abrangentes, um programa de hematologia / oncologia pediátrica de primeira linha, centro oftalmológico cirúrgico que oferece tratamento para problemas oculares delicados e um centro ortopédico e de medicina esportiva. Oferecem parcerias para telemedicina e treinamento.

Contato: Cristina Cardona Rivas (ccardonarivas@browardhealth.org )

Shirley Audrey AbilityLab – (www.sralba.org ) – é maior centro dos Estados Unidos especializado em procedimentos neurológicos e de movimentação de alta complexidade, com tratamentos para acidentados, traumas cerebrais, derrames, injúrias na medula espinal e outras condições debilitantes. Oferecem tratamentos, treinamentos e consultoria para procedimentos neurológicos de alta complexidade.

Contato: Matthew Ginsberg-Jaeckle ( mginsbergj@sralab.org )

-Minnesota International Medicine – (http://mnimed.com ) é formado por 8 centros hospitalares de excelência, centenas de clínicas especializadas e milhares de médicos, muitos dos quais são altamente conhecidos em todo o mundo, e líderes em pesquisas em tratamentos pioneiros.

Contato: Kristina Stickney (kstickney@globalmed.org ) Oferecem parcerias e consultorias para centros de alta complexidade, como transplantes.

– UCLA – ( www.uclahealth.org ) – é um centro médico acadêmico que oferece aos pacientes as mais recentes tecnologias, bem como acesso a novas terapias potencialmente vivas e ensaios clínicos de ponta. Com uma ampla gama de centros clínicos e de pesquisa, abordando temas como biologia de células-tronco, AIDS, terapia genética, neurociências, saúde da mulher e geriatria, a UCLA continua a definir o que um centro médico acadêmico pode ser. Oferecem parcerias para programas de intercâmbio, educação, pesquisa, consultoria e Contato: Vivian Beene (vbeene@mednet.ucla.edu) e Rojean Kashanchi (rkashanchi@mednet.ucla.edu)

TÍTULO DE ESPECIALISTA É DESTAQUE NA REUNIÃO DO CONSELHO CIENTÍFICO DA AMB

A reunião do Conselho Científico da Associação Médica Brasileira de 21/08, teve como tema central o título de especialista.

Lincoln Lopes Ferreira, Presidente da AMB, e Rodrigo Aguiar, diretor da Timbro (agência de Comunicação da AMB), falam a respeito da estratégia de valorização do Título de Especialista.

Desde 1958 a Associação Médica Brasileira (AMB) é responsável pela emissão dos títulos, a partir de rigorosas provas realizadas sob convênio entre as Sociedades de Especialidade.

LINCOLN PARTICIPA DA UREZOMA, EM MURIAÉ

O presidente da AMB, Lincoln Lopes Ferreira esteve presente no 478° reunião da União das Regionais da Zona da Mata, UREZOMA, em Muriaé em Minas Gerais (18/08/2018).

Lincoln fez palestra sobre a atuação da AMB na defesa e valorização do médico e também participou do o painel ”Assuntos de Classe”, junto com o Claudio Carneiro presidente da Sociedade Médica de Muriaé, Delano Carneiro presidente da UREZOMA, Maria Inês Lima presidente da Associação Médica de Minas Gerais e Fábio Guerra, presidente do Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais.

O evento ainda contou com palestras sobre métodos diagnósticos nas patologias pulmonares e prevenção da infecção do sítio cirúrgico.

Para finalizar, antes do almoço de confraternização, foi homenageado Dr José Slaib com a Comenda de Honra à Ética CRMMG.

III CONFERÊNCIA NACIONAL DE REVISÃO DO CÓDIGO DE ÉTICA MÉDICA ACONTECE HOJE E AMANHÃ EM BRASÍLIA

Evento reúne lideranças das principais entidades médicas do Brasil para discutir e avaliar as propostas pré-aprovadas pela Comissão Nacional de Revisão do Código de Ética Médica (CEM) 

A III Conferência Nacional de Revisão do Código de Ética Médica acontece nesta terça e quarta-feira, 14 e 15 de agosto, em Brasília, no Centro Internacional de Convenções do Brasil – CICB. Participam da conferência dirigentes do Conselho Federal de Medicina, da Associação Médica Brasileira, Federação Nacional dos Médicos, Federação Médica Brasileira, Academia Nacional de Medicina, Federação Brasileira das Academias de Medicina, Associação Brasileira de Educação Médica e Associação Nacional dos Médicos Residentes.

Durante dois dias, as lideranças das entidades médicas vão analisar e discutir as mais de 1400 propostas de atualização do Código de Ética Médica (CEM), que foram pré-aprovadas pela Comissão Nacional de Revisão do CEM.

O Código de Ética Médica (CEM) existe para aprimorar o exercício da medicina, em benefício da sociedade. De tempos em tempos, o CEM necessita, assim como as leis de uma Constituição, de uma atualização e de revisões para adaptar-se às mudanças sociais e aos avanços científicos e tecnológicos. A última revisão do CEM aconteceu entre os anos de 2007 e 2009, de acordo com a Resolução CFM nº 1.931, de 17 de setembro de 2009.

“Na última década muitas transformações e mudanças aconteceram na nossa sociedade, nas relações sociais, na ciência e tecnologia e na medicina. Por isso, se faz necessária essa importante revisão. O Código de Ética Médica, CEM, é um importante instrumento que promove a segurança tanto do médico quanto do paciente na prática da medicina”, explica o presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Lincoln Lopes Ferreira.

A III Conferência Nacional de Ética Médica (CFM) que aprovará até amanhã o novo CEM, também fará o lançamento do Código de Ética do Estudante de Medicina.  Foram dois anos de trabalho onde médicos, estudantes de medicina e entidades médicas puderam participar ativamente.

“ O lançamento do Código de Ética Médica dos Estudantes de Medicina desperta nos jovens o preceito de exercer a profissão que abraçaram com mais respeito aos pacientes. Contribui para o exercício da Medicina de uma forma mais humana, digna e profissional, conforme almejamos “, conclui o presidente da AMB.

 

PROGRAMAÇÃO

 DIA 14.08.2018

8h30 – Credenciamento

9h00 – Abertura

Dr. Carlos Vital Tavares Corrêa Lima – Presidente do Conselho Federal de Medicina
Dr. Lincoln Lopes Ferreira – Presidente da Associação Médica Brasileira
Dr. Jorge S. Darze – Presidente da Federação Nacional dos Médicos
Dr. Waldir Araújo Cardoso – Presidente da Federação Médica Brasileira
Dr. Jorge Alberto Costa e Silva – Presidente da Academia Nacional de Medicina
Dr. José Hamilton Maciel Silva – Presidente Federação Brasileira das Academias de Medicina
Dr. Sigisfredo Luis Brenelli – Presidente da Associação Brasileira de Educação Médica
Dr. Juracy Barbosa – Presidente da Associação Nacional dos Médicos Residentes

 

9h40 – Lançamento do Código de Ética dos Estudantes de Medicina

Dr. Carlos Vital Tavares Corrêa Lima – Coordenador da Comissão para Elaboração do Código de Ética dos Estudantes de Medicina
Dr. Leonardo Sérvio Luz – Coordenador Adjunto da Comissão para Elaboração do Código de Ética dos Estudantes de Medicina

10h40 – PALESTRA: Ética Médica: Princípios e Virtudes.
Presidente: Dr. Carlos Vital Tavares Corrêa Lima
Palestrante: Dr. Aníbal Gil Lopes

11h25 – Apresentação da dinâmica dos trabalhos de grupo

11h30 às 13h30 – Intervalo

13h30 às 17h00 – Trabalhos em grupo

17h00 às 18h00 – Plenária

 

DIA 15.08.2018

9h00 – Apresentação do Relatório final

10h00 às 13h00 – Plenária final

13h00 – Encerramento

AMB ADERE À CAMPANHA UNIDOS CONTRA A CORRUPÇÃO

#MedicosContraCorrupcao  #AMBcontraCorrupcao

Diretoria da AMB se comprometeu em apoiar as 70 propostas do documento Novas Medidas Contra a Corrupção e vai divulgar aos associados o conteúdo dessas medidas, incentivando os médicos a participarem da Campanha Unidos Contra a Corrupção.

A decisão foi tomada em reunião na sede da AMB, com a presença do Procurador do Ministério Público Federal e Coordenador da Força Tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, que foi à entidade para falar sobre o combate à corrupção no Brasil.

O Procurador apresentou à diretoria da AMB a Campanha Unidos Contra a Corrupção e explicou também o documento Novas Medidas Contra a Corrupção, um pacote com 70 propostas (projetos de lei, propostas de emenda constitucional e resoluções que pretendem oferecer uma resposta igualmente sistêmica à corrupção no Brasil).

A Campanha Unidos contra a Corrupção foi lançada por uma coalizão de instituições e movimentos apartidários, entre eles Contas Abertas, Instituto Cidade Democrática, Instituto Ethos, Observatório Social e Transparência Internacional- Brasil. E as Novas Medidas Contra a Corrupção, considerado o maior pacote anticorrupção do mundo, foi elaborado a partir das melhores soluções desenvolvidas e implementadas no Brasil e no exterior. O documento foi construído de forma democrática e coletiva com a consulta de 373 instituições brasileiras. Foi redigido e revisado por centenas de especialistas de diferentes formações, visões e ideologias. Na etapa final, passou ainda por consulta pública online.

“É um conjunto de reformas criado em tempo para que candidatos possam conhecer e se comprometer antes e depois das eleições. E também para que eleitores possam escolher candidatos com passado íntegro e comprometidos com a Democracia e com as Novas Medidas Contra a Corrupção”, explicou o Procurador da Força Tarefa da Lava Jato.

Deltan Dallagnol explicou também que para a mudança acontecer, e esse pacote de medidas chegar ao Congresso Nacional como pauta prioritária em 2019, é preciso mostrar que o Brasil está unido e é capaz de eleger um Congresso plural, que represente a sociedade brasileira unida e que tenha um compromisso real com a promoção do interesse público e que seja contra a corrupção.

Para o presidente da AMB, Lincoln Ferreira, “a AMB tem todo interesse de apoiar as medidas como já o fez da outra vez quando foram apresentadas as 10 medidas contra a corrupção”. Também se comprometeu a ajudar a divulgar a Campanha Unidos Contra a Corrupção, incentivando médicos a assinarem e divulgarem o documento com as 70 propostas, www.unidoscontraacorrupcao.org.br.

Participaram da reunião, em 1º de agosto,  além do procurador e do presidente da AMB, o ex-presidente da AMB e presidente da Confemel, Florentino Cardoso, o Secretário Geral da AMB,  Antônio Jorge Salomão e o Diretor Científico, Antonio Carlos Chagas.

 Compartilhe isso com seus amigos. Precisamos acabar com a corrupção.