All posts by Maria Fortes

PRESIDENTE DA AMB FALA DE SE CONSTRUIR UM BRASIL MAIS ÉTICO E DECENTE NA POSSE DOS CONSELHEIROS DO CREMESP

O presidente da AMB, Lincoln Ferreira, prestigiou nesta quinta-feira (18/10) a solenidade de posse dos 42 conselheiros do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) da gestão 2018-2023. O evento aconteceu na sede do Conselho e reuniu as principais lideranças das entidades médicas. A solenidade foi conduzida pelo novo presidente do Cremesp, Mario Jorge Tsuchiya, que tomou posse em 01/10 para gestão 2018-2019.

Em seu discurso, o presidente Lincoln Ferreira falou do momento atual de renovação porque passa o Brasil e propôs que a AMB e a nova gestão do Cremesp trabalhem juntas na construção de um País melhor.

“A medicina brasileira passou por um período turbulento, apontada como sendo a responsável por todas as mazelas, de um sistema de saúde subfinanciado, institucional e mal planejado, cheio de programas caros e bastante bem engendrados e mal sucedidos do governo. Chega! De nada serve falar de ética sem possui-la, falar de virtude sem praticá-la, é esse discurso vazio que mais do que nunca está condenado ao fracasso. E essas eleições mostraram exatamente isso, de uma forma muito clara. Nos também iniciamos um processo de renovação na Associação Médica Brasileira. Atuamos em sintonia com o novo momento, sempre em função dos interesses de nossa classe. Não nos guiamos por interesses outros que não sejam dos nossos colegas médicos e dos nossos pacientes. Portanto é nesse sentido que eu parabenizo a todos e coloco a Associação Médica Brasileira em absoluta sintonia com este mandato (do Cremesp) para que atuemos juntos na construção de um País melhor, um país ético e decente, não de discurso, mas de prática e de realidade. Parabéns a todos!

VICE PRESIDENTE DA AMB DESTACA A FORMAÇÃO MÉDICA EM ENTREVISTA

Em entrevista ao Metro Jornal, Diogo Leite Sampaio, vice-presidente da AMB, fala sobre as diretrizes de atuação da entidade para a racionalização das escolas de medicina, para que só funcionem aquelas que reúnam as condições para formar médicos de maneira adequada.

Leia a notícia na íntegra: https://www.metrojornal.com.br/foco/2018/10/18/dia-medico-brasil-tera-mais-de-500-mil-doutores-em-2020.html

EM DEFESA DA BOA FORMAÇÃO MÉDICA

#FormacaoMedica

Em entrevista à TV Globo de Santos, Lincoln Ferreira, presidente da AMB, destacou a importância da formação médica adequada.

O assunto está dentro de um conjunto de ações da AMB – critérios mais rigorosos para a abertura de novas escolas médicas; avaliação das atuais escolas, para que só funcionem escolas com capacidade de formação; Exame Nacional de Proficiência em Medicina.

Na entrevista Lincoln salienta que formar médicos custa caro, médicos mal formados custam muito mais caro para a sociedade: com diagnósticos inadequados, sofrimento inadequado, mortes evitáveis, processos éticos e criminais.

Íntegra da entrevista: http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/jornal-tribuna-1edicao/videos/t/edicoes/v/dia-do-medico-destaca-importancia-na-formacao-de-novos-medicos/7097604/

LINCOLN COMEMORA DIA DO MÉDICO COM BENEFICÊNCIA PORTUGUESA DE SANTOS

A Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos prestou homenagem aos médicos neste dia 18/Outubro, com um almoço na própria instituição.

Dentre os convidados estavam comemorando com os colegas da entidade e o presidente da SBP, Ademir Pestana e diretores, Lincoln Ferreira, presidente da AMB, Dr. Valter Makoto, secretario adjunto de Saúde de Santos e Dr. Mario Cardoso, ex-presidente da AMB.

“Ficamos gratos pelo convite e afetuosa recepção. É importante estamos presentes em momentos como este, compartilhando com os colegas que escolheram, como nós, mais do que uma profissão – uma missão, nossa visão e a crença de que somente unidos enquanto categoria e com nossas e entidades representativas, conquistaremos as condições que nos permitam ampliar e qualificar o atendimento a saúde no Brasil”.

AMB, CMBA E CFM ACOMPANHAM DEFESA DA ACUPUNTURA NA CÂMARA

O deputado Hiran Golçalves conquistou o adiamento da votação do relatório final da Comissão de Constituição e Justiça, sobre a regulamentação da acupuntura no país. Na comissão 4 relatórios aceitam a prática por não médicos.

A sessão foi acompanhada por Lincoln Ferreira, presidente da Associação Médica Brasileira, Fernando Genschow, presidente do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura e Napoleão Puentes, assessor parlamentar da AMB e CFM.

“Somos contra a prática de acupuntura por profissionais que não tem formação em Medicina. Esse será o meu relatório que defenderei na Comissão de Constituição e Justiça. Junto com o Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura e a Associação Médica Brasileira, vamos convencer os demais membros do colegiado do perigo desse projeto para saúde da população” comenta o deputado Hiran.

LINCOLN PARTICIPA DE REUNIÃO NA AMPE

O presidente da AMB, Lincoln Lopes Ferreira, visitou a Associação Médica de Pernambuco (AMPE), uma das entidades médicas mais antigas do Brasil, com 177 anos de existência.
O objetivo foi o de participar de reunião de Diretoria da federada, onde forma debatidos diversos temas: alternativas de maior integração entre a AMPE e a AMB; propostas conjuntas para ampliação do número de sócios; auxílio para a reforma do espaço e atualização do acervo literário da biblioteca, dentre outros.
“Nosso compromisso é de uma administração participativa na AMB e colaborativa, onde todas as Federadas e Sociedades de Especialidade são ouvidas para termos planos de atuação que reflitam as necessidades regionais e componham a pauta nacional”, enfatiza Lincoln.

Nas fotos: com Helena Carneiro Leão, presidente da AMBP e durante a reunião com a Diretoria da AMPE.

JOÃO PESSOA RECEBE 48ª EDIÇÃO DO CONGRESSO BRASILEIRO DE OTORRINOLARINGOLOGIA

Encontro ocorre de 31 de outubro a 3 de novembro no Centro de Convenções da capital paraibana

A Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF) promove, entre os dias 31 de outubro e 3 de novembro, o 48º Congresso Brasileiro da especialidade. O evento será realizado no Centro de Convenções de João Pessoa e a expectativa é de que aproximadamente 3 mil profissionais participem do encontro, que já conta com a presença confirmada de 10 convidados internacionais.

O 48º Congresso trará para os participantes a transmissão de cirurgias ao vivo de diversas áreas da especialidade, para que a experiência de todos possa ser a mais abrangente e completa possível. “O grande destaque desta edição fica por conta da realização e transmissão das cirurgias ao vivo. A confluência da prática com a teoria é o grande objetivo do Congresso, bem como a possibilidade de trocar conhecimentos e experiências com colegas de profissão. Estamos preparando uma grade científica repleta das maiores novidades da especialidade e que dialoga com outros assuntos importantes para nós otorrinos, indo desde aspectos legais do cotidiano médico até a própria gestão da carreira”, declarou o Presidente da ABORL-CCF, Dr. Márcio Abrahão.

Entre os temas que serão apresentados durante o encontro, destaque para:

  • Realização e transmissão de cirurgias ao vivo;
  • Tratamento de perfuração timpânica;
  • Tremor vocal na doença de Parkinson;
  • Técnicas Reconstrutivas para cirurgia de câncer de laringe;
  • Tratamento do ronco e da apneia obstrutiva do sono;
  • Otorrinogeriatria, abordando questões como “audição pré demência”, “disfagia e disfonia no idoso” e “envelhecimento nasal”.

Para mais informações a respeito, acesse o site: http://www.otorrino2018.org.br/

Serviço:

O que: 48º Congresso Brasileiro de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial;

Quando: 31 de outubro a 3 de novembro de 2018;

Onde: Centro de Convenções de João Pessoa (PB);

Realização: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF).

(texto: ABORL-CCF)

 

DILEMAS ÉTICOS RELATIVOS AO FIM DA VIDA

Este foi o tema da palestra Miguel Roberto Jorge diretor de da AMB e Presidente do Comitê de Assuntos Médico-Sociais da Associação Médica Mundial, na Medical Ethics Conference at WMA Assembly , Reykjavik.

Este assunto teve início no Brasil, após a WMA haver demandado às suas associações médicas nacionais que promovessem eventos em suas regiões para coletar opiniões dos médicos de todo o mundo sobre dilemas éticos ao fim da vida.

O evento DILEMAS ÉTICOS RELATIVOS AO FIM DA VIDA da Confederação Médica Ibero-Latina-Americana e do Caribe (CONFEMEL), com realização da AMB e CFM, e acompanhamento da WMA ocorreu no Rio de Janeiro em março de 2017.

A falta de orientação formal aos médicos acerca dos dilemas éticos relativos ao fim da vida polemiza ainda mais um assunto já delicado. Eutanásia, pacientes terminais, direitos dos pacientes, suicídio assistido entre outros tópicos tem sido discutidos. A discussão envolve também aspectos como cuidados paliativos, limites para tratamento, decisões sobre uso de medicamentos, alimentação e sedação, além de direitos do paciente e objeção consciente a medidas de sustentação da vida.

Em novembro de 2017 Miguel Jorge acompanhou a reunião da Região Europeia da WMA sobre Questões do Fim da Vida. Eventos similares ocorreram também na África e Ásia.

As discussões sobre o assunto tem sido realizadas por profissionais médicos, autoridades legais, especialistas em cuidados paliativos e ética médica, estudiosos teológicos e filósofos para debater as diferentes políticas sobre essas questões, explorar os direitos dos pacientes e as limitações de tratamento e compreender melhor a opinião pública sobre questões de fim de vida.