A AMB DEFENDE A CARREIRA DE MÉDICO DE ESTADO

Com a alta adesão ao Mais Médicos, os secretários municipais de Saúde começaram a questionar a probabilidade de abandono ao programa, devido ao histórico dos anos anteriores.

Para o presidente Lincoln Ferreira, em entrevista ao Estadão, essa saída do programa pode sim acontecer caso não haja condições de trabalho adequadas. Cabe ao médico denunciar a falta de infraestrutura, já que a vida do paciente está sob sua responsabilidade.

O fato de incentivar os brasileiros a participarem do Mais Médicos e ao mesmo tempo criticá-lo não é uma contradição. “Defendemos a Carreira de Médico de Estado para profissão. Mas sabemos que isso não pode ocorrer de imediato. O Mais Médicos pode ser uma medida temporária”, conclui Lincoln Ferreira.

Leia a matéria completa em: https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,secretarios-temem-que-brasileiros-desistam-de-vagas-no-mais-medicos,70002621660

Compartilhar em: