Abertura oficial do 49º Congresso da SBPC/ML

A cerimônia de abertura oficial do 49º Congresso de Patologia Clínica Medicina Laboratorial (49º CBPC/ML) e 1º Congresso Brasileiro de Informática Laboratorial (1º CBIL) aconteceu na noite da terça, 29, no auditório do Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza.

Após a execução do Hino Nacional pelo violonista e compositor cearense Nonato Luiz, foi composta a mesa de abertura: Paula Távora (presidente da SBPC/ML), Tadeu Sobreira (presidente do 49º CBPC/ML), Florentino Cardoso (presidente da AMB), Armando Fonseca (coordenador executivo do congresso), Alex Galoro (Coordenador da Comissão Científica do congresso), Carlos Ballarati (coordenador da programa científica do 1º CBIL), Adagmar Andriolo (coordenador da comissão de julgamento dos temas livres), Marilene Melo (representante da WASPaLM), Gláucio Saldanha (presidente da Regional Ceará da SBAC) e Gentil Galiza (representando o presidente do Cremec).

Paula Távora agradeceu a todos que contribuíram para seu trabalho na presidência da SBPC/ML e ressaltou os avanços e as conquistas obtidas nesses dois anos de mandato. “Fizemos a reforma estatutária, que entrará em vigor em 2016. Além disso, demos uma relevância da patologia na graduação, assim como impulsionamos o site Lab Tests Online BR”. A Presidente ressaltou, também, que o país vive momentos difíceis, mas que é preciso continuar a lutar com coragem. Ela anuncou os nomes dos aprovados no TEPAC 2015 e os premiados em resumos de tema livre.

Tadeu Sobreira registrou a missão que assumiu ao trazer o Congresso da SBPC/ML para Fortaleza, após uma lacuna de 35 anos, e como foi importnate para ele ter participado desse projeto, sobretudo por ter construído uma amizade colaborativa, em especial com os diretores da SBPC/ML.

O presidente da Associação Médica Brasileira, Florentino Cardoso citou a crise financeira, política e social no país. Mas, apesar de todos os dissabores pelos quais o Brasil enfrenta, ele preferiu enfatizar o trabalho da SBPC/ML ao incentivar e difundir a qualidade da Medicina Laboratorial e seu Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos, o PALC.

Após a solenidade, Nonato Luia voltou ao palco e brindou a plateia com algumas composições e de autores conhecidos. Em seguida, foi servido um coquetel.

Compartilhar em: