AMB COBRA EXPLICAÇÕES E PEDE MAIS PRAZO PARA INSCRIÇÕES NO MAIS MÉDICOS

 

 

A Associação Médica Brasileira (AMB) encaminhou, nesta quarta-feira (21/11), ofício para o Ministro da Saúde, Gilberto Occhi, solicitando a prorrogação do prazo de inscrição dos médicos brasileiros no programa Mais Médicos, em substituição dos médicos intercambistas cubanos, em virtude da instabilidade do site, http://maismedicos.saude.gov.br, responsável pela inscrição.

Conforme divulgado no site do Ministério da Saúde, as inscrições para o Programa Mais Médicos deveriam ocorrer de 21/11/2018 às 08h até 25/11/2018 às 23h59h. Mas desde o início da manhã, desta quarta-feira, a AMB recebeu uma série de denúncias de que o site (para as inscrições) estava fora do ar. Ao receber as denuncias a equipe técnica da AMB confirmou os relatos, tentando acessar o site e desde as 10:12 h tem acompanhado minuto a minuto, sem nunca ter conseguido o acesso.

Muitos médicos brasileiros buscaram explicações diretamente do Ministério da Saúde, em Brasília, pelos problemas apresentados no site. O médico Victor Pereira Machado CRM 198310-SP, chegou a ligar várias vezes na Coordenadoria do Mais Médicos – CGPS em Brasília (61) 33153284/33153848. Numa dessas ligações lhe explicaram: “ que o problema era no DATA SUS e que era para continuar tentando”.

O médico lamentou muito a dificuldade, afirmando que vê no edital uma boa oportunidade para os médicos brasileiros recém-formados. “Eu sou médico. Tenho meu CRM direitinho. Estou trabalhando há três meses, dando plantões. Para mim esse edital é uma oportunidade fantástica. É o que eu buscava. Estou disposto a morar em qualquer lugar. Mas infelizmente o site não abre. Vou continuar tentando”, declarou o médico Victor Machado.

“A maior dificuldade é que a gente tenta e o não consegue se inscrever. De manhã algumas vezes conseguia entrar no Site, mas sem conseguir entrar no espaço do edital, e agora de tarde não se consegue entrar em nada. Estou desde às 8h tentando. Só de manhã foram quase 40 tentativas. Aparece que não é possível acessar esse site” explicou o médico Victor Pereira Machado

Outro médico que também tentou e não conseguiu se inscrever no primeiro dia foi Douglas Vinícius de Oliveira Santos, CRM 77095-MG. Depois de tentar inúmeras vezes, ele ligou para Brasília e ouviu do outro lado da linha: ”que o problema era do sistema que estava congestionado e que deveria continuar tentando para se inscrever”.

Ele diz que o problema é mais grave, quando se pensa no princípio da isonomia. “Pelo edital está bem clara a questão da vinculação da vaga pelo comprovante de inscrição e comprovante de locação. E a gente viu pela mídia que foram realizadas inscrições. Ao mesmo tempo em que a gente teve e está tendo dificuldades, e em muitos casos há a impossibilidade. Ainda assim foi divulgado e referenciado na grande Imprensa como que se tivessem ocorrendo inscrições ao mesmo tempo. Aí você imagina que um problema técnico, como esse deveria ser configurando como um problema de quebra de isonomia no processo seletivo. Do ponto de vista do candidato a gente vê prejuízo dos que estão tentando e não estão conseguindo. É preciso que esse processo seja uniforme. Para que todos tenhamos as mesmas oportunidades”, reclama Douglas de Oliveira Santos. Ele se refere a informação de que mais de 3 mil pessoas teriam conseguido fazer a inscrição.

Já o médico Deivid Santos, CRM 45265-RS, diz que precisa ficar bem claro que não é falta de interesse dos médicos brasileiros pelo programa. “Não consegui ainda me inscrever. Vou continuar tentando. Até o final. Mas acho que tem de ficar bem claro, que não são os médicos brasileiros que não querem trabalhar no Programa, pois estão tentando. Hoje passei o dia inteiro tentando. Amanhã vou tentar de novo. Mas se a gente a caba não conseguindo, é obrigado a desistir, mas não é por falta de querer ou de tentar. É porque tem algo errado nesse sistema aí“, desabafou o médico Deivid Santos.

Dificuldades no Mais Médicos sempre foram relatadas pela AMB quando abertas inscrições para os médicos com CRM no Brasil e desta vez não foi diferente. A AMB vê com preocupação o fato, pois o prazo que já é curto agora ficou menor.

“Demandamos ao Ministério da Saúde que esclareça os problemas no site e os resolva o quanto antes, além de prorrogar o prazo de inscrição, para que os médicos brasileiros possam ter acesso às inscrições. As notícias de que houve mais de um milhão de acessos ao site, e que este seria o motivo de estar fora do ar, nos causaram duas surpresas: uma que um site governamental não esteja preparado para uma ocorrência desta natureza e outra que não existam sistemas de segurança que evitem um ‘ataque cibernético’ ”, questiona o presidente da AMB, Lincoln Lopes Ferreira.

Na semana passada a AMB apresentou uma série de propostas para solucionar a crise deixada com a saída dos médicos cubanos. “ Não é de hoje que denunciamos problemas no Programa Mais Médicos. E também nunca nos furtamos de querer ajudar a melhorar a Saúde em nosso País. Por isso, apresentamos uma série de propostas para resolver a crise criada com a saída dos médicos cubanos. Mas é preciso antes de tudo que os médicos brasileiros tenham garantido o acesso ao edital para que possam inscrever-se sem maiores dificuldades”, concluiu o presidente da AMB.

 

Mais informações

O Ministério da Saúde publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 20, edital para selecionar profissionais que queiram aderir ao programa Mais Médicos. Serão ofertadas 8.517 vagas, das quais 8.332 abertas em decorrência da saída de médicos cubanos do programa, que devem deixar o País. O governo de Cuba anunciou na semana passada o rompimento unilateral da participação no programa Mais Médicos.

Os profissionais selecionados irão atuar em 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas, antes ocupados pelos cubanos. As inscrições começaram nesta quarta-feira e seguem até o dia 25 deste mês para médicos brasileiros com CRM Brasil ou com diploma revalidado no País.

Compartilhar em: