AMB CONTA TUDO QUE NÃO TE CONTARAM SOBRE OS E-CIGARROS

Não se deixe enganar: o cigarro eletrônico mata! E para alertar a população sobre o assunto, a AMB lançou uma página em seu site que reúne informações sobre os malefícios provocados pelos dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs), num formato de perguntas e respostas. O conteúdo foi elaborado pela Comissão de Combate ao Tabagismo da entidade, em parceria com a Aliança de Controle do Tabagismo e Promoção da Saúde (ACT), com o apoio da Fundação do Câncer e pode ser acessado em https://amb.org.br/cigarro-eletronico/ .

 

Alberto Araújo, presidente da comissão da AMB, ressalta que a plataforma está sendo lançada em um momento propício, afinal a pandemia de coronavírus exige cuidados redobrados com as questões relacionadas à saúde. “O tabaco causa diferentes tipos de inflamação e prejudica os mecanismos de defesa do organismo. Por esses motivos, os fumantes têm maior risco de infecções por vírus, bactérias e fungos. Portanto, o tabagismo é um fator de risco para a COVID-19. Devido a um comprometimento da capacidade pulmonar, o fumante possui mais chances de desenvolver sintomas graves da doença”, destaca.

 

“O conteúdo é destinado a médicos, profissionais da saúde, à imprensa e toda a população. Nele, são desvendadas as artimanhas que a indústria tabagista utiliza para vender benefícios inexistentes e falsos para atrair usuários”, observa Diogo Sampaio, vice-presidente da AMB.

 

O Diretor Científico da AMB, Antonio Carlos Palandri Chagas, enfatiza a importância dos esclarecimentos sobre os DEFs. “Recomendo a leitura do material por pais e educadores, pois com formatos inusitados e sabores a indústria pretende atingir um público mais jovem com os cigarros eletrônicos. Se se aqueles que devem orientar as crianças e adolescentes não estiverem preparados, até mesmo para reconhecer que o que o filho ou aluno carrega é um e-cigarro, corremos o risco de ter um crescimento grande de fumantes nestas modalidades”.

Compartilhar em: