AMB contra a corrupção

“A delação premiada desta semana comprova o que mais temíamos. A corrupção é doença que ataca quase todos políticos brasileiros, sem distinguir partido, viés ideológico, idade ou posição nos poderes.

Além de reforçar evidências e indícios de que os últimos governos se locupletaram por meio de propinas, esta delação mostra que corrupção é continuada, mesmo depois da troca de governo, utilizando caminhos e agentes semelhantes aos usados anteriormente.

Infelizmente, esta delação chega em momento crítico para o Brasil, justamente quando nossa economia começava dar sinais de recuperação. Quando começávamos a ter esperança de colocar o país e a economia nos trilhos, depois de tantos anos de desmandos, gastanças e, claro, corrupção, que corroeram a saúde financeira do Estado brasileiro e poder de compra dos brasileiros. Justamente quando andávamos com reformas da previdência e trabalhista, tão importantes para desenvolver o mercado de trabalho e garantir aposentadoria justa para próximas gerações. E vitais para equilíbrio financeiro das contas públicas.

Em contrapartida, ver o presidente ser alvo de inquérito é prova de que alguns membros de nossas instituições estão cumprindo seus papéis e investigando.

A Associação Médica Brasileira (AMB) espera que todos fatos sejam apurados com agilidade e, doa a quem doer, responsáveis sejam exemplarmente punidos, independentemente de ideologia político-partidária. Também rogamos por maior transparência na apresentação dos fatos para que cada cidadão possa fazer juízo do que acontece nesse condenável submundo.

Chega de tanta corrupção. Precisamos, à luz de nossa Constituição, passar o Brasil a limpo.”

Compartilhar em: