AMB DENUNCIA A DEPUTADOS DA FPMED A CORRUPÇÃO NA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS

 

Em reunião realizada na Associação Médica de Brasília (AMBr), a Associação Médica Brasileira (AMB) apresentou o caos que se encontra na revalidação de diplomas médicos no Brasil, a deputados da Frente Parlamentar da Medicina (FPMed) e representantes de Federadas e Sociedades de Especialidade.

A apresentação foi feita pelo diretor de Atendimento ao Associado da AMB, Marcio Fortini, e contou com a presença do presidente da FPMed, deputado Hiran Gonçalves, e José Luiz Dantas Mestrinho, vice-presidente da Região Centro-Oeste da AMB  e Coordenador do Instituto Brasil de Medicina (IBDM).

A preocupação da AMB tem sido sobre os riscos para a saúde da população decorrente do balcão de negócios no qual o ensino médico brasileiro se transformou, pois encaminha médicos sem os requisitos mínimos de formação para atendimento à população.

Fortini ainda relatou que essas denúncias foram entregues em mãos ao secretário, na sede do MEC, pelo vice-presidente da AMB, Diogo Sampaio, em 14 de maio, e enviadas por e-mail em 16 de maio.

Diante da inércia do secretário e da sua postura pró-universidades particulares, defendendo que elas façam ao revalidação de diplomas, mesmo tendo conhecimento das irregularidades a ele encaminhadas, a AMB e o CFM solicitaram ao Presidente da República, Jair Bolsonaro, a demissão do secretário, pois não há mais como dialogar e negociar as reformas na educação médica com um interlocutor que tem se caracterizado pela preocupação maior com as universidades particulares do que com a boa formação médica.

#EnsinoMédico  #AMB #FPMed

Compartilhar em: