AMB PROMOVE INTERCÂMBIO ENTRE BRASIL E ESTADOS UNIDOS

Associação Médica Brasileira (AMB) recebeu delegação de hospitais americanos para estimular troca de experiências e parcerias com médicos e hospitais brasileiros

Um importante encontro para incentivar o intercâmbio na medicina e na área da saúde, entre o Brasil e os Estados Unidos, aconteceu nesta terça-feira (21/08) na sede da Associação Médica Brasileira (AMB) em São Paulo.

O presidente da AMB, Lincoln Ferreira, e o diretor José Bonamigo receberam a visita do Consulado Americano e da USCIPP – Cooperativa de Hospitais dos Estados Unidos com Programas para Pacientes Internacionais. O programa americano reúne centros médicos acadêmicos e sistemas de saúde que trabalham juntos para promover o acesso global à experiência dos EUA em cuidados de saúde de alta qualidade.

O encontro reuniu representantes das sociedades de especialidade filiadas à AMB e diretores de centros médicos acadêmicos e sistemas de saúde americanos. Durante a reunião, José Bonamigo, coordenador do encontro, explicou o sistema de saúde brasileiro tanto na iniciativa privada quanto pública. E ouviu dos americanos o interesse de conhecer um pouco mais a experiência brasileira, principalmente sobre casos de doenças infecciosas.

Os representantes das instituições americanas apresentaram seus programas e hospitais, demonstrando  grande  interesse em promover parcerias com médicos e hospitais brasileiros. Foram incentivadas parcerias e trocas de experiências em Telemedicina, Pessquisa Clínica, Educação Médica Continuada e Estágios Observacionais.

“Com essa reunião a gente tem a posibilidade de fazer parcerias com hospitais americanos tanto para educação médica continuada, para sessões clínicas, seminários via Internet, assim como também, para que instituições aqui do Brasil ou médicos  individuais possam ir até os Estados Unidos para fazer estágios observacionais, em diversas especialidades, sobre procedimentos ou diagnósticos específicos”, informou o resultado da reunião, José Bonamigo.

Telemedicina – Um dos temas que despertou bastante interesse dos participantes foi com relação a Telemedicina. Segundo Bonamigo, os brasileiros tem muito interesse em ouvir a experiência dos americanos. “É algo que já avançou muito nos EUA, tanto nas companhias de seguro, quanto nos hospitais e serviços. Eles usam bastante a Telemedicina não só para ampliar acesso, mas também para permitir que hospitais menores acessem especialistas, profissionais com experiência mais aprofundada em determinadas especialidades ou de doenças. E a gente busca com essa parceria incrementar o que a gente já faz em telemedicina aqui no Brasil e fazer com que as nossas instituições também se desenvolvam nesse sentido para ajudar na saúde de nossos pacientes”, explicou Bonamigo.

Participaram do encontro os seguintes hospitais americanos:

Cook Children’s – (www.cookchildrens.org ) – especializado em pediatria, atendendo 45% do estado do Texas. Com pesquisas avançadas, o hospital está entre os melhores do mundo, e se destaca no atendimento especializado em: Câncer, Cardiologia / Cirurgia Cardíaca, Neurologia Neurologia / Neurocirurgia e Ortopedia. Oferecem parcerias para pesquisa e cuidados de pacientes.

Contato: Cynthia Gonzalez (Cynthia.gonzalez@cookchildrens.org) e Yadira Nunez (Yadira.nunez@cookchildrens.org )

Community Medical Centers – ( www.communitymedical.org ) é uma organização sem fins lucrativos, com quatro hospitais. Sendo eles: Community Regional Medical Center, um centro médico acadêmico; Fresno Heart and Surgical Hospital, designado como um centro de excelência para seus serviços bariátricos e metabólicos; Centro Médico Comunitário Clovis, que também abriga o recém-construído Instituto do Câncer, com tecnologia de ponta e o Community Behavioral Health Center. Especializado em cirurgias bariátricas, cardíacas e oncologia.

Contato: Berj K. Apkarian (berjapkarian@communitymedical.org )

Broward Health –( www.BrowardHealthInternational.com ) – oferece uma gama completa de serviços médicos, incluindo tratamento especializado em cardiologia, tratamento avançado do câncer, tratamentos cirúrgicos minimamente invasivos com o sistema robótico da Vinci® e a não-invasiva CyberKnife® Stereotactic Radiosurgery. Também oferecem aos pacientes cuidados neurológicos abrangentes, um programa de hematologia / oncologia pediátrica de primeira linha, centro oftalmológico cirúrgico que oferece tratamento para problemas oculares delicados e um centro ortopédico e de medicina esportiva. Oferecem parcerias para telemedicina e treinamento.

Contato: Cristina Cardona Rivas (ccardonarivas@browardhealth.org )

Shirley Audrey AbilityLab – (www.sralba.org ) – é maior centro dos Estados Unidos especializado em procedimentos neurológicos e de movimentação de alta complexidade, com tratamentos para acidentados, traumas cerebrais, derrames, injúrias na medula espinal e outras condições debilitantes. Oferecem tratamentos, treinamentos e consultoria para procedimentos neurológicos de alta complexidade.

Contato: Matthew Ginsberg-Jaeckle ( mginsbergj@sralab.org )

-Minnesota International Medicine – (http://mnimed.com ) é formado por 8 centros hospitalares de excelência, centenas de clínicas especializadas e milhares de médicos, muitos dos quais são altamente conhecidos em todo o mundo, e líderes em pesquisas em tratamentos pioneiros.

Contato: Kristina Stickney (kstickney@globalmed.org ) Oferecem parcerias e consultorias para centros de alta complexidade, como transplantes.

– UCLA – ( www.uclahealth.org ) – é um centro médico acadêmico que oferece aos pacientes as mais recentes tecnologias, bem como acesso a novas terapias potencialmente vivas e ensaios clínicos de ponta. Com uma ampla gama de centros clínicos e de pesquisa, abordando temas como biologia de células-tronco, AIDS, terapia genética, neurociências, saúde da mulher e geriatria, a UCLA continua a definir o que um centro médico acadêmico pode ser. Oferecem parcerias para programas de intercâmbio, educação, pesquisa, consultoria e Contato: Vivian Beene (vbeene@mednet.ucla.edu) e Rojean Kashanchi (rkashanchi@mednet.ucla.edu)

Compartilhar em: