AMB DENUNCIA A CHAPA 2 – “NOVA AMB” NA POLÍCIA 

Na tarde desta terça-feira, (25/08) a Associação Médica Brasileira apresentou à Polícia Civil provas das difamações contra a entidade e sua atual diretoria, feitas pela Chapa 2 – “Nova AMB”, para que seja aberto inquérito policial para investigar a autoria das publicações com conteúdo mentiroso e difamatório veiculadas nos canais digitais da Chapa 2 – “Nova AMB”. As postagens distorcem os fatos e deturpam a atuação da atual diretoria da AMB no caso dos desvios financeiros que resultaram em prejuízo milionário à entidade, orquestrados por uma ex-funcionária que comandava o financeiro da entidade havia quase três décadas

É fato notório e de amplo conhecimento público que foi a atual diretoria da AMB (que assumiu em novembro de 2017) quem descobriu, investigou e denunciou a falcatrua, ocorrida pelo menos entre 2008 e 2018, à Polícia Civil e ao Ministério Público. Depois disso, a mesma diretoria informou, de forma transparente e detalhada, em outubro de 2019, o caso para todos os órgãos da entidade: Conselho Fiscal, Conselho Deliberativo, Assembleia de Delegados, e Assembleia Geral. Para os associados, o mesmo material foi disponibilizado na área logada do site da AMB, cujo link foi enviado pelo e-mail cadastrado na AMB.

A própria Chapa 2 – “Nova AMB” também conhece toda essa história e teve acesso à verdade dos fatos, pois vários dos seus membros fazem parte desses órgãos, representando federadas, sociedades de especialidades ou como delegados. E, em nenhum momento, utilizaram esses fóruns institucionais para se manifestarem sobre o tema, fosse para questionar, criticar ou entender melhor o que aconteceu.

Agora, em período eleitoral, a Chapa 2 – “Nova AMB” resolveu tratar o assunto como se fosse novidade e escândalo, impulsionado por meio de factoides jurídicos tramados em conluio com a APM. Tenta fazer parecer que se trata de uma “descoberta” ou “denúncia” feita por eles.

Porém, a Chapa 2 – “Nova AMB” não parou por aí. Insiste em disseminar informações falsas sobre o referido caso. Utilizam documentos falsificados pela ex-funcionária como se fossem provas do envolvimento dos atuais diretores no ilícito, quando na verdade são provas que elucidam a forma como o esquema criminoso burlou os mecanismos de controle da diretoria, do Conselho Fiscal, da contabilidade e até mesmo da auditoria externa independente.

A motivação dos ataques e das difamações não poderia ser mais vil: interesse eleitoreiro. Mas não permitiremos que tentem sujar a imagem de uma diretoria que cumpriu, com diligência, suas obrigações estatutárias.

Não nos intimidaremos com esses ataques e difamações. Seguiremos atuando na segunda etapa das investigações, agora referente ao período entre 1998 e 2007.

Não acreditem em mentiras. Confiram. Questionem. Confrontem as informações. Basta olhar as postagens com as difamações e confrontar com os documentos e apresentações na área logada no site da AMB para ter certeza de quem está do lado da verdade e quem está apenas querendo ganhar uma eleição a qualquer preço.

Abaixo, seguem alguns links importantes para esclarecer a situação.

Vídeo do presidente da AMB falando sobre os fatos da fraude financeira.

https://amb.org.br/noticias/presidente-da-amb-fala-da-fraude-financeira-que-a-diretoria-identificou/

Acesso à área logada da AMB, onde os documentos sobre a fraude financeira descoberta pela atual diretoria podem ver verificados.
https://www.user.amb.org.br/

 

Postagem da AMB sobre os ataques da APM:

APM MENTE SOBRE FRAUDES DESCOBERTAS PELA AMB

https://amb.org.br/noticias/amb/apm-mente-sobre-fraudes-descobertas-pela-amb/

APM SEGUE MENTINDO E DETURPANDO OS FATOS

https://amb.org.br/noticias/apm-segue-mentindo-e-deturpando-os-fatos/

Compartilhar em: