MIGUEL JORGE TRANSFERE CARGO NA WMA, AGORA É EX-PRESIDENTE IMEDIATO

Durante a Assembleia Geral anual da World Medical Association (WMA) – Associação Médica Mundial, que ocorreu de forma virtual, Miguel Roberto Jorge, presidente da WMA e diretor da Associação Médica Brasileira (AMB), passou o cargo de presidente da entidade internacional para David Barbe, dos Estados Unidos. Assim, ele assume como ex-presidente imediato, uma transição prevista a cada novo ciclo diretivo na WMA. Heidi Stensmyren, da Suécia, ocupa o cargo de presidente eleita.

Durante o evento, que aconteceu entre os dias 26 e 30 de outubro, Miguel Jorge enfatizou que a Covid-19 afetou diretamente a saúde física e mental de milhões de pessoas e indiretamente afetou social e economicamente bilhões de pessoas. “Agora, mais do que nunca, a cobertura universal de saúde – incluindo cuidados de saúde mental – seria a melhor maneira de fornecer saúde para todos”, disse.

Lincoln Ferreira, presidente da AMB, permanece como membro do conselho da WMA, cargo que ocupa desde 25/04/2019. “Para nós na AMB, é motivo de muito orgulho a gestão do colega e amigo, Miguel Jorge, à frente da presidência da WMA. Ele enfrentou o maior desafio da medicina do último século com a Covid-19 e continuará contando com nosso apoio no novo cargo que ocupa”, destaca.

Já o novo presidente da WMA, David Barbe, em seu discurso inaugural na assembleia geral da WMA disse que a Associação Médica Mundial deve continuar a deixar a ciência liderar a batalha contra a Covid-19. Também salientou que a WMA deve defender o uso de equipamentos de proteção individual adequados, instalações e equipamentos médicos apropriados e pessoal de apoio adequado.

Compartilhar em: