ARTIGO: CIRURGIÃO PEDIÁTRICO - O HERÓI DESCONHECIDO - AMB

ARTIGO: CIRURGIÃO PEDIÁTRICO – O HERÓI DESCONHECIDO

Para o médico receber o Título de Especialista em Cirurgia Pediátrica precisa, após os seis anos de Graduação em Medicina, dois anos de Residência Médica em Cirurgia Geral e mais 3 anos de Residência Médica em Cirurgia Pediátrica em Serviços credenciados pelo Ministério da Educação e sob rígido controle da Comissão Nacional de Residência Médica e da Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica, filiada à Associação Médica Brasileira. Isto totaliza no mínimo cinco anos de treinamento após o Curso de Medicina .

O Doutor Mark Ravitch, considerado um dos fundadores da Cirurgia Pediátrica no mundo como Especialidade disse: “Cirurgia não é um lugar ou um evento, ela é fundamentalmente uma disciplina intelectual, frequentemente envolvendo um procedimento cirúrgico; contudo, mais importante ainda, caracterizada por uma atitude de responsabilidade para com o cuidado do doente.”

Declaração da Cirurgia Pediátrica, exarada no Congresso Mundial – World Federation of Associations of Pediatric Surgeons (WOFAPS) – em Kyoto , Japão: “A criança não é apenas um adulto em miniatura e apresenta problemas e necessidades médicas e cirúrgicas, muitas vezes bastante diversas daquelas encontradas pelo médico de adultos. Lactentes e crianças merecem o melhor atendimento médico disponível. Todo o lactente ou criança que apresenta uma doença tem o direito de ser tratado em um ambiente adequado por um especialista em Pediatria ou Cirurgia.

O Cirurgião Pediátrico é um profissional especialmente treinado e habilitado a lidar com lactentes e crianças que necessitem diagnóstico, tratamento e acompanhamento de doenças potencialmente cirúrgicas que acometem entre outros os tratos digestório, urinário e respiratório, sejam defeitos congênitos , traumatismos graves ou tumores sólidos da infância de caráter benigno ou maligno.

Em nome dos Cirurgiões Pediátricos de todo o Brasil gostaríamos de solicitar a inclusão do nome do Dr. Paulo Villela. Foi o Cirurgião Pediátrico responsável pelo atendimento do menor na reportagem planejada para o Programa Fantástico do próximo domingo que foi vitimado por um trauma cardíaco por um espeto de churrasco. Felizmente a criança sobreviveu , graças ao empenho de toda uma equipe capitaneada por este colega. Infelizmente e injustamente este Cirurgião Pediátrico não tem sido citado em nenhuma das menções ao caso pela imprensa. Consideramos de suma importância que a presença da Cirurgia Pediátrica no atendimento a nossas crianças de forma geral seja reconhecida em nosso país.

João Vicente Bassols

Presidente da CIPE (Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica)

Compartilhar em: