CIGARRO ELETRÔNICO É CIGARRO

 

A Anvisa reuniu diversos setores da sociedade para discutir a regulamentação dos cigarros eletrônicos. Antes da audiência, o presidente da Comissão de Combate ao Tabagismo da Associação Médica Brasileira, Alberto Araújo, que tem participado das discussões, falou com a reportagem do portal IG sobre o posicionamento da entidade.

Na entrevista, Araújo apontou que a proibição da comercialização de cigarros eletrônicos, há dez anos, contribuiu para evitar que a população consumisse um produto sem comprovação na ajuda no tratamento do tabagismo. O especialista acrescentou ainda que o uso dos aparelhos é igualmente prejudicial à saúde. “Não há nenhum sentido usar o próprio cigarro para combater outro tipo de cigarro”, afirmou.

Leia a reportagem na íntegra: https://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2019-08-07/producao-venda-e-consumo-cigarro-eletronico-pode-ser-liberado-no-brasil.html?utm_source=ultimas&utm_medium=desktop&utm_campaign=internas

#AMB #VivaSemTabaco #Nicotina #Cigarro #CigarroEletronico #Tabaco #IG

Compartilhar em: