CONTRATO COM CARLOS MICHAELIS FOI RESCINDIDO EM 2017

Em virtude da matéria veiculada neste domingo (11/10) pelo Fantástico (TV Globo) sobre o advogado Carlos Michaelis, na qual a AMB foi citada, esclarecemos que a entidade tomou todas as medidas administrativas e jurídicas tão logo evidenciou irregularidades na atuação do contratado:

* A AMB rescindiu em 2017 o contrato de prestação de serviços jurídicos que mantinha com o advogado Carlos Michaelis, assim que identificou atos irregulares.

* Os fatos e valores foram descritos na notícia-crime apresentada pela AMB à Polícia Civil, onde já ocorreu a oitiva de testemunhas e do próprio investigado. O procedimento foi encaminhado ao Ministério Público para analisar a propositura de ação penal contra o averiguado.

* Também foi feita representação junto ao Tribunal de Ética e Disciplina da OAB, que está em curso e aguarda a oitiva de testemunhas.

* A AMB informou às entidades médicas sobre o desligamento do referido advogado imediatamente após ter denunciado o contrato com Carlos Michaelis.

Sobre os outros processos movidos por terceiros contra o advogado Carlos Michaelis, inclusive o que foi apresentado pelo Fantástico, a AMB só se tornou sabedora após finda a relação contratual com o advogado e ingresso da notícia-crime, comprometendo contribuição de qualquer espécie.

Desde junho de 2017 o advogado Carlos Michaelis não presta mais serviços para a AMB, que acompanha e dá suporte à tramitação dos procedimentos acima mencionados, na expectativa de que ensejem condenação na esfera criminal, além de condenação para ressarcimento de valores devidos à AMB.

Esperamos que os referidos procedimentos avancem brevemente para que a justiça seja feita.

 

Diretoria

Associação Médica Brasileira

 

Link da matéria do Fantástico: https://g1.globo.com/fantastico/noticia/2020/10/11/advogado-do-cremesp-se-aproveitou-de-mulher-com-deficiencia-intelectual-para-tomar-bens-diz-mp.ghtml

 

Compartilhar em: