CONTROLE DO DIABETES REDUZ O RISCO DE UM INFARTO OU AVC EM 20%

O alerta é da Sociedade Brasileira de Cardiologia que promove campanha nacional, em 14 de novembro.

Mais de 16 milhões de brasileiros têm diabetes e muitos ainda negligenciam o tratamento e as recomendações médicas. A Sociedade Brasileira de Cardiologia – SBC faz um alerta, em 14 de novembro, no Dia Mundial do Diabetes já que a doença é o terceiro maior fator de risco para os problemas cardiovasculares, como infarto e derrame (AVC). O Brasil é o quarto país com a maior incidência mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos, Índia e China.

O diretor da SBC, Celso Amodeo, lembra que os diabéticos precisam controlar a glicemia regularmente, tomar a medicação, quando indicada, fazer atividade física e ter uma dieta equilibrada. “Quanto mais cedo o diagnóstico, mais rápido se iniciará o tratamento e assim os riscos de eventos cardiovasculares vão diminuir”, destaca o cardiologista. “E a prevenção é a melhor forma de combater o diabetes e suas consequências”, completa.

Existem três tipos de Diabetes: 1, 2 e Gestacional, sendo o tipo 2 o mais comum. “A glicemia ótima é abaixo de 100 e a hemoglobina glicada deve estar entre 5,5 a 6,4%. Acima desse nível alguém já é considerado diabético e a pessoa deve procurar um médico”, orienta diretor de Promoção de Saúde Cardiovascular da SBC, Weimar Sebba Barroso. “Reduzir em 1% a hemoglobina glicada faz com que a pessoa consiga diminuir o risco cardiovascular em 20%. É muito significativo”, alerta Barroso.

A SBC distribuirá folhetos informativos, que também estarão no site da entidade (www.cardiol.br) e serão multiplicados em mídias sociais, com os sete passos para uma vida mais saudável: praticar exercícios físicos; manter o peso, evitando a obesidade; alimentar-se com pouco sal, sem frituras e com mais frutas, verduras e legumes; reduzir o consumo de álcool; abandonar o cigarro; evitar o estresse; e ter mais tempo para a família, os amigos e o lazer.

Compartilhar em: