DEPUTADO DESISTE DE REVALIDA LIGHT

 

Felizmente o deputado federal Eduardo Bolsonaro voltou atrás e retirou o Projeto de Lei que criava um verdadeiro “Vale-Diploma”, que garantiria revalidação dos diplomas dos médicos formados no exterior que aceitassem ficar um período no Mais Médicos. O gesto é um honesto reconhecimento de que o PL por ele proposto em nada contribuiria para a saúde da população.

A AMB agradece o apoio recebido do deputado federal Hiran Gonçalves, da Frente Parlamentar da Medicina, e do Secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Barbosa da Lima Jr. “Ambos se comprometeram, em reuniões com a AMB na semana passada, a atuar para que os processos de revalidação de diplomas de medicina emitidos por escolas estrangeiras sejam conduzidos de forma austera, transparente e que preservem o direito do cidadão brasileiro, que é o de ser atendido por um médico bem formado”, lembra Diogo Leite Sampaio, vice-presidente da AMB.

Também nesta terça-feira, o MEC solicitou a participação da AMB no Grupo de Trabalho que irá debater propostas para o aperfeiçoamento da revalidação de diplomas no país. “Estamos atentos e, como sempre, seremos diligentes na defesa de uma medicina de qualidade”, completa Lincoln Ferreira, presidente da AMB.

Compartilhar em: