JUSTIÇA SUSPENDE CURSO SOBRE BOTOX DESTINADO A PROFISSIONAIS NÃO MÉDICOS NO A AMAZONAS

A Justiça tem sido implacável em impedir que profissionais não médicos realizem procedimento que pela sua natura e por lei, são restritos a médicos.

Desta vez a Justiça impediu a realização de um curso no Amazonas,  destinado a biomédicos, farmacêuticos e dentistas para a capacitação em botox e preenchimento facial,  em decisão liminar de ação ajuizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e pelo Conselho Regional de Medicina do Amazonas (Cremam).

Na decisão a Juíza diz “É importante salientar, que a oferta exagerada de procedimentos estéticos por profissionais que não tenham a devida habilitação e autorização legal para a sua execução provoca evidente risco à saúde pública de toda a população, razão pela qual o curso ofertado deve ser imediatamente suspenso”.

Leia a decisão na íntegra:  Decisão completa

Compartilhar em: