LIVRO CONSCIENTIZA SOBRE ENFRENTAMENTO AO ASSÉDIO NA FORMAÇÃO MÉDICA

Os casos de assédio moral em ambientes de formação médica motivaram o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) a editar um livro sobre o assunto. Com o título “Assédio moral na formação médica: conscientizar para combater”, a publicação será lançada nesta quarta-feira (15), na sede do Cremesp.

O Secretário Geral da Associação Médica Brasileira (AMB), Antonio Jorge Salomão, vai participar da mesa de abertura do evento. O livro chama a atenção para a complexidade da formação médica, que vai além da sala de aula, dos livros didáticos e é atrelada à interação humana, seja com pacientes ou mentores.

“A obra é de extrema importância para fortalecer o médico no início de carreira, dar subsídios para reconhecer o assédio e conscientizar sobre esse crescente problema”, reforça Antonio Jorge Salomão.

Enfrentamento ao assédio

A obra, que tem tiragem de cinco mil exemplares, conta com a colaboração de 15 autores e é organizada pelos médicos Edoardo Filippo de Queiroz Vattimo, conselheiro e coordenador de Comunicação do Cremesp, e Elio Belfiore, delegado regional em Campinas.

A publicação, voltada para estudantes, residentes, supervisores e instituições de ensino médico, traz, ainda, orientações sobre aspectos legais inerentes ao assédio, propõem medidas para enfrentá-lo e outras informações úteis para desmistificar o assunto.

O livro “Assédio moral na formação médica: conscientizar para combater” será distribuído de forma gratuita a médicos em formação nos hospitais-escola e nos programas de residência médica paulistas. A versão online da publicação também será disponibilizada em breve no site do Cremesp.

Imagem: Cremesp

Compartilhar em: