MANIFESTO PELA UNIÃO DA AMB

Clique aqui para acessar o manifesto das Federadas.

São Paulo, 4 de setembro de 2017

As federadas da Associação Médica Brasileira, abaixo signatárias, vêm a público, em especial perante seus associados e demais médicos brasileiros, manifestar seu incondicional respeito à AMB e ao processo eleitoral da entidade, que findou em 31 de agosto para a gestão do triênio 2017/2020.

O encaminhamento dado pela atual diretoria da Associação Paulista de Medicina (APM) à questão da eleição para diretoria da AMB está em total dissonância em relação às demais federadas. Além de injustificadamente não aderir à plataforma de votação eletrônica disponibilizada pela AMB, o que garantiu economia aos cofres de todos e também a segurança de um processo auditado por todas as partes, a APM ainda se auto conferiu poderes para declarar um vencedor para a diretoria da entidade-mãe.

Não é saudável para o Sistema AMB que uma federada se atue como se fosse tivesse mais direitos e poderes do que as demais. Todas federadas têm igual importância, independentemente do estado que representem ou da quantidade de sócios que possuam. É inaceitável que, uma federada, de forma isolada, declare vencedora esta ou aquela chapa.

Na hipótese de a Justiça aceitar a argumentação da APM, a AMB precisará ter acesso à documentação para auditar e validar o resultado, via Comissão Eleitoral. Somente depois disso é que tais votos serão computados.

Os interesses das entidades e da classe médica devem estar acima dos interesses pessoais. Contendas de fora da AMB não deveriam contaminar ou prejudicar a entidade como ocorre neste momento. Não é este o associativismo que defendemos. Disputas internas e pessoais só levam à desagregação e definhamento das entidades. Precisamos canalizar forças para vencer os reais inimigos da saúde brasileira e da classe médica, tarefa possível somente se estivermos unidos e remando na mesma direção.

Somos a favor da legalidade e dos princípios éticos. Acreditamos no resultado da eleição que utilizou a plataforma disponibilizada pela AMB, tanto pelo histórico de honestidade e correção da atual gestão da entidade, quanto pelas empresas que atuaram no processo, altamente reconhecidas e capacitadas.

Dentro do Sistema AMB o protagonismo tem que ser das causas da AMB e não deste ou daquele grupo. Desta ou daquela federada. E o todo sempre tem que ser mais do que a soma das partes.

Sociedade de Medicina de Alagoas – Dr. Fernando Antônio Gomes de Andrade

Associação Médica do Amazonas – Dr. Aristóteles Comte de A. Filho

Associação Bahiana de Medicina – Dr. Robson de Freitas Moura

Associação Médica Cearense – Dr. Carmelo Silveira C. Leão Filho

Associação Médica de Goiás – Dr. José Umberto Vaz de Siqueira

Associação Médica do Maranhão – Dr. Mauro Cesar Viana de Oliveira

Associação Médica do Mato Grosso – Dr. Aurélio Abdias Sampaio Ferreira

Associação Médica do Mato Grosso do Sul – Dra. Maria José Martins Maldonado

Associação Médica de Minas Gerais-  Dra. Maria Inês de Miranda Lima (presidente eleita)

Sociedade Médico-Cirúrgica do Pará –  Dr. Raimundo José S. de Castro

Associação Médica da Paraíba – Dra. Débora Eugênia Cavalcanti

Associação Médica de Pernambuco – Dra. Helena Maria Carneiro Leão

Associação Piauiense de Medicina – Dr. Elisiário Cardoso da Silva Junior

Associação Médica do Rio Grande do Norte –  Dr. Marcelo Matos Cascudo (presidente eleito)

Associação Médica do Rio Grande do Sul –  Dr. Alfredo Floro Cantalice Neto

Sociedade Médica de Sergipe – Dr. José Aderval Aragão

Associação Médica de Tocantins – Dr. Genildo Ferreira Nunes

 

Compartilhar em: