NOVAMENTE O PROGRAMA MAIS MÉDICOS, QUE JÁ GASTOU PERTO DE 6 BILHÕES DOS COFRES PÚBLICOS, NÃO FOI DISCUTIDO NO STF, APESAR DE ESTAR NA PAUTA.

A ação da AMB contra programa (ADI 5035), depois de mais de três anos estava prevista para o dia 31/08/2017, quando não foi discutida pois não houve tempo para concluir a pauta do dia e remarcada para o dia  27/09/2017, quando novamente não houve tempo para a sua apreciação.

A AMB continuará firme, solicitando a urgência para retorno à sessão plenária do STF, convicta que o programa que apresenta resultados questionáveis e manipulados, fere princípios da formação e habilitação profissional no Brasil, inibe e/ou dificulta a participação de brasileiros e ainda manda para o governo cubano cerca de 50% dos valores totais gastos.

Foto Dorivan Marinho_SCO_STF (06 07 2011)

Compartilhar em: