OPERAÇÃO “LAMA CIRÚRGICA” no Espírito Santo

OPERAÇÃO “LAMA CIRÚRGICA” no ES: Empresários suspeitos de fornecerem material descartável reutilizado são presos.

A Associação Médica Brasileira (AMB) acompanha pela imprensa e em contato com a sua federada do Espírito Santo, o desenrolar da denúncia que gerou a operação “Lama Cirúrgica” do Núcleo de Repressão às Organizações Criminosas e à Corrupção (Nuroc), da Secretaria de Segurança Pública do Estado (Sesp).

“O crime é uma afronta à sociedade, aos pacientes e à medicina. Tratamentos que podem não ter gerado o resultado total esperado ou podem ter havido intercorrências em função da utilização de materiais que são categorizados como descartáveis, mas que foram reaproveitados” diz Lincoln Lopes Ferreira, presidente da AMB.

O presidente da Associação Médica do Espírito Santo (AMES), Leonardo Lessa Arantes, em entrevista ao jornal A Crítica, disse que a reutilização destes materiais representa um risco para todos. “O médico é vítima, o hospital é vítima, a sociedade sai prejudicada como um todo, pois há risco de infecções e resultados ruins. Destes materiais a maior parte é utilizada na Ortopedia, mas alguns são de uso comum, como o fio de sutura cirúrgica.”

A AMB parabeniza a ação da Secretaria de Segurança Pública do Estado frente à denúncia recebida, se solidariza com a população do Espírito Santo e se coloca à disposição das autoridades para contribuir para que o resultado das investigações ocorra com a maior brevidade.

http://g1.globo.com/espirito-santo/bom-dia-es/videos/v/pacientes-com-cancer-no-es-foram-tratados-com-material-descartavel-usado-diz-policia/6427024/

Compartilhar em: