OUTUBRO ROSA DA SBM FAZ ALERTA SOBRE ACESSO A DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DO CÂNCER DE MAMA

A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), filiada à Associação Médica Brasileira (AMB), lançou a campanha “+ Acesso + Respeito”, que alerta para a necessidade de ampliação do acesso das mulheres ao diagnóstico precoce e tratamento do câncer de mama.

Antônio Frasson, presidente da SBM, destaca que o Outubro Rosa permite que informações médicas mais adequadas cheguem à população. “Tentamos quebrar os mitos com relação à doença e ao tratamento. Cerca de 60% dos casos de câncer de mama chegam aos consultórios em estágio avançado, principalmente nas pacientes atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e isso deve-se às dificuldades para agendar consultas e mamografias, além da demora para receber o diagnóstico e iniciar o tratamento”, avalia.

A AMB abraça a causa e ressalta a importância de oferecer à população informação, mas também um acesso ágil a um atendimento eficiente e de qualidade. “Há uma lei (nº 11.664/2008) que determina que toda mulher, a partir dos 40 anos, tem direito à mamografia sem necessidade de consulta médica. Para solicitar o exame, bastaria ir a uma unidade de saúde e conseguir o encaminhamento. Porém, não existe disponibilidade de aparelhos suficiente para fazer todos os exames de forma adequada. É preciso que a paciente também tenha fácil acesso a médicos para, em caso de necessidade, dar andamento ao tratamento com celeridade”, afirma Lincoln Ferreira, presidente da AMB.

Um levantamento realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Mastologia e por pesquisadores da SBM indica que apenas 22% das mulheres na faixa etária entre 50 a 69 anos conseguiram fazer a mamografia em 2018. A dificuldade de acesso ao exame impede o aumento do diagnóstico precoce, que ampliam as chances de cura em até 95%.

A Sociedade Brasileira de Mastologia reforça que a mamografia deve ser feita anualmente, a partir dos 40 anos, mesmo sem a ocorrência de sintomas. E reitera a importância do autoexame e da adoção de hábitos saudáveis.

Compartilhar em: