X CONGRESSO BRASILEIRO DE TRANSPLANTE DE FÍGADO, PÂNCREAS E INTESTINO

O transplante de órgãos é a única alternativa para muitos pacientes com doenças graves e fatais. Porém, existem muitos entraves entre a demanda por esse tratamento e o número de procedimentos efetivamente realizados. Para discutir assuntos relacionados a esse universo, especialistas estiveram reunidos X Congresso Brasileiro de Transplante de Fígado, Pâncreas e Intestino, de 15 a 17/11/18, em Vitória no Espírito Santo.

O evento, realizado no Centro de Convenções Vitória, está sendo promovido pelo Colégio Brasileiro de Cirurgiões e tem a participação da Associação Médica Brasileira (AMB). Representando a AMB, o Diretor de Atendimento ao Associado, Marcio Silva Fortini, fez uma palestra com o tema: Quais os entraves sócio/econômicos que estão impedindo a entrada dos transplantes de fígado e pâncreas no rol da ANS?

Segundo ele, “esses procedimentos já estão codificados e valorados na CBHPM, há anos, e a inclusão deles no Rol da ANS tem sido negada sistematicamente há uma década. E com isto os planos de saúde não tem a obrigação de oferecer o tratamento aos pacientes. Os únicos transplantes inclusos no Rol da ANS são os transplantes de Medula e Córnea, e por isto os planos são obrigados a cobri-los. É isto leva a suspeitar que a Agência tem um viés em defesa dos planos, deixando à deriva os segurados e os prestadores”, explicou o diretor da AMB, Márcio Fortini.

Compartilhar em: