HIDROXICLOROQUINA E AZITROMICINA NO COMBATE AO COVID-19

Diante da polêmica causada pelas notícias sobre a utilização da hidroxicloroquina e da azitromicina para tratamento de pacientes com coronavírus, a diretoria da Associação Médica Brasileira avaliou as evidências científicas em torno do caso e posicionou-se contra a utilização destas substâncias para tratamento fora do âmbito das pesquisas. “É muito cedo, do ponto de vista das evidências científicas, classificar de forma responsável o uso dessas substâncias como um tratamento para casos de Covid-19”, explica Wanderley Bernardo, especialista em medicina baseada em evidências e membro da diretoria científica da AMB, onde coordena o Projeto Diretrizes da entidade.

Leia, na íntegra, o ofício da AMB enviado às Federadas e Sociedades de Especialidades.

#AMB #Saúde #Covid19 #Covid-19 #Coronavírus #SociedadesdeEspecialidade #ConselhoCientificoAMB #hidroxicloroquina #azitromicina

Compartilhar em: