NOTA DE PESAR

A Associação Médica Brasileira (AMB) lamenta o falecimento de Fernando Luiz Barroso, cirurgião bariátrico e um dos fundadores da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), nesta sexta-feira (14), no Rio de Janeiro.

O cirurgião foi um dos pioneiros na realização da cirurgia bariátrica no Brasil. Em 1996, participou oficialmente da criação da SBCBM, em São Paulo, onde exerceu o cargo de presidente entre os anos de 2003 e 2004.

A AMB presta condolências à família e amigos de Fernando Luiz Barroso.

O velório será no Cemitério Memorial do Carmo, capela 1, no Caju, a partir das 9h do dia 15 de setembro. A Cerimônia de Cremação acontece às 15h. A missa será dia 20 de setembro, na Igreja N. S. da Paz, em Ipanema, às 18h30.

SETEMBRO AMARELO – SALVANDO VIDAS

A campanha Setembro Amarelo começou a ser desenvolvida pela Associação Brasileira de Psiquiatria em 2014. O Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio é 10 desse mês e mesmo intitulado setembro, a campanha dura o ano todo.

“ Segundo a OMS, a cada 40 segundos uma pessoa comete o suicídio, e as tentativas ocorrem a cada 3 segundos. Nosso país é o oitavo em número de suicídios, no Mundo, os quais atingem especialmente pessoas na faixa dos 15-30 anos e maiores de 65 anos” nos informa Carmita Abdo, presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria e também membro da Diretoria da AMB.

Carmita ainda alerta “A maioria dos casos são de pessoas que apresentam quadros psiquiátricos . A prevenção do suicídio depende, portanto , de diagnostico e tratamento adequados .“

O número de suicídios – 12 mil por ano no Brasil, mais de 1 milhão no mundo – alerta sobre a importância dessa conscientização. Há cada vez mais casos de jovens que tiram a própria vida, impulsionados na maioria das vezes por depressão, transtorno bipolar e uso de substâncias químicas.

O objetivo do projeto que está movendo o Brasil é reduzir esse alarmante número. Então, é indispensável o apoio das organizações médicas, e a AMB está junta nessa campanha que pode salvar vidas.

https://www.campanhasetembroamarelo.com.br/

ALERTA: CANDIDATOS APOIADOS PELA AMB ESTÃO NO SITE DA AMB

Estão circulando listas de candidatos supostamente apoiados pela AMB. Não se deixe enganar.

Alertamos que os candidatos que assinaram termo de compromisso com a AMB são os que estão no site https://amb.org.br/frente-parlamentar/, criado especificamente para tornar de conhecimento público o nome dos médicos candidatos e que, ratificamos , se comprometeram com a pauta legislativa da AMB e estão alinhas com os objetivos da entidade.

Precisamos contribuir para eleger os candidatos que realmente estão preocupados com a classe médica e com a saúde da população brasileira.

CBO 2018: O MAIOR ENCONTRO DA OFTALMOLOGIA DO MUNDO TEM A PRESENÇA DA AMB

O Diretor Cultural da Associação Médica Brasileira, Fernando Antonio Gomes de  Andrade, também presidente da Sociedade de Medicina de Alagoasrepresenta a AMB na 62ª edição do Congresso Brasileiro de Oftalmologia, que está acontecendo em Maceió.

Promovido pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), filiado à AMB, o evento Iniciado ontem, está preparado para receber 5000 participantes e conta com um programa científico de excelente nível abordado de diversas formas, com novas modalidades de apresentação de temas e transmissão do conhecimento.

Além de participar da abertura do congresso, Fernando será um dos entrevistados no tema Empacotamento de Consultas Médicas: A Visão das Entidades. “É com entusiasmo que participamos deste encontro, que é o maior encontro de especialistas em oftalmologia do mundo. O  tema que abordaremos é oportuno, neste momento em que operadoras de planos de saúde tentam interferir na atividade médica e competências do CBO, propondo Empacotamento da Consultas Oftalmológica.

No congresso um amplo público de especialistas convidados, nacionais e internacionais, discutirão os mais recentes tratamentos e o desenvolvimento de novas tecnologias e drogas para a Oftalmologia. A comissão científica do CBO trabalhou para trazer inovação e tecnologia, abrangendo desde o conhecimento básico para residentes até os assuntos mais inovadores das subespecialidades. A troca de experiências e o aprendizado serão o ponto alto do evento.

ATAQUE A BOLSONARO ATINGE A DEMOCRACIA

A facada desferida contra o abdômen de Jair Messias Bolsonaro feriu não só o candidato líder das pesquisas para a presidência da República, mas também a democracia brasileira. Provavelmente as investigações chegarão à conclusão de que o ataque foi premeditado, dado o local onde a facada foi dada. Quem fez sabia o que estava fazendo e queria que o golpe fosse fatal.

A Associação Médica Brasileira ratifica a posição da entidade em defesa da democracia e lamenta que, em pleno ano de 2018, o país ainda esteja vulnerável a situações como esta.

Lamentamos este triste e grave episódio e nos solidarizamos com a família da vítima neste momento de tão grande apreensão e angústia. O presidente da AMB, Lincoln Ferreira, médico cirurgião mineiro, está em constante contato com a Santa Casa de Juiz de Fora. A cirurgia, que acabou por volta das 19 horas, transcorreu bem e a hemorragia foi controlada. O paciente está sendo atendido por uma equipe altamente capacitada e comprometida.

Desejamos que em breve possamos ter boas notícias sobre a recuperação do deputado. Isso é importante não só para ele e sua família, mas principalmente para a democracia brasileira.

O Brasil não pode sucumbir aos desmandos, à injustiça, à impunidade e permitir que as eleições se transformem em um verdadeiro vale-tudo.

Associação Médica Brasileira

 

EM SEU BICENTENÁRIO MUSEU NACIONAL É DESTRUÍDO POR INCÊNDIO

 

A AMB consternada com perda irreparável de grande parte do acervo do Museu Nacional, pelo incêndio na noite de domingo (02/09/2018), emite nota por meio de sua Diretoria Cultural.

 

EM SEU BICENTENÁRIO MUSEU NACIONAL É DESTRUÍDO POR INCÊNDIO

 

 

“O museu Nacional do Brasil não pode arder. só em tempo de guerra, no grotesco que a guerra pode ser, coisas assim acontecem. fico com a impressão de que o Brasil está em guerra consigo mesmo”.

Valter Hugo Mãe.

 

Com a destruição do Museu Nacional, se perde imenso patrimônio cultural e científico e o próprio nascimento da pesquisa e da ciência brasileira.
Lastimável e sem a possibilidade de uma justificativa a história nacional foi queimada, com a perda de grande parte do acervo, ainda em avalição do impacto.
Só poderemos entender o futuro e o presente, se, exaustivamente, forem observados os erros e acertos do passado… Por isso não podemos admitir uma justificativa para uma tragédia imensurável.
A memória esquecida chora, por meio do fogo!
Precisamos entender que em todas as áreas do conhecimento humano, o tratamento da forma e o motivo condutor das prioridades, faz toda a diferença…
Somos eivados, no Brasil, de personas despreparadas e sem o refinamento do “expert”, assumindo os postos mais importantes… O periférico jamais poderá entender as nuances, os caminhos e descaminhos, construídos pelo passado!
O alagoano Ladislau Netto, com o auspicio de Dom Pedro II, fez do Museu Nacional, o esteio da base cientifica nacional, por lá teve inicio o ambiente da pesquisa, com critério de escola. Ladislau, posiciona no museu, os melhores pesquisadores do mundo, a exemplo de Hart …
Perde o mundo e o Brasil um símbolo maior. Da tragédia tem que florescer o espírito altivo da indignação e do combate ao despreparo e descaso para com o patrimônio material e imaterial do Brasil.
 
Lincoln Lopes Ferreira
Presidente da Associação Médica Brasileira

 

Fernando A. Gomes de Andrade
Diretor Cultural da Associação Médica Brasileira

 

DÉBORA CAVALCANTI ESTEVE PRESENTE EM POSSE NA ACADEMIA PARAIBANA DE MEDICINA

Débora Cavalcanti, Presidente da Associação Médica da Paraíba e Diretora de Assuntos Parlamentares da AMB, representando o presidente Lincoln Ferreira, esteve presente na cerimônia de posse de Margareth Diniz, reitora da UFPB, na Academia Paraibana de Medicina.

Na foto Débora com os acadêmicos Augusto de Almeida Júnior, Margareth Diniz, Marcelo Queiroga, presidente eleito da Sociedade Brasileira de Cardiologia (gestão 2020/21), e Ricardo Rosado Maia, presidente da Academia Paraibana de Medicina.