TRATAMENTO DE VARIZES É TEMA DE AÇÃO DA SBACV

A Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) está promovendo a campanha nacional “Não se Engane. Tratamento de vasinhos e varizes é com médico angiologista ou cirurgião vascular”. O objetivo da campanha é alertar as pessoas dos riscos do tratamento inadequado do problema. A SBACV produziu uma série de vídeos que está sendo divulgada nas redes sociais da entidade com a hashtag #naoseengane.

A sociedade reforça que o tratamento de vasinhos e varizes não é um procedimento estético e precisa ser realizado por um médico habilitado para realizar o diagnóstico, graduar a doença e indicar os exames complementares que ajudarão a identificar a origem do problema e definir o tratamento a ser realizado.

O presidente da SBACV, Roberto Sacilotto, afirma que o fator genético é um dos principais elementos para o aparecimento de vasinhos e varizes. “Há também fatores, como gestação, uso de pílula anticoncepcional, reposição hormonal, sedentarismo, obesidade e falta de hidratação”.

Segundo o presidente, a orientação é consultar um médico angiologista ou cirurgião vascular regularmente, especialmente se há histórico familiar. “As varizes podem significar um problema sério de circulação e gerar inchaço, dor e formação de feridas que não cicatrizam. Há também o risco de tromboflebite superficial da veia safena”.

Acesse o Facebook da entidade e confira a campanha https://www.facebook.com/sbacvnacional/

 

FAKE NEWS SABOTAM CAMPANHAS DE VACINAÇÃO

O ataque à credibilidade da imunização é preocupante. Um estudo divulgado no Fantástico, no dia 10/11, afirma que sete em cada dez brasileiros já acreditaram em ‘fake news’ sobre vacina. Veja a matéria na íntegra https://globoplay.globo.com/v/8076262/programa/.

O risco de uma família que opta por não se vacinar não se limita ao ciclo de convívio, mas expõe uma população inteira ao contágio e pode colocar em risco de retorno de doenças que já estavam erradicadas no Brasil, ou que tiveram seus índices radicalmente reduzidos graças a ações permanentes de imunização.

Para desmentir boatos e notícias falsas, o Ministério da Saúde criou em 2018 o canal Saúde Sem Fake News. Basta encaminhar sua dúvida para o WhatsApp (61)99289-4640. A veracidade da informação é checada com as áreas técnicas e repassada ao solicitante.

Não disseminar Fake News é muito importante no combate à desinformação. As dúvidas mais frequentes podem ser consultadas no site http://www.saude.gov.br/fakenews, utilizando o filtro “vacina”.

Não se vacinar é um ato irresponsável que coloca a saúde de toda a sociedade em risco.

#AMB #vacinação #medicina #saúde #fakenews

SBCM LANÇA LIVRO SOBRE OS 60 ANOS DE SUA HISTÓRIA

Reverenciar o passado e renovar do compromisso com o futuro. Foi com este objetivo que a Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM) lançou um livro em homenagem aos seus 60 anos, comemorado em junho deste ano.

Com a autoria do secretário-Geral da SBCM, Samuel Ribak, e do ex-presidente da entidade, Osvandré Lech, a obra conta os principais avanços e pontos importantes da história da cirurgia da mão no Brasil e no mundo. O livro foi escrito com o apoio do presidente da SBCM, Marcelo Rosa de Rezende, e dos ex-presidentes da entidade, Carlos Henrique Fernandes e Arlindo Gomes Pardini.

A obra apresenta uma linha do tempo, ilustrada com fotografias, que relata as conquistas e avanços da SBCM; a história das diretorias e suas ações, além dos congressos e serviços realizados pela entidade.  O livro pode ser acessado pelo http://www.cirurgiadamao.org.br/_arquivo/2019/Livro-60-anos-SBCM.pdf.

#AMB #SBCM #60anosSBCM #CirurgiadaMão #Medicina #Saúde

FORTALEZA SEDIA 51ª CONGRESSO ANUAL DA SBOT

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) realizou, de 14 a 16 de novembro, em Fortaleza (CE), mais uma edição de seu Congresso Anual. Considerado o maior evento da especialidade na América Latina, o congresso reuniu profissionais e acadêmicos para debaterem inovações mercadológicas, atualizações científicas e novas técnicas.

De acordo com o presidente da Associação Médica Cearense (AMC), Carmelo Silveira Carneiro Leão Filho, que representou a Associação Médica Brasileira (AMB) na abertura do evento, a SBOT ofereceu aos participantes uma programação científica inovadora com uma excelente infraestrutura para receber os congressistas. “A organização está de parabéns pelo novo formato do Congresso. A troca de experiências entre os colegas médicos sobre temas tão importantes transforma positivamente a atuação destes profissionais, que reflete em benefícios para os pacientes”.

O evento foi composto por palestras, demonstrações ao vivo de técnicas cirúrgicas, conferências, cursos, entre outras atividades. O destaque da programação foi a presença de médicos reconhecidos internacionalmente na área da Ortopedia e da Traumatologia, cuja proposta foi difundir um maior conhecimento de ponta para os participantes. Houve ainda o lançamento do livro “Tratado de Dor Musculoesquelética”, primeira publicação do Comitê da Dor que traz todas as informações necessárias para a correta compreensão da dor.

Foto: SBOT

 

 

#AMB #SBOT #ortopedia #traumatologia #congresso

WMA DIVULGA NOTA SOBRE VIOLÊNCIA CONTRA MÉDICOS 

A Associação Médica Mundial (WMA – World Medical Association) divulgou recentemente uma nova Declaração Sobre Violência e Saúde, com destaque à violência contra médicos e profissionais da saúde. De acordo com a WMA, médicos da América do Sul, Alemanha, Bangladesh e Índia relataram a entidade incidentes com profissionais que foram agredidos e até assassinados.

A declaração informa que, embora muitos países aceitem a necessidade de programas de prevenção da violência, eles ainda enfrentam muitos desafios. Relatórios inadequados ou inexistentes, investimentos ineficazes em programas de prevenção e apoio às vítimas de agressão e falha no cumprimento das leis existentes contra a violência são comuns.

No Brasil, assim como em outros locais, a agressão contra médicos e demais profissionais da saúde ocorre com maior frequência nos serviços públicos, que recebem toda a sorte de manifestações de insatisfação, que vão da agressão verbal à física, em relação ao serviço oferecido. Os principais motivos são a falta de profissionais para atendimento, de equipamentos, de medicamentos, filas de espera e outras carências. Para Miguel Jorge, presidente da WMA e diretor da AMB “nestas situações temos duas vítimas: aquele que não foi atendido no que necessitava ou com a qualidade que merecia e o médico, que foi agredido por ser responsabilizado pelo paciente, familiares ou acompanhantes pela ineficiência do serviço. É necessária atuação nas duas pontas do problema: melhoria do serviço e na segurança aos profissionais”.

Pesquisa divulgada em 2017 pelos conselhos regionais de Enfermagem de São Paulo (Coren) e de Medicina de São Paulo (Cremesp) revelou que sete em cada dez profissionais da saúde já sofreram alguma agressão cometida por paciente ou familiar.

A Comissão de Assuntos Políticos da AMB e as das demais entidades médicas nacionais trabalham constantemente na proposição, na análise e no acompanhamento de Projetos de Lei junto ao Congresso Nacional, nos temas de interesse dos médicos, da medicina e da saúde, reunindo-se com deputados e senadores para mostrara a posição da entidade.

No momento tramitam na Câmara dos Deputados os seguintes projetos que tratam sobre a segurança dos médicos e dos profissionais de saúde.

Projeto de Lei 6749/2016 que teve apensado o Projeto de Lei 7269/2017, que altera o Código Penal, para tipificar de forma mais gravosa os crimes de lesão corporal, contra a honra, ameaça e desacato, quando cometidos contra médicos e demais profissionais da saúde no exercício de sua profissão.

Projeto de Lei 3541/2019 que altera a Lei Orgânica da Saúde, para dispor sobre a proteção e segurança dos profissionais de saúde.

Projeto de Lei 10105/2018 que altera as leis 6.932/81 e a Lei nº 12.871/2013, para tornar obrigatória a oferta de assistência psiquiátrica e psicológica gratuita a médicos residentes e a alunos de graduação em Medicina.
#AMB #Medico #WMA #Violencia #CamaraDosDeputados #ProjetoDeLei

AMG PREPARADA PARA O FUTURO

 

Federada goiana da AMB, Associação Médica de Goiás (AMG), vem passando por transformações importantes nos últimos anos, com objetivo de fortalecer a entidade do ponto de vista financeiro. “Estamos ganhando musculatura para que possamos atuar cada vez mais fortemente na defesa de nossos pacientes e da classe médica”, explica José Umberto, eleito para presidência da AMG em 2014 e reeleito em 2017.

A AMG está de casa nova, onde receberá a reunião do Conselho Deliberativo da AMB no próximo dia 22. A nova sede ocupa o 15º andar Órion Business & Health Complex, empreendimento imobiliário realizado por meio de parceria da entidade e construtora local, que gerou como contrapartida para a AMG 42 quartos no hotel criado no local, além de 88 salas comerciais no complexo e participação na receita líquida no shopping. O empreendimento ainda conta com construção de hospital de ponta, que será inaugurado em breve.

Na manhã desta sexta-feira, 15/11, o vice-presidente da AMB, Diogo Sampaio, visitou as obras das salas que a AMG irá oferecer às Sociedades de Especialidade locais. “É um projeto fantástico. A estratégia da AMG para gerar recursos para a entidade e para atrair mais associados tem tudo para dar certo e se tornar um referência dentro do movimento associativo médico. José Umberto e os médicos goianos estão de parabéns”.

AMMS INAUGURA USINA SOLAR FOTOVOLTAICA

Pensando num modelo energético sustentável, a Associação Médica de Mato Grosso do Sul (AMMS) inaugurou no dia 10 de novembro, uma Usina Solar Fotovoltaica em sua sede, na cidade de Campo Grande/MS. O equipamento – que não polui e nem prejudica o ecossistema – foi entregue durante um almoço de confraternização com os associados. Além das vantagens sustentáveis, pois utiliza a luz solar para gerar energia, esse modelo energético também gera expressiva economia financeira.

Equipada com 180 placas, a usina vai gerar 7000mil kWh por mês, tornando a AMMS autossuficiente em geração de energia. A produção irá a atender a unidade administrativa, as quadras de tênis e as piscinas. A energia que sobrar será utilizada no abastecimento da iluminação dos campos de futebol da associação.

A presidente da AMMS e diretora da AMB, Maria José Martins Maldonado, explicou que com essa medida, a entidade irá pagar somente o mínimo determinado pela concessionária de energia, além da importância da ação para o meio ambiente. “Essa iniciativa irá para melhorar a gestão dos recursos financeiros da AMMS e nos colocar como uma instituição sustentável que preza pelos recursos naturais do planeta, utilizando uma energia limpa de fonte renovável. Vivemos em um país tropical com sol em abundância”, afirmou.

Nas redes sociais, a iniciativa recebeu muitos elogios, inclusive do presidente da AMB, Lincoln Ferreira, que parabenizou o trabalho realizado.

Junto com a inauguração da usina, a AMMS entregou o parque aquático, que foi todo revitalizado.

 

Fotos: Janiely

 

SIMPÓSIO DA ACADEMIA NACIONAL DE MEDICINA E DA FUNDAÇÃO DA ACADEMIA FRANCESA DE MEDICINA, REÚNE AUTORIDADES NO RIO DE JANEIRO

 

No último dia 07, a Academia Nacional de Medicina, no Rio de Janeiro, foi o palco do Intercâmbio Franco-Brasileiro: Simpósio da Academia Nacional de Medicina e da Fundação da Academia Francesa de Medicina. Com o tema “envelhecer melhor”, o objetivo do simpósio, que reuniu médicos e representantes das duas nações, é compartilhar soluções concretas voltadas a ações imediatas com relação a este assunto de grande importância para ambos os países. A Associação Médica Brasileira (AMB) foi representada pelo presidente Lincoln Ferreira.

 

 

O evento teve a participação do embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet, do Cônsul Geral da França no Rio de Janeiro, Jean-Paul Guihaumé, do presidente da Academia Nacional de Medicina, Jorge Alberto Costa e Silva, Bernard Charpentier, professor da Faculdade de medicina Paris Sud e presidente da FEAM, Eliete Bouskela, professora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e membro da Academia Francesa de Medicina, entre outros acadêmicos e especialistas.

O presidente da AMB, Lincoln Ferreira, participou do e vento e de uma reunião com o Embaixador da França, Michel Miraillet e com o presidente da Academia Nacional de Medicina (ANM), Jorge Alberto Costa e Silva, para discutir o tema.

Envelhecimento da população

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o mundo está passando por um período de longevidade humana em um ritmo sem precedentes. Ao longo do século passado, foram adicionados cerca de 30 anos à expectativa média de vida. Em 2050, a média deverá atingir 74 anos, com um número cada vez maior de países atingindo os 80 anos.

De acordo com Lincoln, com o envelhecimento populacional, há uma tendência natural do aumento de casos de doenças crônicas. Para melhorar a qualidade de vida, a aplicação de técnicas desenvolvidas no campo da medicina paliativa pode diminuir complicações relacionadas a doenças, na maior parte das vezes, crônicas.

Sobre a reunião, Lincoln destacou a importância do encontro das academias para medicina brasileira. “É importante estarmos presentes em momentos como este. Somente unidos enquanto categoria e com nossas e entidades representativas, conquistaremos as condições que nos permitam ampliar e qualificar a medicina no Brasil”.

Para o presidente da ANM, Jorge Alberto, o encontro abordou um tema que interessa à todos. “As pessoas estão vivendo muito e quanto mais se vive, mais problemas de saúde tem. Então estamos vendo como conseguimos de forma sadia, organizar o atendimento as pessoas que mais necessitam”. Jorge Alberto falou ainda sobre a honra de receber o Lincoln Ferreira no evento.

A Academia Brasileira de Medicina e a Fundação da Academia Francesa de Medicina mantém projetos conjuntos, por meio de colóquios científicos e do intercâmbio permanente de conhecimentos entre os seus membros há mais de uma década.

NOVOS DIRETORES DA SBC/MG TOMAM POSSE

A ‏Sociedade Mineira de Cardiologia (SBC/MG) realizou no último dia 8, na sede do Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais (CRMMG), em Belo Horizonte, a solenidade de posse de sua diretoria para o Biênio 2020|2021. Henrique Patrus Mundim Pena foi eleito presidente da sociedade.

O processo eleitoral da SBC/MG foi realizado em maio deste ano. O presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Lincoln Ferreira, e o presidente da SBC, Marcelo Queiroga, prestigiaram o evento.

Conheça a nova diretoria:

Henrique Patrus Mundim Pena – Presidente
Luiz Guilherme Passaglia – Vice-presidente
Carlos Eduardo de Souza Miranda – Diretor Científico
Tânia Félix Lorenzato Fonseca Peixoto – Diretor Administrativo
Antônio Fernandino de Castro Bahia Neto – Diretor Financeiro
Marconi Gomes da Silva – Diretor de Comunicação
Bárbara Campos Abreu Marino – Diretora de Qualidade Assistencial
Kleisson Antônio Pontes Maia – Diretor De Relação com SBC/Funcor.

História da sociedade

A Sociedade Mineira de Cardiologia foi fundada em 1945 por um grupo de médicos que, naquela época, já se preocupava e investia no aperfeiçoamento científico-profissional e no intercâmbio do conhecimento com outros estados, através da realização de aulas de extensão curricular, com palestrantes convidados.

Hoje, a  SBC/MG investe na educação médica continuada, promove seminários, encontros e congressos regionais, além de dar apoio e incentivar as pesquisas, publicações de trabalhos científicos e o intercâmbio de informações específicas em nível nacional e internacional, com ênfase à interdisciplinaridade.