ATO MÉDICO PASSA A SER TEMA DE COMISSÃO DA AMB

Representantes de entidades médicas se reuniram, nesta quinta-feira (22), na sede da Associação Médica Brasileira (AMB) para instituir a Comissão Jurídica do Ato Médico. A reunião contou com a presença de mais de 50 órgãos, entre sociedades, associações, colégios e federações.

No primeiro encontro, estiveram em discussão os objetivos da comissão e o cenário atual dos debates sobre o Ato Médico. As entidades presentes também definiram o calendário das reuniões, a composição do grupo e os próximos passos. “Este é o primeiro passo de uma ação criada para convergir iniciativas em defesa dos médicos e da medicina e vai estabelecer canais de diálogo entre as entidades médicas para ampliar o debate sobre o assunto”, explica Guilherme Moura, advogado da AMB e representante na comissão.

A criação da Comissão Jurídica do Ato Médico se faz necessária em um contexto de acirramento de discussões e aumento das tentativas de invasão das rotinas médicas por profissionais da área de saúde sem formação em Medicina. Sem contar com formação e instrumentos adequados, as intervenções realizadas por esses profissionais podem gerar complicações perigosas.

“A AMB tem trabalhado fortemente em ações que defendem a medicina e valorizam o conhecimento adquirido pelos médicos. Isso reflete diretamente na segurança dos pacientes, pois atendimentos sem a devida qualificação representam sérios riscos para a saúde deles. Então, esta é uma pauta permanente da AMB”, destaca Lincoln Lopes Ferreira, presidente da AMB.

COMPLIANCE DEVE SER CULTURAL

“Não há um padrão para as políticas de compliance, elas devem se adequar e respeitar a cultura da organização para se manterem vivas.” Essa é a visão de Paula Oda, coordenadora de Projetos de Práticas Empresarias e Políticas Públicas do Instituto Ethos.

Ela participou, juntamente com representantes das entidades médicas, de operadoras e serviços de saúde, do workshop sobre compliance, realizado nesta sexta-feira (23) pela AMB.

#AMB #Compliance #Compliancenasaúde #Saúde #SP #SãoPaulo #WTC #SheratonWTC

ESFORÇO CONJUNTO

“Sentimos necessidade de formar e formatar um código claro, transparente e ético que guiasse as nossas ações. Pedimos ajuda a AMB e, juntos, achamos que era preciso discutir abertamente os princípios de compliance e de ética na relação entre as sociedades e a indústria”, explicou Sérgio Simon, presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, durante o workshop de compliance realizado pela AMB nesta sexta-feira (23).

Veja!

#AMB #Compliance #Compliancenasaúde #Saúde #SP #SãoPaulo #WTC #SheratonWTC

PROTAGONISMO DAS SOCIEDADES

O papel das sociedades de especialidade e outras entidades médicas na criação de um código de compliance na saúde foi o foco central das discussões na primeira parte do workshop realizado pela AMB nesta sexta-feira (23).

“Boa parte das relações entre médicos, fornecedores, indústria e mesmo entre pares se dá no nível das sociedades. É na prática clínica que essas relações acontecem com frequência. Por isso, é importante trazer as experiências delas para o evento”, explica José Luiz Bonamigo, diretor da AMB.

Assista!

#AMB #Compliance #Compliancenasaúde #Saúde #SP #SãoPaulo #WTC #SheratonWTC

COMPLIANCE NA SAÚDE

 

Com o objetivo de criar um mecanismo de autorregulação sobre compliance, a AMB realiza, nesta sexta-feira (23), um workshop para nortear a relação das sociedades de especialidade com os demais agentes do setor da saúde.

O evento está sendo realizado no Sheraton WTC Hotel, em São Paulo, e recebe entidades médicas e representantes das operadoras, dos prestadores de serviço e de organizações promotoras da cultura do compliance para debater as bases de um documento que define as diretrizes sobre o assunto.

O presidente da AMB, Lincoln Ferreira, destaca que este é um momento de amadurecimento dos parâmetros éticos que guiam as relações na saúde. Assista!

#AMB #Compliance #Compliancenasaúde #Saúde #SP #SãoPaulo #WTC #SheratonWTC

CIRURGIA PLÁSTICA É DESTAQUE EM JORNADA DA SANTA CASA DE PORTO ALEGRE

Reconhecida por possuir o banco de pele mais antigo do Brasil, a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre também abriga um Núcleo de Cirurgias Plásticas completo e qualificado. Composto exclusivamente por profissionais membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o serviço reúne, em um mesmo local, avaliação pré-operatória, exames, procedimentos cirúrgicos e acompanhamento do pós-operatório. Além disso, o Núcleo realiza diversos procedimentos, como reconstrução da mama, abdominoplastia e tratamento cirúrgico dos tumores de pele.

A Associação Médica Brasileira (AMB) foi convidada pelo chefe do Serviço de Cirurgia Plástica, Pedro Bins Ely, e pelo presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Níveo Steffen, para conhecer o Serviço de Cirurgia Plástica da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. A entidade foi representada pelo presidente Lincoln Ferreira.

“A estrutura do Serviço de Cirurgia Plástica da Santa Casa é, de fato, impressionante. O espaço conta com bloco cirúrgico muito bem equipado e tem um atendimento qualificado e abrangente para os pacientes”, afirma Lincoln. Alfredo Cantalice, presidente da Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs), também acompanhou a visita.

Além de visitar as dependências do Núcleo de Cirurgia Plástica, o presidente da AMB participou da cerimônia de abertura da 28ª Jornada do Serviço de Cirurgia Plástica da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. “O Brasil é reconhecido por ser um dos líderes em cirurgias plásticas no mundo e é fundamental, nesse cenário, permanecermos em constante atualização. É uma honra participar da abertura da jornada e reafirmar o incentivo da AMB ao debate e ao aprimoramento do corpo médico”, destaca Lincoln.

Sobre a 28ª Jornada do Serviço de Cirurgia Plástica da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

Entre os dias 22 e 24 de agosto, a Jornada conta com discussões atuais sobre cosmiatria, enxerto de gordura, implantes mamários e ritidoplastia, entre outros temas. O tratamento de sequelas de queimaduras e expansores de tecido também são tópicos em destaque na programação.

Durante o evento, também será feita uma homenagem póstuma a Jorge Fonseca Ely, primeiro médico do Brasil a realizar um reimplante de mão, em 1968, e falecido no ano passado.

Na foto, da esquerda para direita: Eduardo Chen, cirurgião plástico da Santa Casa; Lincoln Ferreira; Antônio Noch Kalil, médico da Santa Casa; Alfredo Cantalice, presidente da Amrigs; e Ricardo Englert, diretor financeiro da Santa casa.

EMÍLIO ZILLI TOMA POSSE NA ACADEMIA DE MEDICINA DO RIO DE JANEIRO

O médico clínico geral e cardiologista, com doutorado em cardiologia, e membro da AMB, Emilio Cesar Zilli, tomou posse na Academia de Medicina do Rio de Janeiro, na última quinta-feira (15/08). Ele vai ocupar a cadeira de número 69 da Academia, que tem como patrono o psiquiatra Elso Arruda.

A solenidade aconteceu no Salão Nobre do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, no Rio de Janeiro, e contou com a presença dos colegas Comissão de Defesa Profissional da AMB, Miyuki Goto, Carlos Alfredo Lobo Jasmin e Márcio Silva Fortini, que prestigiaram a posse de Zilli na solenidade, representado também demais membros da diretoria da AMB.

Zilli é membro da Câmara Técnica de Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) da AMB e da Câmara Técnica de Próteses e Implantes da AMB. Também foi ex-diretor de Defesa Profissional da AMB em duas gestões e ex-presidente da CBHPM.

“É uma honra para mim ser lembrado e convidado pelos meus pares para ser um acadêmico de medicina. É uma grande deferência. Também é uma grande honra ter como patrono o psiquiatra notável Elso Arruda. E, principalmente, por ser tão representativa com tantos cérebros privilegiados, acredito que a Academia de Medicina do Rio de Janeiro possa ter uma atuação bem mais participativa das políticas públicas de saúde, do ensino médico, nas decisões governamentais de saúde e nas diretrizes da saúde do povo brasileiro. Vejo aqui uma oportunidade de poder desenvolver um importante trabalho na Academia. Esse mérito não é só meu. Quero dividir aqui com meus amigos e companheiros da AMB. Devo muito dessa indicação à AMB, pelo trabalho que pude e que estou desenvolvendo na nossa associação. Quero agradecer a todos meus amigos e diretores da AMB que me ajudaram nessa trajetória”, declarou Emilio Cesar Zilli.

“Desejamos ao Zilli muito sucesso na Academia de Medicina do Rio de Janeiro. É muito merecida essa honra, por toda a trajetória desse profissional ímpar tanto na medicina, quanto no trabalho associativo dentro da classe médica, onde sempre desempenhou importantes funções em defesa da saúde, da medicina e dos próprios médicos”, destacou o presidente da AMB, Lincoln Ferreira.

“A contribuição de Zilli na CBHPM e na Comissão de Defesa Profissional são exemplos desse importante trabalho, sempre pautado pela competência, seriedade, e principalmente pela sua constante defesa ao trabalho profissional dos médicos. Tenho plena certeza de que Zilli (na Academia) também irá desempenhar um importante papel na saúde do Rio de Janeiro e do Brasil”, declarou Diogo Leite Sampaio, vice-presidente da AMB.

Fundada em 20 de outubro de 1997, a Academia de Medicina do Rio de Janeiro tem por objetivo colaborar com a saúde e o ensino médico, promovendo e incentivando o progresso da Medicina e das Ciências Correlatas, assim como das pesquisas científicas que contribuam para o bem-estar físico, mental e social da população.

Foto: Marlene Lima

AMMT DISCUTE DEMANDAS DOS MÉDICOS LOCAIS COM A AMB

Acompanhar de perto o trabalho das federadas é uma das bases da Associação Médica Brasileira (AMB) para impulsionar o associativismo médico pelo Brasil. Neste contexto, o presidente da AMB, Lincoln Ferreira, e o vice-presidente, Diogo Leite Sampaio, visitaram, no último fim de semana, a sede da Associação Médica do Mato Grosso (AMMT), em Cuiabá.

Durante a visita, Lincoln Ferreira deu o pontapé inicial no campeonato de futebol realizado na sede campestre da entidade. A AMMT investe na promoção de ações esportivas para manter e ampliar a integração entre os associados e também com a comunidade.

“É de extrema importância contar com uma atuação forte das entidades médicas em todo o país. Também é gratificante ver que cada região tem se empenhado para debater as demandas médicas locais e tornar a discussão nacional algo realmente coeso e representativo”, destaca o presidente da AMB.

Diogo Leite Sampaio, que também é presidente da Sociedade Matogrossense de Anestesiologia, completa: “A saúde no estado tem muitos desafios que precisam ser enfrentados. Por isso, é fundamental trabalhar para o fortalecimento das entidades médicas no estado para atender às demandas específicas dos profissionais e da população daqui”, reforça.

Também participaram da visita integrantes da área de comunicação e marketing da AMMT, que desenvolveram o catálogo médico da entidade.

CIGARROS ELETRÔNICOS FAZEM MAL À SAÚDE

Os riscos para a saúde dos novos produtos que a indústria tabagista tem tentado inserir no Brasil, como cigarros eletrônicos e vaporizadores, foram alvo de debate entre o presidente da Comissão de Tabagismo da AMB, Alberto Araújo, e a gerente sénior de Relações Científicas da Souza Cruz, Analucia Saraiva, em evento organizado pela Revista Época.

No encontro Concordamos em Discordar, Alberto Araújo deixou clara a posição das entidades médicas sobre os problemas de saúde e malefícios causados pelo tabaco. Ele também reforçou os riscos de aumento de dependência química entre os jovens, que aumentam com o avanço desses novos produtos.

Assista!

#AMB #AMBVivaSemTabaco #Vivasemtabaco #RevistaEpoca #AMBEpoca #VocêConsegue

DEBATE SOBRE TABACO E NICOTINA NA REVISTA ÉPOCA

A AMB participa, nesta segunda-feira (19), do debate “Concordamos em Discordar – Ideias ao encontro do debate”, organizado pela Revista Época. O assunto são os danos à saúde causados pelos novos produtos da indústria tabagista.

Quem representa a entidade é o presidente da Comissão de Combate ao Tabagismo da AMB, Alberto Araújo.

A diretora de Redação da Revista Época, Daniela Pinheiro, explica como funciona o evento. Assista!

#AMB #AMBVivaSemTabaco #RevistaÉpoca #ConcordamosemDiscordar #AMBNãosedeixeenganar #VocêConsegue