ASSOCIAÇÃO MÉDICA DE PERNAMBUCO REALIZARA O 43° CONGRESSO MÉDICO ESTADUAL DE PERNAMBUCO DE 23 E 24 DE NOVEMBRO.

A Associação Médica de Pernambuco, em sua função de aperfeiçoamento científico, atualização e capacitação dos médicos e estudantes de medicina, realizará o 43° Congresso Médico Estadual de Pernambuco, que acontecerá entre os dias 23 e 24 de novembro deste ano na sede da AMPE, na rua Oswaldo Cruz, nº 393, Boa Vista Recife-PE, e com as inscrições exclusivamente pelo site , onde também está a programação preliminar, https://doity.com.br/43-congresso-medico-estadual-de-pernambuco-e-1-congresso-pernambucano-do-medico-residente 

O evento contará também com a parceria com a Associação Pernambucana dos Médicos Residentes que realizará seu 1º Congresso Pernambucano do Médico Residente.

A conferência de abertura: DISFORIA DE GÊNERO, será ministrada pela Dra. Carmita Abdo, Presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria e 1ª. Secretária da Associação Médica Brasileira.

O evento contará com palestrantes e conferencistas, estaduais e nacionais com alto nível técnico e experiência profissional que certamente nos trarão excelentes contribuições, através de um programa com mais de 20 áreas temáticas que abrange do estudante ao mais conceituado profissional.

Submissão de trabalhos:

A submissão deve ser feita até o dia 14/11, exclusivamente pelo site do evento, e só será possível submeter quem estiver inscrito no congresso.

ASSOCIAÇÃO MÉDICA DA PARAÍBA REALIZA O PASSEIO CICLÍSTICO OUTUBRO ROSA EM JOÃO PESSOA.

 

A vontade de chamar a atenção sobre a necessidade do diagnóstico do câncer de mama em fases iniciais, reuniu Débora Cavalcanti, presidente da Associação Médica da Paraíba, e Jeane Nogueira, presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia/ Regional Paraíba. Idealizaram o passeio ciclístico e buscaram parceiros e apoiadores para sua realização.

Assim as duas entidades realizaram o projeto em parceira com a Planet Bikes. Ainda apoiam o passeio: Conselho Regional de Medicina da Paraíba, Prefeitura de João Pessoa, Instituições de Ensino e Saúde Nova Esperança, OCB – PB, Oncoclínica Dr. Marcos Magalhães, U D Diagnóstico Por Imagem e SICRED.

Para a Dra. Débora Cavalcanti, presidente da Associação Médica da Paraíba, “a realização do passeio é uma forma de chamar atenção para a necessidade do diagnóstico do câncer de mama em fases iniciais, para que mais rapidamente se tenha acesso aos tratamentos disponíveis.” Salienta ainda que só foi possível a realização do evento com as parcerias estabelecidas com outras entidades e empresas.

Os alimentos arrecadados pela contribuição dos participantes serão doados a entidade de idosos Vila Vicentina.

Até hoje já existem 80 participantes, de diversos grupos de João pessoa: Grupo Mocoto, Grupo Pedal 83, Grupo Zona Leste, Grupo Tapioca, Grupo Originais, Grupo Tartaruga, Grupo Cidade Viva e Grupo Pedal do Giro.

Mas ainda há espaço para quem quiser pedalar no domingo. Os interessados podem trocar amanhã os alimentos pela camiseta, no Planet Bikes, ou no domingo no ponto de encontro, no Busto de Tamandaré.

O passeio acontecerá saindo do busto de Tamandaré e seguindo pela Av Epitácio Pessoa, até a Praça da Independência, e de lá retornando.

O trajeto terá as ruas interrompidas e na chegada trio elétrico e a madrinha do passeio, a cantora Renata Arruda.

Serviço:
PASSEIO CICLÍSTICO OUTUBRO ROSA
Data: 29/10/2017
Hora: 07h
Local de saída: Busto Tamandaré, João Pessoa/PB
A camiseta alusiva ao passeio é adquirida pela troca de 2 kg de alimentos não perecíveis.

Ciclo de Debates sobre Redução de Danos no Tabagismo

A Sociedade Brasileira de Toxicologia vai realizar no dia 8 de junho de 2017, a partir das 14h, o Ciclo de Debates sobre Redução de Danos no Tabagismo, conforme programação em anexo.

O evento será realizado  na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP) – Auditório Maria Aparecida Pourchet Campos, localizado na Avenida Prof. Lineu Prestes, 580 – Butantã, São Paulo (SP)

Inscrição: Gratuita pelo site:  https://www.sbtox.org/ciclo  

Aniversário de 80 anos da ACM

ACM completa 80 anos e sua presença é muito importante para esta comemoração.

Data: 28/04/2017
Horário: 21h
Local: Centro de Eventos ACM

Show com a banda Faraway

Cardápio by Chef Leno Dürrewald

Entrada
Batatinhas recheadas com Bacalhau;
Tortinha de Alho Poró com Roquefort;
Escondidinho de Frescal da Serra Catarinense;
Ostra Baby Gratinada.

1ª Suíte:
Buquê de Folhas Nobres com Lascas de Parmesão e Aceto de Framboesa.

2ª Suíte:
Torre de Linguado recheado com Ragú de Alho Poró e Camarão ao Cetim de Champagne, acompanha Fios de legumes aromatizados em finas ervas.

3ª Suíte:
Escalope de Filé Mignon ao Molho de Poivre Vert , acompanhado de Risoto de Alho Poró e Limão Siciliano.

Sobremesa:
Doces.

Cafeteria Styllu´s
Café Expresso Italiano;
Variedade de Petit Fours.

Convites à venda: Sócios ACM = R$ 150,00 | Não sócios = R$ 180,00

Mais informações: fone (48)3231-0300 / e-mail acm@acm.org.br

Veja também aqui.

ENCARTE – ABRAMET

A certeza de que os sinistros de trânsito não são fortuitos, obras do acaso ou atribuíveis ao
azar ou à providência divina, ao contrário, têm causas, e causas passíveis de prevenção, a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego reforça o seu compromisso com a segurança viária e a mobilidade saudável e modifica o nome do seu principal evento, dele retirando o termo acidente. Contamos com a presença de todos os colegas no XII Congresso Brasileiro de Medicina de Tráfego e o I Congresso Brasileiro de Psicologia de Tráfego, a ser realizado de 14 a 17 de setembro de 2017, em Costa do Sauípe, na Bahia.
“Nessa terra onde as ladeiras da cidade descem das nuvens pro mar (Gil), a Abramet realizará seu XII Congresso Brasileiro, e convida os especialistas em Medicina de Tráfego e todos os que labutam pela preservação da vida no trânsito a participarem do mais importante evento sul-americano sobre o tema saúde e mobilidade. Venha sentir o que a magia da Bahia reserva para seus visitantes.”

José Heverardo da Costa Montai

 

 

CLIQUE AQUI!

Casos suspeitos de microcefalia associada ao zika vírus já são 1.248

infografico_zikavirusA médica e membro da Comissão de Parto, Aborto e Puerpério da FEBRASGO, Dra. Lucila Nagata, em entrevista à AMB aborda o Zika Vírus, doença que chegou recentemente ao Brasil e é transmitida pelo mosquito Aedes Aegipty, mesmo vetor da dengue.

A doutora explica que o vírus tem sido frequente nos estados do Nordeste, mas de acordo com o Ministério da Saúde, o número de casos de malformação congênita cerebral aumentou para 1.248 no país e já atinge 13 Estados.

Como surgiu o Zika Vírus no Brasil?

Segundo um boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, em fevereiro de 2015 começaram a surgir no Brasil casos que depois foram atribuídos à doença.

 Essa rápida disseminação da doença é preocupante?

Sim, porque nas regiões Norte e Nordeste está aumentando muito a incidência da microcefalia. Além disso, dados do Ministério da Saúde mostram que que o número de casos de malformação congênita cerebral aumentou para 1.248 no país e já atinge 13 Estados.

 O que deve ser feito de imediato ao se identificar os sintomas de Zika?

É uma virose. Ainda não existe um tratamento, e os sintomas são parecidos com o da dengue, embora menos agressivos. Em 70% a 80% das pessoas são assintomáticas.

 A forma de transmissão é idêntica da dengue? Tem outros tipos de contágio?

 A transmissão é feita pelo mosquito Aeges Aegypti, o mesmo mosquito que transmite a dengue.

 A doença tem tipos de classificação?

Não tem. Os sintomas desaparecem de três a sete dias. Trata-se de uma doença muito sutil.

Como identificar se o vírus é o Zika, Dengue ou Chikungunya?

É por exclusão de sintomas. Não existe no Brasil ainda nenhum exame específico ou sorologia.

Quais os perigos que a doença pode causar às gestantes? Pode causar microcefalia no bebê?

Má formação fetal grave – microcefalia. O bebê nasce com a cabeça pequena, com o perímetro cefálico menor do que os 33 centímetros considerados normais. Além de trazer risco de morte, a condição pode ter sequelas graves para os bebês que sobrevivem, como dificuldades psicomotoras (no andar e no falar) e cognitivas (como retardo mental).

Quais medidas os governantes estão adotando para evitar epidemias?

Tentar controlar os lugares onde tem o foco do mosquito. Orientar a população para não acumular água parada – as mesmas medidas da dengue.

O que deve ser evitado durante o tratamento da Zika?

 A medicação é feita por analgésico e os cuidados devem ser os mesmos para não cortar os efeitos do medicamento.

Quais as medidas de prevenção?

 Não acumule água parada para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti;

–      Use repelentes diariamente;

–      Coloque telas protetoras em janelas e portas de casa;

–      Sempre que possível use roupas que cubram os braços e pernas.

Gincana de Medicina da ABM reúne quase 500 alunos em dois meses

O evento foi encerrado com chave de ouro no INESS; Grupo Cecil venceu a competição e participantes poderão escolher curso gratuito no Instituto de Ensino e Simulação em Saúde

Depois de competir entre 480 alunos, sete grupos chegaram à fase final da I Gincana Intermédica da ABM, que foi realizada presencialmente no domingo (08.11), no Instituto de Ensino e Simulação em Saúde (INESS), em Nazaré. Idealizado pela Associação Bahiana de Medicina, em parceria com instituições de ensino superior, a competição começou no dia 14 de setembro com as provas realizadas em ambiente virtual.

Os grandes vencedores da competição, que integram o grupo Cecil, poderão escolher um curso de treinamento médico com os mais modernos manequins disponíveis no INESS. A diretora da ABM e idealizadora da iniciativa, Dra. Clarissa Mathias, comemorou os resultados do último dia de competição. “Nós utilizamos as questões do teste do progresso, seguida por uma simulação do INESS, e o nível de aprendizado foi excelente. Os estudantes receberam muito bem a atividade”, avaliou, garantindo que a atividade complementar veio para fazer parte definitivamente do calendário acadêmico.

foto 4

Membro do grupo Cecil, que venceu a competição, a estudante Bruna Souza falou da experiência e ressaltou a qualidade dos equipamentos usados durante a prova final no INESS. “Eu achei interessante as diversas faculdades terem essa discussão bem diferenciada. Gostei bastante das estruturas e dos bonecos do INESS. O boneco fala e faz tudo [risos] e eu achei bem interessante. Foi uma experiência que agregou bastante conhecimento”, comemorou Bruna.

Quem também comemorou o encerramento no INESS foi o presidente da ABM, Dr. Robson Moura. Avaliando como exitosa a competição, ele afirmou que o evento contribuiu bastante para a aprendizagem dos alunos de Medicina e reforçou a importância da prova presencial, que ocorreu durante o encerramento no INESS. “Eles puderam praticar a teoria que aprendem em sala de aula. E nós também nos comunicamos mais com os estudantes de Medicina e mostramos a eles a sua casa, que é a ABM. Estamos de portas abertas para recebê-los e colaborar no atendimento às suas demandas”, assegurou.

Dr. Wilson Bruno, representante do Portal Meduniverse, que realizou as avaliações no âmbito digital, avaliou positivamente a primeira edição da Gincana da ABM, destacando a participação dos estudantes no evento. “O que surpreendeu foi o sucesso da Gincana. O volume de acessos que tivemos no Portal chegou a 62 mil visualizações nos dois meses. Ficamos muito felizes com a parte virtual gincana, com a participação dos estudantes. A gente parabeniza também a Dr. Izio por essa fase do simulado no INESS que fez com que os estudantes fizessem todas as simulações em manequins modernos”, disse. Ele falou ainda da importância dessa participação estudantil e confirmou uma segunda edição da Gincana de Medicina.

Já o coordenador do INESS, Dr. Izio Kowes, elogiou o comprometimento dos estudantes de medicina na competição. Para Dr. Izio, o sucesso da Gincana se deu também por conta do sucesso dos alunos nas provas: “Para nós do INESS, foi uma manhã histórica. Nós desenvolvemos essa finalização dessa gincana entre oito faculdades de medicina aqui da Bahia. Eu acho que foi um coroamento do trabalho em equipe e dos alunos que se envolveram e se comprometeram com todo o processo, desde o início da Gincana até esse encerramento”.

foto 5

Durante a prova final, os grupos participaram de duas provas: a primeira etapa com perguntas e respostas e a segunda com a simulação de atendimento em um cenário prático. O professor Adelmo Machado também comentou a importância do último dia da Gincana ser presencial e no próprio INESS. “Foi muito importante porque, além de estimular os alunos, os casos foram bastante aprofundados e com conteúdo muito importante e isso consequentemente é um estimulo à educação médica”, avaliou o docente.

Também durante a Gincana, foi criado o Conselho do Estudante, para que os participantes possam criticar e dar sugestões com o intuito de prover melhorias ao evento nas edições seguintes. A I Gincana Intermédica 2015 foi realizada pela ABM em parceria com o Portal Meduniverse e as Faculdades de Medicina da UFBA, EBMSP, UNIFACS, UNEB, FTC e UNIME.