EVENTO SOBRE PSIQUIATRIA CONTEMPORÂNEA REÚNE MAIS DE MIL PARTICIPANTES EM RONDÔNIA

 

Mais de 1.500 participantes e 48 horas de evento: esse foi o resultado da II Jornada de Psiquiatria de Rondônia, realizada pela Associação Médica de Rondônia (AMB-RO), federada da AMB, e pelo Núcleo de Psiquiatria de Rondônia. Com dezenas de atividades em três auditórios, o evento reuniu estudantes e especialistas para discutir questões polêmicas e atuais envolvendo psiquiatria, direito, educação e espiritualidade.

Com três dias de programação intensa, a jornada recebeu 25 conferencistas, que integraram mesas-redondas, conferências, minicursos e análises de casos clínicos. A programação do evento foi transmitida ao vivo por redes de televisão locais, como a Rede TV, a TV Cultura e a NET Porto Velho.

Realizada pelo segundo ano consecutivo, a jornada contou com a participação de profissionais de todo o país e teve como uma das convidadas a diretora da AMB e presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), Carmita Abdo. A psiquiatra, que participou da cerimônia de abertura, também foi responsável por ministrar a palestra “Porque todos são curiosos sobre a sexualidade (a sua e a dos outros)?”.

“A jornada chega à segunda edição comprovando a importância de elevar as discussões sobre psiquiatria à esfera nacional. Tivemos a oportunidade de debater temas polêmicos e relevantes para a saúde, de forma interdisciplinar. Foi, de fato, uma programação diferenciada e proveitosa tanto para estudantes quanto para profissionais”, afirma a diretora da AMB.

O presidente da AMB-RO, Aparício Carvalho, também demonstrou satisfação com os resultados da jornada. “Apresentar um evento dessa natureza, que tem a marca do trabalho sério das entidades, é uma forma de fomento ao conhecimento. O sucesso do evento comprova a necessidade de oferecermos mais atividades como essa no estado”, aponta.

Diversidade de temas e de discussões foi um dos destaques da programação

Psiquiatria forense, Transtorno de Déficit de Atenção (TDAH), suicídio e compulsão alimentar foram alguns dos temas em destaque ao longo da programação da II Jornada de Psiquiatria de Rondônia. Também foram abordados os transtornos no uso de drogas e o adoecimento psíquico no trabalho, assim como o Transtorno de Oposição e Desafio e as discussões sobre Constelação Familiar. As conversas envolveram profissionais tanto da medicina, quanto representantes do Judiciário e da Educação.

Além de pesquisadores e profissionais de Rondônia, estiveram presentes especialistas de diversas regiões do país, como o médico psiquiatra Felipe Becker, do Rio Grande do Sul, que falou sobre os desafios no manejo da internação psiquiátrica em adolescentes.

Já as considerações psiquiátricas sobre avaliação de sanidade mental foram tema do minicurso ministrado pelo mestre em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais, Helio Lauar de Barros, e pelo médico perito do Tribunal Regional Federal (TRF/RO), Diones Claudinei Cavali.

Delano Helio Freire, psiquiatra do Instituto Philipe Pinel, no Rio de Janeiro, por sua vez, foi o responsável por ministrar a conferência “A Fisiologia do Envelhecimento e Suas Implicações Sobre a Saúde Mental”. Ele ainda coordenou a mesa composta por profissionais psiquiatras que discutiram as considerações sobre a atenção psiquiátrica ao paciente idoso.

Compartilhar em: