CANDIDATOS AOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA REALIZAM A PROVA AMRIGS

Quase cinco mil candidatos fizeram a Prova AMRIGS, seleção para programas de Residência Médica. O teste, idealizado pela Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), foi aplicado no dia 17 de novembro, no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia.

Questões relacionadas ao conhecimento médico desde o princípio da faculdade foram agregadas à prova. “Foram adicionadas questões a respeito do conhecimento médico que são realizadas ao longo do curso inteiro e não apenas assuntos que envolvem as partes clínicas e cirúrgicas do final do curso. É inovador, pois, amplia o questionamento sobre o conhecimento médico”, explicou o coordenador da Prova AMRIGS, Antônio Carlos Weston.

Em Porto Alegre, as provas foram aplicadas na PUCRS. No interior, nas cidades de Caxias do Sul, Passo Fundo, Santa Cruz do Sul, Pelotas e Rio Grande. Florianópolis, Joinville, Criciúma e Chapecó foram as sedes em Santa Catarina. No Mato Grosso, a prova aconteceu em Cuiabá. Campo Grande foi a sede de realização do exame em Mato Grosso do Sul. Já em Rondônia, a avaliação aconteceu na capital do estado, Porto Velho. O gabarito definitivo será divulgado na próxima quarta-feira (27) e a publicação das notas definitivas serão publicadas no dia 3 de dezembro no site da Federada (https://www.amrigs.org.br/).

Prova AMRIGS 2020

A Associação Médica Brasileira (AMB) firmou um convênio com a AMRIGS para nacionalizar a aplicação do exame de residência médica da entidade a partir de 2020.

O exame é válido como seleção para programas de Residência Médica com acesso direto, no qual os candidatos podem realizar as inscrições sem ter nenhuma especialidade prévia; ou com pré-requisito, no qual os candidatos já deverão ter concluído uma especialidade prévia. Também é utilizada como ferramenta de autoavaliação para graduandos a partir do 4º semestre e graduados que queiram aferir seus conhecimentos sem participar de nenhum processo seletivo, e para cursos de especialização.

“Expandir a aplicação da prova para todo o território nacional reafirma nosso compromisso com a avaliação dos médicos brasileiros e garante a qualidade da assistência à saúde em todo o País”, pontuou Lincoln Ferreira, presidente da AMB.

Foto: AMRIGS

Compartilhar em: