OTIMISMO E DISPOSIÇÃO PARA CONTRIBUIR PARA UMA MEDICINA DE MELHOR QUALIDADE EM 2019!

Pela primeira vez em muitos anos vemos a oportunidade de que mudanças reais na área da saúde aconteçam: tanto para a população em geral como para os médicos.

O novo Governo já vem divulgando algumas medidas, inclusive na escolha das suas equipes ministeriais, que nos deixam muito otimistas com relação ao futuro da Medicina e da Saúde em nosso País.  

Entraremos 2019 com a mesma garra de 2018, mas desta vez mais otimistas para a implantação da Carreira de Médico de Estado, para a valorização do médico, para a que só funcionem escolas médicas que realmente possam oferecer ensino de qualidade e que somente médicos preparados atendam à população, sem esquecer de que as unidades de saúde tenham as condições de atendimento.

Um bom ano para todos e suas famílias e sucesso em nossas aspirações!

AMB PARABENIZA CONQUISTAS DA SBCO EM 2018

O Ano de 2018, termina com ótimas notícias e muitas conquistas para a Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO). A Sociedade tem muitos motivos para comemorar, a começar por atingir nesta semana o número de 1000 associados.

Mas não é só isso. Em 2018, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica também comemorou 30 anos de existência e realizou a primeira prova de título de especialista da SBCO, com 58 candidatos, em agosto deste ano, durante o II Congresso Sul-Sudeste da SBCO (Congresso Brasileiro de Câncer Gastrointestinal e Melanoma).

Parabéns ao presidente da SBCO, Claudio Quadros, e a toda a diretoria e associados por tantas conquistas.

SANTAS CASAS E HOSPITAIS FILANTRÓPICOS VÃO PODER USAR LINHA DE CRÉDITO DO FGTS

Uma boa notícia para tirar muitos hospitais do sufoco financeiro em que se encontram. Foi sancionada pela Presidência da República e publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (27) a Lei nº 13.778/2018, que altera a Lei nº 8.036/90, que dispõe sobre o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para possibilitar a aplicação de recursos em operações de crédito destinadas às entidades hospitalares filantrópicas, bem como a instituições que atuam no campo para pessoas com deficiência, e sem fins lucrativos que participem de forma complementar do Sistema Único de Saúde (SUS).

A nova lei prevê que um total de 5% do programa anual de aplicações do Fundo seja destinado a essa linha de financiamento, que poderá ser usado pelas Santas Casas e Hospitais Filantrópicos na forma de linhas de crédito.

https://noticias.r7.com/brasil/sancionada-lei-que-libera-recursos-do-fgts-para-socorrer-santas-casas-27122018

PRESIDENTE ELEITO BOLSONARO PROMETE NOME COM PERFIL TÉCNICO PARA ANVISA

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou, no domingo (23/12), no Twitter que, em seu governo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) será ocupada por um perfil técnico. “Em meu governo, que terá início em janeiro de 2019, um PERFIL TÉCNICO ocupará a ANVISA, algo que infelizmente é SECUNDÁRIO diante da importância da Agência. Um órgão que terá o merecido valor para o desenvolvimento da medicina e outras responsabilidades”, postou Bolsonaro.

“A notícia é muito bem-vinda para a Associação Médica Brasileira (AMB). Há muito tempo defendemos no Congresso Nacional maior rigor na nomeação de cargos em agências, que exercem funções regulatórias estratégicas específicas relacionadas à saúde, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA e a Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS. Apresentamos, inclusive, propostas de sugestões ao projeto de Lei 6.621/2016, que modifica a Lei n. 9.986/2000, no que se refere aos critérios para nomeação para cargos de Presidente ou o Diretor-Geral ou Diretor-Presidente e os demais membros do Conselho Diretor ou da Diretoria das agências reguladoras. A AMB não propõe e nem combate qualquer nome para qualquer cargo. Defende simplesmente que a indicação seja técnica com critérios claros e comprovados para essas agências”, declarou Lincoln Ferreira, presidente da AMB.

GOVERNO TURCO RETALIA MÉDICOS

O Governo da Turquia vem tomando atitudes repressivas contra as lideranças médicas da Associação Médica Turca (TMA) e os médicos daquele país pelo simples fato deles terem prestado assistência médica a manifestantes feridos em confrontos com as forças policiais turcas. “A Associação Médica Mundial tem se solidarizado com a TMA e os médicos turcos, na medida em que eles estão apenas cumprindo com o preceito ético de prestar assistência a quem dela necessita, sem discriminações de quaisquer natureza. Infelizmente, o governo de Recip Erdogan tem demitido médicos de seus empregos públicos e processado suas lideranças que, agora, de forma parcial tem sido condenados até à prisão por não se submeterem aos interesses de um governo que tem se mostrado despótico. Lamentamos esta situação e nos solidarizamos com os colegas turcos, por estarem injustamente sendo condenados por apenas cumprirem com seus deveres profissionais de forma ética e humanitária” explica Miguel Jorge, presidente eleito da WMA e diretor da AMB.

https://www.wma.net/news-post/wma-expresses-shock-at-turkish-physician-leaders-prison-sentences/

AMB APOIA NOTA DE REPÚDIO DA AMB-RO SOBRE MORTE DE MÉDICO EM RONDÔNIA

A Associação Médica Brasileira (AMB) apoia integralmente a Nota de Repúdio e Pesar divulgada pela sua federada de Rondônia, AMB-RO, manifestando toda sua indignação com o ato de covardia e violência praticado contra o médico Roberval Ferraz de Lima, que veio a falecer nesta quinta-feira, dia 20/12, por morte encefálica, em decorrência de traumatismo craniano. A AMB também se solidariza com a família do nosso colega e cobra ações imediatas das autoridades de segurança pública de Rondônia para que seja feita uma investigação eficiente para elucidação do caso e também para que a Justiça possa punir os agressores.

Leia a Nota da AMB-RO: http://amb-ro.org.br/nota-de-repudio-e-pesar/

PRONTO SOCORRO DE CUIABÁ PODE SUSPENDER CIRURGIAS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA POR FALTA DE MEDICAMENTOS ANESTÉSICOS

A Associação Médica Brasileira (AMB) se coloca a disposição dos colegas do Mato Grosso para ajudar no que for preciso e garantir segurança aos anestesiologistas para atuarem com as condições necessárias para a boa prática média. “Sem a medicação correta e na quantidade necessária não é possível dar o atendimento que a população merece. Os risco é enorme para paciente e anestesiologistas. A AMB não deixará que estes profissionais sejam pressionados a atuar de forma improvisada”, declara Diogo Leite Sampaio, vice-presidente da AMB.

https://g1.globo.com/mt/mato-grosso/noticia/2018/12/21/medicos-denunciam-falta-de-anestesia-para-cirurgias-no-pronto-socorro-de-cuiaba.ghtml

CAP ANALISA MAIS DE 200 PROJETOS DE LEIS DO CONGRESSO NACIONAL EM 2018

A Comissão de Assuntos Políticos (CAP) das entidades médicas realizou a última reunião deste ano nesta quarta-feira, dia 19/12, com ótimos resultados obtidos. Foram analisados pela CAP, em 2018, mais de 200 projetos de leis que tramitam na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Além disso, a comissão participou de 11 audiências públicas no Congresso Nacional de projetos de interesse da Saúde e das entidades médicas. Só na reunião de ontem, foram discutidos mais 30 projetos de leis que deverão tramitar no Congresso na próxima Legislatura. As atividades da CAP em 2019 começam logo na primeira semana de fevereiro acompanhando a posse dos novos deputados federais e senadores.

Para Napoleão Puente Salles, Consultor Parlamentar da CAP, o resultado em 2018, foi muito positivo. ” Foi um ano atípico por causa das Eleições. Isso fez com que o Congresso, por causa das campanhas eleitorais, depois do mês de junho andasse numa velocidade menor. Mesmo assim conseguirmos na CAP andar muito bem com nossas atividades”, comemora Napoleão Salles.

Ele também ressalta que o ano 2019 deverá ser repleto de atividades com o início das atividades da nova legislatura. Teremos 39 médicos que estarão atuando na Câmara dos Deputados e mais sete Senadores. Isso poderá nos ajudar muito na formação de uma Frente Parlamentar para a Medicina que defenda fortemente os interesses da Saúde”, explica o Consultor Parlamentar da CAP.

Em seu quarto ano como membro da CAP e primeiro na condição de Diretora de Assuntos Parlamentares da Associação Médica Brasileira, Débora Cavalcanti, que também é presidente da Associação Médica da Paraíba, avalia o ano de 2018 na comissão: “o trabalho da CAP é de extrema importância para as entidades médicas e para o Brasil. Acompanhamos todos os projetos de interesse da Medicina, dos médicos e da Sociedade. Tudo que de alguma forma tem influência na melhoria da saúde da população. E no ano de 2018, conseguimos muitas vitórias em Brasília. Para 2019, com a posse de um governo comprometido com o Brasil e com os médicos, esperamos que possamos avançar ainda mais em temas de extrema importância para a saúde do povo brasileiro”.