DEPUTADO DESISTE DE REVALIDA LIGHT

 

Felizmente o deputado federal Eduardo Bolsonaro voltou atrás e retirou o Projeto de Lei que criava um verdadeiro “Vale-Diploma”, que garantiria revalidação dos diplomas dos médicos formados no exterior que aceitassem ficar um período no Mais Médicos. O gesto é um honesto reconhecimento de que o PL por ele proposto em nada contribuiria para a saúde da população.

A AMB agradece o apoio recebido do deputado federal Hiran Gonçalves, da Frente Parlamentar da Medicina, e do Secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Barbosa da Lima Jr. “Ambos se comprometeram, em reuniões com a AMB na semana passada, a atuar para que os processos de revalidação de diplomas de medicina emitidos por escolas estrangeiras sejam conduzidos de forma austera, transparente e que preservem o direito do cidadão brasileiro, que é o de ser atendido por um médico bem formado”, lembra Diogo Leite Sampaio, vice-presidente da AMB.

Também nesta terça-feira, o MEC solicitou a participação da AMB no Grupo de Trabalho que irá debater propostas para o aperfeiçoamento da revalidação de diplomas no país. “Estamos atentos e, como sempre, seremos diligentes na defesa de uma medicina de qualidade”, completa Lincoln Ferreira, presidente da AMB.

NOVAS FORMAS DE PAGAMENTO MÉDICO

 

Cláudio Lottenberg, presidente do United Health Group Brasil e Presidente do Conselho Deliberativo do Hospital Albert Einstein, fala sobre a qualidade pautada na segurança das práticas assistenciais na saúde.

Ele participou como palestrante da reunião conjunta do Conselho Científico e da Comissão de Defesa Profissional, realizada nesta terça-feira.

#AMB #Cientifico #DefesaProfissional

EQUILIBRIO DE FORÇAS

Carlos Jasmin, diretor de Defesa Profissional da AMB, fala, na reunião conjunta do Conselho Científico e da Comissão de Defesa Profissional, sobre a visão dos médicos sobre os pagamentos por valor:

“Precisamos que haja simetria de forças, que os contratos respeitem as duas partes e que haja transparência. Assim, conseguimos o ponto principal dessa relação: confiança.”

Foto: Jorge Gutierrez/Timbro

AUDITÓRIO LOTADO NO I SEMINÁRIO DA AMB-RO EM PEDIATRIA

O terceiro evento de atualização profissional da AMB-RO repetiu o sucesso dos seminários anteriores realizados pela instituição, com médicos e estudantes de medicina lotando o auditório a fim de assistirem as palestras que versaram sobre autismo, déficit de atenção e hiperatividade.

O presidente da AMB-RO, Aparício Carvalho, destaca que “promover eventos dessa natureza é parte primordial de nossa função enquanto associação” e complementa, “a diretoria, nossos parceiros e a equipe de organização não medem esforços para poder oferecer uma pauta de trabalho relevante à comunidade médica num ambiente agradável que também propicie a integração”.

Para garantir a relevância dos conteúdos, foram convidados como palestrantes os neurologistas pediátricos Marcos Antonio Sueyassu e Jean Carlos Turazzi Gonçalves. O evento foi coordenado por Maria das Graças Guedes de França, diretora de benefícios da AMB-RO.

#AMB-RO #Pediatria #Autismo #TDAH #Rondonia

PERIGOS DO AMIANTO

Nos últimos dias, a criação de uma comissão no Senado para avaliar a liberação da produção de amianto no Brasil reacendeu o alerta sobre os riscos da substância à saúde.

O vice-presidente da AMB, Robson Freitas de Moura, conversou sobre o assunto com o jornalista Heródoto Barbeiro, no Jornal da Record News.

Assista: https://youtu.be/6_-dMBITtCc

 

TORAX 2019: MAIOR EVENTO DE CIRURGIA TORACICA DA AMERICA LATINA

Belo Horizonte está sediando o XXI Congresso da Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica – TÓRAX 2019, maior evento da especialidade na América Latina. O encontro, que vai até este sábado (18), se propõe a ser um momento de atualização para especialistas na área e reúne uma programação científica diversificada, com simpósios, sessões interativas e cursos ministrados por pesquisadores renomados.

A gama de temas abordados durante o evento é extensa: câncer de pulmão, inovações em videocirurgia, cirurgia robótica e minimamente invasiva, endoscopia respiratória avançada, trauma torácico, oncologia, entre outros.

A AMB foi representada no congresso pelo presidente, Lincoln Ferreira, que participou de uma sessão conjunta com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica (SBCT) sobre atividade profissional e aspectos legais.

“O congresso é uma grande oportunidade de atualização. É importante destacar que a programação completa e diversificada contribui para ampliar conhecimentos técnicos, legais e inerentes ao cotidiano profissional dos médicos da especialidade. Essa capacitação plural é de extrema importância para a classe médica”, ressalta Lincoln Ferreira.

Além das discussões já citadas, o Tórax 2019 trouxe uma novidade: o Big Day, que será realizado neste sábado (18) e terá como centro o 1 Simpósio Intercontinental de Câncer de Pulmão, com a participação inédita de Sociedades de Especialidades e entidades internacionais ligadas ao assunto.

À propósito, diversos especialistas de fora do Brasil participaram do congresso, vindos de países como Estados Unidos, Alemanha, Itália, Suécia, Canadá, França, Argentina, Equador e Colômbia.

Mais informações sobre o congresso: http://www.torax2019.com.br
Na foto: Sérgio Tadeu, presidente da SBCT, e Lincoln Ferreira

TORAX 2019

Belo Horizonte está sediando o XXI Congresso da Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica – TÓRAX 2019, maior evento da especialidade na América Latina.

O evento vai até o próximo dia 18 e tem ampla programação sobre Câncer de pulmão, Inovações em Videocirurgia e Cirurgia Robótica, Endoscopia respiratória avançada, Trauma Torácico e Oncologia.

A AMB será representada no congresso pelo presidente, Lincoln Ferreira, que participa nesta sexta-feira (17) de uma sessão conjunta com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica (SBCT) sobre atividade profissional e aspectos legais.

Mais informações sobre o congresso: http://www.torax2019.com.br.

#Torax2019 #SBCT #AMB #CirurgiaToracica

SOBRE O GRUPO DE TRABALHO CRIADO PELO MEC

 

Foi um grave erro do Ministério da Educação alijar a Associação Médica Brasileira (AMB) do Grupo de Trabalho (GT) criado para tratar do processo de revalidação de diplomas de medicina concedidos por universidades do exterior. O fato causou grande espanto e estranheza na classe médica, principalmente porque a entidade vem atuando intensamente nesse tema, inclusive apresentando ao Ministério da Educação denúncia formal na última terça-feira (14/5) sobre irregularidades que colocam em xeque a credibilidade do processo em todo o País,  enquanto não houver investigação aprofundada e medidas firmes para evitar que o problema siga ocorrendo.

Esclarecemos que em nenhum momento a AMB se opôs à criação do referido Grupo de Trabalho. Muito pelo contrário. É necessário, importante e pertinente. A entidade só não está participando do grupo por não ter sido incluída na Portaria do MEC que o criou oficialmente, publicada no Diário Oficial da União de hoje. Vale ressaltar que não existe qualquer norma legal vigente que impeça a participação da AMB neste Grupo de Trabalho. 

A AMB seguirá atuando em prol da medicina brasileira, da classe médica e da população, que precisa ter confiança em que os médicos que atuem no Brasil tenham sido formados dentro de padrões que garantam um atendimento seguro e de qualidade. Não permitiremos que processos de revalidação de diplomas sejam conduzidos sem uma avaliação séria e justa. A saúde da população depende de uma atuação médica competente e capacitada. Qualquer coisa que fuja disso é tentativa de ludibriar o cidadão brasileiro. 

Ratificamos que a AMB é e sempre foi a favor de mecanismos de avaliação também para os egressos de escolas médicas brasileiras, dentro do mesmo princípio que norteia a preocupação com a qualidade no atendimento aos pacientes.

 Diretoria da Associação Médica Brasileira

 

 

 

I SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SAÚDE AMBIENTAL EM PEDIATRIA

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), por meio do seu Departamento Científico de Toxicologia e Saúde Ambiental, vai realizar o I Simpósio Brasileiro de Saúde Ambiental em Pediatria, em 08 de outubro de 2019, em Porto Alegre (RS).

O evento é pioneiro nesta área no Brasil, e vai debater os impactos da poluição dos ecossistemas no corpo humano, em especial na população pediátrica, além dos efeitos nocivos dos agentes químicos sobre as pessoas e o meio ambiente.   

O Simpósio ocorrerá como pré atividade do 39º Congresso Brasileiro de Pediatria, um dos maiores congressos de especialidade do mundo, com cerca de 6 mil participantes.

Informações no site www.saudeambiental2019.com.br  e www.cbp2019.com.br

#SaudeAmbientalPediatria  #SimposioSaudeAmbiental  #SBPSaudeAmbiental

#CongressoPediatria   #AMBSaudeAmbientalPediatria