PRESIDENTE DA SOMESE LANÇA BIOGRAFIA SOBRE O ANATOMISTA JOSÉ CARLOS PRATES

Na última quarta-feira (18) o presidente da Somese (Sociedade Médica de Sergipe), Dr. José Aderval Aragão, lançou o livro “José Carlos Prates – A Anatomia de uma Vida Dedicada à Medicina”, na Sociedade Brasileira de Anatomia, em João Pessoa.

“Há quatro anos percebi a importância de registrar sua honrosa carreira na anatomia e conversei com o Dr. Prates para autorizar-me a escrever sobre ele.  Neste ano, terminei a biografia que foi lançada em maio na Academia de Medicina de São Paulo e em junho em Aracaju, onde o Dr. Prates foi homenageado com a medalha Dr. José Augusto Barreto Filho pela Sociedade Médica de Sergipe”, explica o autor.

José Carlos Prates nasceu em Sorocaba, no interior de São Paulo, formado pela faculdade de medicina de Sorocaba e doutor em anatomia pela Escola Paulista de Medicina. Respeitado internacionalmente, formou inúmeros médicos no Brasil e no exterior.

FALSO ESPECIALISTA É PRESO NO RIO DE JANEIRO

Denis Cesar Barros Furtado, médico responsável pelo procedimento estético que levou a óbito bancária Lilian Calixto, foi preso na tarde desta quinta-feira (19), no Rio de Janeiro.

Trata-se de mais um caso de procedimentos estéticos realizados por pessoa sem qualquer especialidade médica reconhecida e sem residência médica, em ambiente inapropriado e estranho ao universo hospitalar, sem estrutura necessária, quer física, quer de profissionais.

A causa da morte de Lilian ainda não foi divulgada, mas levanta uma série de questionamentos que precisam ser investigados e esclarecidos. A AMB lamenta e se solidariza com a família de Lilian, e confia que os responsáveis serão devidamente responsabilizados pelos seus atos.

Intercorrências em circunstâncias e locais inapropriados, como ocorreu no procedimento com de Lilian, são mais frequentes e costumam ter consequências graves, muitas vezes fatais, pois a paciente não conta a infraestrutura necessária no que se refere a disponibilidade de profissionais e de equipamentos.

A AMB orienta que a população sempre deve procurar um médico especialista. Para tanto, podem ser acessados os sites da Associação Médica Brasileira, do Conselho Federal de Medicina, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e Sociedade Brasileira de Dermatologia, filiadas à AMB.

Títulos de Especialidades


http://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_medicos&Itemid=59

Encontre um Cirurgião


http://www.sbd.org.br/associados/

Se ainda assim tiver dúvida mande um e-mail para: diretoria@amb.org.br.

AGRESSÃO A PROFISSIONAIS DA SAÚDE: ATÉ QUANDO A IMPUNIDADE SERÁ TOLERADA?

 

O caso vivenciado médica Lyse Soares, de Niterói (RJ), é emblemático, pois trás a público, devidamente registrado pelas câmeras de segurança do hospital, a realidade que muitos profissionais da saúde vivenciam no dia a dia no exercício de suas atividades.

Pesquisa realizada pelos conselhos regionais de enfermagem e de medicina de São Paulo revelou que sete em cada dez profissionais da saúde já sofreram algum tipo de constrangimento cometido por pacientes ou acompanhantes.

Lincoln Lopes Ferreira, presidente da Associação Médica Brasileira, entrou em contato Lyse, para manifestar a solidariedade da AMB e disponibilizar a estrutura da entidade para apoiá-la, inclusive juridicamente.

Lise considerou o apoio importante e deverá reunir-se com Dr Lincoln, no Rio de Janeiro.

O caso tem ocupado a mídia, com o vídeo que veio a público, no qual imagens da câmera de segurança do Hospital Icaraí registraram  as cenas lamentáveis  acontecidas, onde pais de uma criança de três anos golpeiam a médica em plantão.

A Associação Médica Brasileira condena com veemência, qualquer tipo de agressão à profissionais da saúde. Consideramos intolerável que uma médica no pleno exercício sua função, destinada a cuidar e proteger crianças e adolescentes, seja agredida e seus agressores  permaneçam impunes.

É um panorama grave. Os médicos e demais profissionais da saúde vivem uma situação de extrema vulnerabilidade.

Diante deste cenário a Associação Médica Brasileira (AMB) propôs e discutiu, até chegar ao texto final, o Projeto de Lei 7269/2017, do Deputado Dr. Sinval Malheiros (PTN-SP), protocolado na Câmara Federal no dia 30/03/2017. O PL Tem o objetivo de agravar crimes contra a honra, lesão corporal, de ameaça e de desacato cometidos contra os profissionais da área da saúde no exercício de sua profissão, tipificando esses crimes como mais gravosos, aumentando a pena em um terço.

A proposição está Sujeita à Apreciação do Plenário, já tendo sido aprovada na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJC).

Para dar mais força ao projeto, opine “concordo” no site da Câmara dos Deputados:

https://forms.camara.leg.br/ex/enquetes/2127821

EXAMES DE PAPANICOLAU NO RIO GRANDE DO SUL DEVEM SER INVESTIGADOS URGENTEMENTE

A AMB repudia todo e qualquer ato irresponsável e/ou criminoso envolvendo a saúde, assim como atos de má fé para com os pacientes e seus familiares, sempre em situação vulnerável.

Pelo bem da saúde pública em nosso país e da nossa população, conclamamos que se faça uma rigorosa e urgente investigação para apurar a denúncia de possíveis irregularidades nos exames citopatológicos de prevenção do câncer do colo do útero, o Papanicolau, na cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul.

A denúncia de que o laboratório responsável pela execução dos exames, disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) do município, estaria realizando a análise dos materiais coletados por amostragem é muito grave e coloca em risco a vida das mulheres daquele município.

Solidarizamo-nos com as pacientes que de alguma forma tenham sido afetadas e prejudicadas e confiamos que todos os envolvidos e culpados, caso as denúncias sejam comprovadas, sejam responsabilizados, inclusive criminalmente.

A Sociedade Brasileira de Patologia também já se manifestou sobre o caso. Leia no site da AMB : http://bit.ly/2LgeM5n

 

NÃO VACINAR É UM ATO IRRESPONSÁVEL

O avanço de grupos contrários a vacinação não apenas surpreende a todos nós, médicos, como nos traz uma certa perplexidade. O movimento disseminado principalmente nas redes sociais já vem sendo apontado como a principal causa de surto de sarampo na Europa e pode colocar em risco, doenças que já estavam erradicadas no Brasil, ou que tiveram seus índices radicalmente reduzidos graças a ações permanentes de imunização.

Sugerimos aos pais da geração de 20 a 40 anos que conversem com seus pais e avós para que ouçam o histórico de mortes e sequelas irreversíveis em períodos passados que foram causados por doenças como paralisia infantil, rubéola congênita, sarampo, entre outras.

Os grupos são impulsionados por meio das redes sociais que divulgam, sem base científica nenhuma, supostos efeitos colaterais das vacinas. O risco de retorno dessas doenças é altíssimo no momento em que se reduz a cobertura vacinal, ainda mais diante de um quadro econômico e cultural, no qual as pessoas costumam fazer muitos deslocamentos não apenas entre estados, mas em diferentes países. Assim, o risco de uma família que opta por não se vacinar, não se limita ao ciclo de convívio, mas expõe uma população inteira ao risco de contaminação.

Criado há mais de 40 anos, o Programa Nacional de Imunizações é responsável por uma considerável redução dos óbitos por doenças imunoprevenível. A varíola foi erradicada em 1973, a poliomielite em 1989 e a febre amarela em 1942. Houve controle do sarampo, tétano e difteria. O processo de imigração, especialmente de países como Venezuela, trouxe novos casos e acende o sinal de alerta para uma importância ainda maior da vacinação.

Recentemente, observamos a pouca procura da população pela aplicação da vacina contra a gripe, mesmo nos grupos considerados de risco, mesmo sabendo da sua importância na prevenção de casos mais raros.

Assim como o Ministério da Saúde, a Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) dispõe de um calendário completo de vacinação e todo médico pediatra está habilitado a prestar os devidos esclarecimentos e informações a respeito das imunizações que precisam ser feitas em cada etapa do desenvolvimento da criança.

Para reverter a subutilização dessa ferramenta tão segura e eficaz e proteger a população dos sofrimentos causados pelas enfermidades infecciosas, é fundamental conscientizar permanentemente a população, não se vacinar é um ato irresponsável e que coloca a saúde de toda a população em risco.

Presidente da AMRIGS, Alfredo Floro Cantalice Neto

Vice-Presidente da Região Sul da AMB

XXII Congresso Brasileiro de Nutrologia acontece de 27 a 29 de setembro em São Paulo

Conhecimento e integração na promoção da saúde nutrológica

São Paulo recebe o XXII Congresso Brasileiro de Nutrologia nos dias 27, 28 e 29 de setembro, no Centro de Convenções Frei Caneca. Principal evento da área realizado pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), certamente serão dias de imersão em temas pautados nas principais tendências, estudos e novidades no âmbito da saúde nutrológica e afins.

Simultaneamente, acontecem ainda o XXII Simpósio de Obesidade e Síndrome Metabólica, XV Simpósio de Nutrição Enteral e Parenteral e III Meeting de Nutroesportiva, realizados anualmente pela ABRAN.

Os nomes de importantes médicos nacionais e internacionais já estão confirmados, assim como a participação de várias empresas parceiras, o que deve tornar o Congresso ainda mais rico em conteúdo, com a apresentação de casos clínicos, estudos, pesquisas e análises de assuntos relevantes para a área médica.

Com uma programação atualizada que inclui palestras e workshops, serão mais de 50 simpósios em que os especialistas irão compartilhar experiências, conhecimentos e, o mais importante, gerar o engajamento e a troca de informação entre os presentes, promovendo a integração dos profissionais em prol da saúde e da Nutrologia.

Durante o evento, acontecem ainda apresentações de trabalhos científicos, para as quais os interessados podem se inscrever pelo site abran.org.br/congresso2018. Serão premiados três trabalhos científicos e todos os aprovados serão publicados no International Journal of Nutrology.

As inscrições para o XXII Congresso Brasileiro de Nutrologia já estão abertas, com valores especiais por tempo limitado. Mais informações pelo site abran.org.br/congresso2018

 

DIA NACIONAL DE COMBATE À DOENÇA VASCULAR PERIFÉRICA (DAOP)

SBACV alerta sobre a importância do diagnóstico precoce e o rápido início do tratamento

O Dia Nacional de Prevenção da Doença Vascular Periférica é no próximo sábado, 14 de julho. A doença arterial obstrutiva periférica (DAOP) acomete as artérias, que são os vasos que levam o sangue do coração para os órgãos e tecidos, principalmente nos membros inferiores.

A aterosclerose é a causa mais comum da DAOP, caracterizada pela dificuldade de passagem de sangue devido a placas de gordura e outros elementos depositados na parede das artérias ou pela própria degeneração da parede do vaso ao longo dos anos. Ela pode causar ainda problemas cardiovasculares como o infarto do miocárdio e Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Estimativas apontam uma prevalência de 10 a 25% na população acima de 55 anos, sendo que aumenta com a idade.

A Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) aproveita a data para alertar sobre a importância do diagnóstico precoce, visto que o problema pode causar gangrena ou até amputação de membros inferiores. “Os fatores de risco para a Doença Arterial Obstrutiva Periférica são tabagismo, sedentarismo, obesidade, diabetes, hipertensão e colesterol alto. Por isso é importante a avaliação do Angiologista e /ou Cirurgião Vascular, pois com o diagnóstico precoce é possível tratar e evitar complicações”, afirma o presidente da SBACV, Dr. Roberto Sacilotto.

Os pacientes que apresentam a doença arterial obstrutiva periférica iniciam os sintomas queixando-se de dores nas panturrilhas (“barriga da perna”) quando andam determinadas distâncias e que melhoram quando interrompem a marcha, é a chamada claudicação intermitente. A claudicação intermitente é um alerta de que a circulação pode não estar normal.

Em estágio avançado, a pessoa pode sentir dor nos membros inferiores, mesmo em repouso, frialdade nas perna, formigamento e dormência e apresentar lesões necróticas (tecido sem recuperação, escuros) em dedos dos pés.

O presidente da SBACV explica que um exame clínico minucioso feito pelo Cirurgião Vascular e/ou Angiologista e a utilização de exames como o ultrassom Doppler podem confirmar o diagnóstico.

Tratamentos

Na fase em que o paciente apresenta dor quando caminha (claudicação intermitente), medidas clínicas e orientações como suspender o uso de cigarros, controlar a pressão alta, colesterol elevado e diabetes devem ser iniciados de imediato, além de estimular o hábito de caminhar aumentando assim a formação de novos vasos que irão compensar aqueles obstruídos.

“Nos casos de doença avançada, com o aparecimento de necroses nas extremidades dos dedos dos pés, há a necessidade de procedimentos cirúrgicos que podem ser iniciados pela Angioplastia (dilatação do vaso com balões e stents) até cirurgias maiores como a ponte de veia safena, que seria a substituição do local obstruído da artéria por veia safena do próprio paciente fazendo uma derivação em ponte. São procedimentos que cicatrizam as lesões e feridas e o levam ao salvamento da perna”, explica Dr. Sacilotto.
*Há uma imagem no anexo do e-mail sobre os estágios da DOAP.

ENEM 2018 – RESULTADOS

Entidades médicas reuniram-se na tarde desta quarta-feira, 11/07, para avaliar o ENEM realizado no final de junho e definir detalhes sobre o lançamento do relatório de divulgação dos resultados, que acontecerá em 2 de agosto.

Estiverem presentes na sede do CFM, o presidente da autarquia, Carlos Vital, o presidente da FENAM, Jorge Darze, o coordenador do ENEM, Donizetti Dimer Giamberardino Filho, além do presidente da AMB, Lincoln Ferreira.