Tag Archives: amb

VACINA É OBRIGAÇÃO

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) é claro: crianças devem ser vacinadas nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias. Mesmo assim, há um grupo, impulsionado pela força das redes sociais, que ignora as orientações em relação a imunização e expõe as crianças e quem está em volta ao risco de contrair doenças evitáveis.

O movimento foi apontado como um dos responsáveis, por exemplo, pela volta do sarampo, que já estava erradicado no Brasil devido a ações permanentes de imunização.

O jornal O Estado de São Paulo publicou uma reportagem sobre as medidas cabíveis a quem se nega a vacinar crianças, que traz respostas sobre segurança das vacinas, formas de denúncia e exigência da carteira de vacinação.

Leia aqui

SOCIEDADE BRASILEIRA DE INFECTOLOGIA TEM NOVA DIRETORIA

 

O médico infectologista Clóvis Arns da Cunha é o novo presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI). O curitibano estará à frente da entidade até 2021 e assume o posto deixado por Sergio Cimerman, presidente da SBI por dois mandatos. Clóvis possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Paraná (1987), mestrado em Medicina Interna pela Universidade Federal do Paraná (1994) e Medical Fellow Specialist in Infectious Diseases – University of Minnesota (1995). Tem experiência na área médica com ênfase em Doenças Infecciosas e Parasitárias.

Clóvis Arns da Cunha, novo presidente da SBI

Prestes a completar 40 anos de existência, a SBI reafirma seu espírito democrático, com o compromisso de aglutinar os especialistas em Infectologia em um ambiente de colaboração e informação em prol de toda a sociedade.

Lincoln Ferreira, presidente da AMB, parabeniza a nova gestão e abre as portas da AMB para contribuir com o avanço da especialidade. “A união no associativismo médico é nossa maior força e tenho certeza que manteremos a afinidade com a nova diretoria da SBI para o desenvolvimento de projetos conjuntos que impactam médicos e pacientes”, destaca.

“A posse da nova diretoria também marca a continuidade do excelente trabalho desenvolvido ao longo dos anos pela SBI, com o desenvolvimento de ações importantes para o crescimento da especialidade”, destaca o vice-presidente da AMB, Diogo Sampaio.

Conheça a nova diretoria da SBI:

Presidente: Clóvis Arns da Cunha (PR) (foto);

Vice-Presidente: Alberto Chebabo (RJ);

1ª Secretária: Lessandra Michelim Rodriguez Nunes Vieira (RS);

2º Secretário: Antônio Carlos de Albuquerque Bandeira (BA);

1ª Tesoureira: Priscila Rosalba Domingos de Oliveira (SP)

2º Tesoureiro: Marcos Antonio Cyrillo (SP);

Coordenadora de Comunicação: Christiane Reis Kobal Perillo (GO);

Coordenador de Informática: Estevão Urbano Silva (MG);

Coordenador Científico: Sérgio Cimerman (SP).

MÉDICO, NOTIFIQUE DOENÇAS RELACIONADAS AO E-CIGARRO

Um formulário específico para relatar doenças pulmonares relacionadas ao uso de cigarros eletrônicos está disponível no site da Anvisa. A ideia da ação, desenvolvida em parceria com a AMB, é que médicos de todo o país forneçam informações sobre os casos identificados. O formulário está disponível no Portal da Anvisa. 

Acesse aqui

“A iniciativa tem como objetivo tem como objetivo identificar os casos suspeitos e confirmados de EVALI* no Brasiluma doença pulmonar aguda associada ao consumo de dispositivos eletrônicos para fumar com nicotina e/ou tetrahidrocabinol (um dos princípios ativos da maconha), além de outras substâncias inaladas. O monitoramento envolve os e-cigarros, os vaporizadores, cigarros de tabaco aquecido, dentre outros dispositivos”, explica Antônio Carlos Palandri Chagas, diretor científico da AMB. 

O presidente da Comissão de Combate ao Tabagismo da AMB, Alberto Araújo, destaca que “o controle é extremamente importante para que não haja uma subnotificação das doenças relacionadas ao cigarro eletrônico e para que tanto médicos quanto o restante da população conheçam e combatam os riscos relacionados ao e-cigarro”, explica.  

Diogo Sampaio, vice-presidente da AMB, reforça que este é um assunto que merece atenção de médicos de todas as especialidades. “É fundamental a participação de toda a comunidade médica para que possamos combater, desde já, as ameaças dos dispositivos eletrônicos para fumarNeste sentido, a Comissão de Combate ao Tabagismo da AMB tem feito um trabalho singular”.  

Os dados coletados pelo formulário são sigilosos e serão usados exclusivamente em análises científicas e sanitárias que ajudem na elaboração de políticas públicas de controle do tabagismo. 

*Em inglês: E-cigarette or Vaping product use-Associated Lung Injury

CONSULTA PÚBLICA SOBRE CIRURGIAS ONCOLÓGICAS

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO) chama atenção para uma consulta pública sobre procedimentos cirúrgicos para tratamento oncológico que está disponível no site da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec) e se encerra na próxima terça-feira (21).

O objetivo é avaliar a incorporação da cirurgia de citorredução com hipertermoquimioterapia para dois tipos de câncer localizados no peritônio, membrana que reveste a cavidade abdominal: o mesotelioma maligno e o pseudomixoma. A participação dos médicos é de extrema importância para que seja dado mais um passo na luta contra o câncer.

Apesar das evidências científicas sobre o uso da tecnologia serem restritas, a Conitec considerou que, para ambos os casos, o tratamento avaliado é mais eficaz em comparação à quimioterapia já existente no SUS e, por isso, a recomendação inicial da Comissão para as duas consultas públicas é favorável à incorporação.

Participe da consulta pública! 

AMB E AMRIGS REPUDIAM AGRESSÃO À MÉDICA EM QUARAÍ (RS)

A Associação Médica Brasileira (AMB) manifesta apoio à nota divulgada pela Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs) em repúdio à agressão sofrida por uma médica em Quaraí (RS). Leia na íntegra abaixo:

Associação Médica do Rio Grande do Sul repudia agressão a médica ocorrida na Fronteira

Caso aconteceu na cidade de Quaraí, localizada na fronteira com o Uruguai, no dia 6 de janeiro

O caso envolveu uma profissional que atua no Hospital de Quaraí, localizado na divisa dos municípios de Artigas, no Uruguai e Quaraí, no Brasil. Segundo a Brigada Militar as causas ainda não estão esclarecidas, mas tratou-se de um atentado com arma de fogo contra o carro da médica. Ela saiu ilesa. Foi registrado boletim de ocorrência pela própria médica. A pessoa que atirou contra a médica já foi identificada mas ainda não foi ouvida pela polícia.

#AMB #AMRIGS #Medicina #Medicos #Saude #Naoaviolencia #Segurança

ABRAMET E AMB ASSINAM CERTIFICADOS DE ESPECIALISTA EM MEDICINA DE TRÁFEGO

Como último ato à frente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), o ex-presidente da entidade, Juarez Molinari, se reuniu com o presidente da AMB, Lincoln Ferreira, para assinar certificados de Título de Especialista em Medicina de Tráfego, no último sábado (11). O encontro foi realizado pouco antes da cerimônia de posse da nova diretoria da Abramet, na qual Antônio Meira Júnior assumiu como novo presidente da entidade até 2021.

Conferido pela AMB, o Título de Especialista atesta que os médicos possuem a qualificação profissional necessária para lidar, com competência, com os assuntos relacionados a uma determinada área da medicina. O título é entregue diretamente ao médico pela Federada da AMB em cada estado.

“O título traz tranquilidade para toda a sociedade, pois certifica que o paciente será tratado por um profissional que possui conhecimento na especialidade. Além de ética e responsabilidade para atuar com segurança”, pontua Lincoln Ferreira, presidente da AMB.

Conheça a nova diretoria da Abramet.

RETROSPECTIVA AMB | DENÚNCIAS SOBRE REVALIDAÇÃO SÃO APRESENTADAS A DEPUTADOS DA FPMED

Preocupada com os riscos para saúde da população, em setembro, a Associação Médica Brasileira (AMB) apresentou aos deputados da Frente Parlamentar da Medicina (FPMed), os graves problemas de revalidação de diplomas médicos no Brasil. O relatório foi elaborado a partir de uma investigação da AMB, coordenada pelo vice-presidente, Diogo Sampaio.

A apresentação, realizada na sede da Associação Médica de Brasília (AMBr), foi feita pelo diretor de Atendimento ao Associado da AMB, Marcio Fortini e contou com a presença dos deputados da FPMed, representantes de Federadas e Sociedades de Especialidade.

#RetrospectivaAMB #AMB #Retrospectiva2019 #Saude #Medicina #EnsinoMedico #AMB #FPMed

RETROSPECTIVA AMB| LUTA CONTRA O E-CIGARRO

Os cigarros eletrônicos e vaporizadores são as novas ferramentas da indústria do tabaco para manterem como consumidores os fumantes dos cigarros tradicionais que desejam parar de fumar e para atrair novos públicos, principalmente os mais jovens. Tentam apresentá-los como alternativa, como dano reduzido. Quando, na verdade, nada mais são do que formas diferentes de entregar nicotina, substância altamente viciante.

A situação piora porque nessas novas formas de ingestão de nicotina, as doses são maiores e os efeitos ainda não foram totalmente estudados, muito menos os tratamentos para se livrar da dependência.

Em 2019, a Comissão de Combate ao Tabagismo da Associação Médica Brasileira (AMB) desenvolveu uma série de estratégias para frear o avanço destes dispositivos no Brasil, da participação em fóruns promovidos pelo governo, a campanhas próprias alertando os riscos, passando por comparecimento em debates sobre o tema, para evitar que a narrativa romantizada da indústria prevaleça.

Nessa “cruzada” contra as narrativas que distorcem a realidade, a comissão vai lançar um “fact sheet” com informações para alertar a comunidade médica e a população sobre os riscos que os dispositivos podem trazer para a saúde. “A maioria dos cigarros eletrônicos e vaporizadores contêm nicotina, que é altamente viciante, além de poderem ser misturados a outras substâncias como o THC. Nosso trabalho é desenvolver estratégias para alcançarmos um mundo livre de tabaco, não somente de fumaça”, ressalta Alberto Araújo, presidente da Comissão de Combate ao Tabagismo da AMB.

A preocupação com o uso de e-cigarro foi intensificada devido ao surgimento de uma doença associada ao uso dos dispositivos. Batizada de EVALI, ela já fez 2.291 vítimas nos Estados Unidos, em sua maioria jovens, levando 48 a óbito.

#AMB #RetrospectivaAMB #Retrospectiva2019 #Combateaotabagismo #Saude #Medicina #Ecigarro #Cigarroeletronico #Tabaco #Fumo #Nicotina #Vaper #Vaporizadores

RETROSPECTIVA | AÇÕES CONTRA EMENDAS À MPV890/19

Para alertar os parlamentares sobre os riscos que a saúde da população corria com os “jabutis” colocados na MPV 890/2019, a AMB contou com o apoio de toda a comunidade médica.
A partir de um site (https://mp890.amb.org.br/) criado especialmente para que a população pudesse acompanhar a posição de cada parlamentar sobre o assunto, os médicos brasileiros ficaram sabendo quem votava contra ou a favor da medicina brasileira. E dali mesmo, todos podiam encaminhar mensagens para os deputados dos seus estados. “A participação de cada um foi fundamental. Foram enviados milhares de e-mails aos parlamentares com o objetivo de mostrar os riscos que o relatório gerava para a saúde da população brasileira”, afirma o presidente da AMB, Lincoln Ferreira.

#RetrospectivaAMB #AMB #Retrospectiva2019 #Saude #Medicina #Revalida #RevalidaLightNao #Revalidação #MPV890 #MedicosPeloBrasil

RETROSPECTIVA AMB | MIGUEL JORGE PRESIDENTE DA WMA

O diretor da Associação Médica Brasileira (AMB), Miguel Roberto Jorge, assumiu a presidência da Associação Médica Mundial (WMA- World Medical Association) durante a Assembleia Geral Anual, realizada em outubro, realizada em Tbilisi, na Geórgia. Miguel Jorge já havia atuado por um ano como presidente eleito antes de assumir o cargo efetivo.

Com um currículo extenso, o psiquiatra e pesquisador tem uma carreira sólida no associativismo médico. Na AMB foi diretor de Relações Internacionais de 2008 a 2014. Recentemente, Miguel foi representante da AMB no Conselho da Associação Médica Mundial, onde foi eleito membro do Comitê Executivo.

O diretor da AMB destacou que durante o mandato, a valorização da relação médico-paciente será um dos focos centrais da atuação dele. “Um bom médico precisa ser capaz de se colocar no lugar de seus pacientes, tentando sentir como eles se sentem, a fim de entender melhor suas necessidades e planejar fornecer o que eles mais precisam. Mas não é uma tarefa simples colocar-se no lugar de um paciente e, ao mesmo tempo, evitar se sentir tão desamparado quanto ele possa estar. Nos cuidados médicos, é tão essencial ter empatia quanto poder examinar o paciente de forma objetiva”, afirmou Miguel Jorge

#RetrospectivaAMB #AMB #Retrospectiva2019 #Saude #Medicina #WMA #MiguelJorge #MedicinaMundial #WorldMedicalAssociation