Tag Archives: Sociedades de Especialidade

FEVEREIRO ROXO

Para conscientizar a população sobre a Fibromialgia, Lúpus e Alzheimer, foi criada a campanha Fevereiro Roxo. A iniciativa, apoiada pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM), visa conscientizar a população para a importância do diagnóstico precoce e correto. As doenças representadas pela campanha são nitidamente distintas, mas possuem em comum o fato de serem patologias que não possuem cura.

A campanha tem como foco compartilhar informações sobre sintomas e tratamentos disponíveis, para proporcionar aos portadores de fibromialgia, Lúpus ou Alzheimer o máximo de bem estar possível. Além disso, a ação alerta a população sobre a importância de procurar um médico especialista assim que surgirem os primeiros sintomas.

Para saber mais sobre a campanha, acompanhe o perfil da SBCM nas redes sociais.

SOCIEDADES DE ESPECIALIDADE LANÇAM CONSENSO SOBRE SARCOMAS

Diversas Sociedades de Especialidade se uniram para elaborar o primeiro consenso brasileiro sobre diagnóstico e tratamento de sarcomas de partes moles em extremidades. Denominado “Brazilian consensus on the diagnosis and treatment of extremities soft tissue sarcomas”, o estudo foi capitaneado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO). Dr. Alexandre Ferreira Oliveira é o atual Presidente da SBCO e foi um dos autores do Consenso que contou com a participação da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP), da Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT) e do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR).

Os sarcomas de tecidos moles são tumores raros. Devido à sua raridade, a maioria dos casos no Brasil não é tratada de acordo com as principais diretrizes internacionais. Desta forma, surgiu a necessidade de orientar os médicos brasileiros sobre os múltiplos tratamentos potencialmente eficazes sobre a doença.

Foi realizada uma reunião com 24 especialistas convidados e os tópicos foram apresentados individualmente com a definição do grau de recomendação, com base nos níveis de evidências científicas. O estudo resultante do trabalho será publicado na edição janeiro/fevereiro do Journal of Surgical Oncology.

De acordo com o presidente da SBCO, Alexandre Ferreira Oliveira, o consenso serve como um manual para que os tratamentos de sarcomas de tecidos moles em extremidades sejam realizados de forma mais eficiente. “Estes raros sarcomas possuem alta taxa de letalidade. Por isso, é importante que o diagnóstico seja feito de forma precoce e, assim, possa ser estabelecido o tratamento de acordo com o tipo, sendo normalmente indicada cirurgia para remoção do sarcoma e, em alguns casos, complementada pela realização de sessões de quimio ou radioterapia”, explica.

O oncologista destaca a importância de todas as especialidades médicas aprofundarem seus estudos na área oncológica. “Queremos oferecer um tratamento especializado e eficiente para o paciente, com médicos treinados e que tenham um conhecimento profundo da patologia. A oncologia deveria ser uma disciplina obrigatória na formação médica para termos um melhor aproveitamento da equipe clínica tanto no diagnóstico precoce, na cirurgia oncológica e no pós-cirúrgico”, orienta Alexandre.

O médico ressalta que a SBCO é uma entidade aberta para receber médicos de todas especialidades e inclusive estudantes de medicina, visando a disseminação do conhecimento. “O câncer é uma das principais causas de morte no Brasil e mundo. Por isso, toda a comunidade médica precisa saber mais sobre a área. A entidade está de portas abertas para incentivar o apoio mútuo, a troca de informações e o desenvolvimento conjunto dos profissionais”, enfatiza.

Para Diogo Sampaio, vice-presidente da AMB, o Consenso demonstra na prática a importância da atuação conjunta para que se consiga, cada vez mais, diretrizes mais adequadas para os diagnósticos e tratamentos. “Parabenizo a todos os participantes do consenso, mas em especial a SBCO pela iniciativa e coordenação do trabalho, que fortalece as diretrizes para o tratamento dos sarcomas e nos dá um belo exemplo de atuação conjunta”, pontua.

Na foto o almoço da primeira reunião para tratar do tema.

Mesmo antes de sua publicação, o consenso pode ser adquirido no aqui.

INFORME SOBRE NOVO CORONAVÍRUS

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) reuniu em um documento as principais perguntas e respostas sobre o novo Coronavírus, que surgiu na China e tem colocado o mundo todo em alerta. A ideia é esclarecer as dúvidas de profissionais da saúde e do restante da população sobre o assunto.

Passe para o lado e veja algumas questões respondidas no material.

O documento completo (atualizado pela SBI em 06/02) pode ser acessado aqui.

DIÁLOGO COM OS ASSOCIADOS É O FOCO DA NOVA GESTÃO DA SBCCV

Eduardo Rocha é o novo presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV). O médico comandará a entidade no biênio 2020-2021. O compromisso da nova diretoria é manter uma gestão transparente e aberta ao diálogo. Para isso, a entidade criou um canal de comunicação direto entre o presidente e os associados. Por meio do e-mail presidencia@sbccv.org.br é possível enviar sugestões, novas demandas e críticas.

Durante o 47º Congresso da SBCCV, que será realizado em maio, o estande da entidade também estará aberto para receber todas as demandas dos sócios da entidade. “Na Assembleia Geral, que acontecerá no Congresso, muitas das demandas serão respondidas, desta forma peço um comparecimento maciço dos especialistas”, pontua Eduardo Rocha.

O presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Lincoln Ferreira, saudou a nova gestão. “Torço para que a nova diretoria vença os desafios que a medicina nos impõe na atualidade, para isso a união da classe médica é imprescindível”, destacou Lincoln.

Diogo Sampaio, vice-presidente da AMB, deseja sucesso à nova diretoria “e que ela possa atuar, juntamente com os associados, para expandir e aumentar o conhecimento e compartilhar experiências para o avanço geral, melhoria e evolução da especialidade”, afirma.

Conheça nova diretoria, gestão 2020/2021:

Presidente – Eduardo A V Rocha (MG)
Vice-Presidente – João Carlos Ferreira Leal (SP)
Secretário Geral – Carlos Manuel de Almeida Brandão (SP)
Diretor Financeiro – Bruno Botelho Pinheiro (GO)
Diretor Científico – Henrique Murad (RJ)
Diretor de Educação – Rui Manuel de Sousa Sequeira Antunes de Almeida (PR)
Diretor do Site – Luciano Cabral Albuquerque (RS)
Diretor de Departamentos Especializados – Melchior Luiz Lima (ES)
Diretor de Defesa Profissional – Acrisio Sales Valente (CE)
Diretor de Eventos – Fernando Antônio Roquette Reis Filho (MG)
Editor do BJCVS – Domingo Marcolino Braile (SP)
Conselho Deliberativo – Vinicius José da Silva Nina (MA), Eduardo Sérgio Bastos (RJ), Wilson Luiz da Silveira (GO), Gustavo Ieno Judas (SP), Pedro Rafael Salerno (PE)

SBACV TEM NOVA DIRETORIA

O cirurgião vascular mineiro Bruno de Lima Naves assume a presidência da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) para o biênio 2020/2021. Fundada em 1952, a entidade congrega os mais de 3 mil especialistas em cirurgia vascular e angiologia atuantes no Brasil. A SBACV promove a educação continuada dos especialistas e é responsável pela concessão de título de especialista em Angiologia, Cirurgia Vascular e Endovascular – este último em parceria com a Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular (Sobrice).

A nova gestão vai investir com afinco na defesa profissional, procurando melhorar os honorários médicos defasados e combatendo a invasão da especialidade por profissionais não habilitados a tratar problemas vasculares. “Somos bem formados. O médico é um profissional que estudou e estuda muito e detém um conhecimento com o qual promove a saúde e o tratamento das doenças. Médico tem valor! E como temos. Precisamos resgatar nossa autoestima, lutar com todas as forças para recuperarmos o nosso valor, primeiro dentro de nós e depois junto à população, e exercermos a nossa profissão com a dignidade que ela merece”, afirma Bruno de Lima Naves.

A diretoria vai também dar continuidade aos programas de educação continuada e às avaliações dos serviços e residências credenciadas com muito critério e zelo. “O nosso congresso nacional realizado a cada biênio surpreende. Enfim, somos uma Sociedade científica de ponta e vamos continuar sendo com a participação e colaboração de todos”, diz o novo presidente.

Nova diretoria da SBACV, gestão 2020/2021:

Presidente – Bruno de Lima Naves / MG

Vice-Presidente – Júlio César Peclat de Oliveira / RJ

Secretário-Geral – Francesco Evangelista Botelho / MG

Vice-Secretário – Breno Caiafa / RJ

Tesoureiro-Geral – Daniel Mendes Pinto / MG

Vice-Tesoureiro – Claudio Nhuch / RS

Diretor Científico – Marcelo Rodrigo de Souza Moraes / SP

Vice-Diretor Científico – Ronald José Ribeiro Fidelis / BA

Diretor de Publicações – Marcelo Calil Burihan / SP

Vice-Diretor de Publicações – Eliud Garcia Duarte Junior / ES

Diretor de Patrimônio – Antonio Carlos de Souza / DF

Vice-Diretor de Patrimônio – Cristiane Ferreira de Araújo Gomes / RJ

Diretor de Defesa Profissional – Eraldo Arraes de Lavor / PE

Vice-Diretor de Defesa Profissional – Fabiano Luiz Erzinger / PR

Texto: Ascom SBACV

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO CIENTÍFICO DA AMB DISCUTE RESOLUÇÃO SOBRE TELEMEDICINA

Começou há pouco a Reunião Extraordinária do Conselho Científico da Associação Médica Brasileira, para tratar sobre a resolução nº 2.227/18, publicação do CFM que busca definir a telemedicina e a teleconsulta no país.

O Conselho Científico é composto pelas 54 Sociedades de Especialidade filiadas à AMB, e nesta reunião, extraordinariamente, conta com a presença do CFM e das federadas da AMB.

O trabalho foi aberto pelo presidente da AMB, Lincoln Lopes Ferreira, e na composição da mesa ainda se encontram Antonio Carlos Palandri Chagas, diretor científico da AMB, Antonio Jorge Salomão, secretário geral da AMB, além do presidente do CFM, Carlos Vital Tavares Corrêa Lima, do vice-presidente, Mauro Luiz de Britto Ribeiro, e do conselheiro federal e relator da resolução, Aldemir Soares.