Tag Archives: Covid-19

AMB E ASMEA REALIZAM WEBINAR NESTA TERÇA-FEIRA (10/11)

Não perca nesta terça-feira (10/11), o webinar “Atenção médica em tempos de Covid-19 – o que nós aprendemos”, realizado pela Associação Médica Brasileira (AMB) e a Associação Médica Angolana (Asmea).

A transmissão será feita por meio da plataforma zoom, às 11h, horário de Brasília, e às 15h, horário da Angola. Acesse o link www.amb.webinario.online, faça sua inscrição e acompanhe o webinar.

PROGRAMAÇÃO

Palestras:

– Atendimento de emergência ao paciente com COVID-19

Dr. Hélio Penna Guimarães – Presidente da Associação Brasileira de Medicina de Emergência

– Tratamento medicamentoso

Dr. Helio Bacha – Representante da Sociedade Brasileira de Infectologia

– Retomada pós-pandemia

Dr. Wanderley M. Bernardo – Coordenador do Projeto Diretrizes da Associação Médica Brasileira

– Os serviços de saúde durante a pandemia

Dra. Helga Reis Freitas – Diretora Nacional de Saúde Pública do Ministério da Saúde de Angola

#AMB #Asmea #Covid19 #Pandemia #Webinar #Coronavirus

AMB E ASMEA RELIZAM WEBINAR SOBRE ATENÇÃO MÉDICA EM TEMPOS DE COVID-19

A Associação Médica Brasileira (AMB) e a Associação Médica Angolana (Asmea) vão realizar, no dia 10 de novembro, o webinar “Atenção médica em tempos de Covid-19 – o que nós aprendemos”. O evento on-line será realizado das 11h às 13h, pela plataforma zoom.

A coordenação do webinar será feita pelo presidente da AMB, Lincoln Ferreira, em conjunto com o vice-presidente da Asmea, Mauro Pinto, com moderação de Lincoln, sob parceria do diretor Científico da AMB, Antonio Carlos Palandri Chagas. Entre os palestrantes está Hélio Penna Guimarães, presidente da Associação Brasileira de Medicina de Emergência (Abramede); Helio Bacha, representante da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI); Helga Reis Freitas, diretora Nacional de Saúde Pública do Ministério da Saúde de Angola; e Wanderley Bernardo, coordenador do Projeto Diretrizes da AMB.

Acesse o link www.amb.webinario.online e faça sua inscrição.

PROGRAMAÇÃO

11h às 11h15 – Abertura

Palestras:

11h15 às 11h35 – Atendimento de emergência ao paciente com COVID-19

Dr. Hélio Penna Guimarães – Presidente da Associação Brasileira de Medicina de Emergência

11h35 às 11h55 – Tratamento medicamentoso

Dr. Helio Bacha – Representante da Sociedade Brasileira de Infectologia

11h55 às 12h15 – Retomada pós-pandemia

Dr. Wanderley M. Bernardo – Coordenador do Projeto Diretrizes da Associação Médica Brasileira

12h15 às 12h25 – Os serviços de saúde durante a pandemia

Dra. Helga Reis Freitas – Diretora Nacional de Saúde Pública do Ministério da Saúde de Angola

12h25 às 12h45 – Debate

12h45 às 13h – Encerramento

#AMB #Asmea #Covid19 #pandemia #webinar #saudeemtemposdecovid #coronavirus

DIRETOR CIENTÍFICO DA AMB FALA SOBRE A PSYQUALY-COVID À RÁDIO NACIONAL

O diretor científico da AMB, Antonio Carlos Palandri Chagas, foi o entrevistado do programa Tarde Nacional, da Rádio Nacional no dia 21 de outubro. O cardiologista, professor da Faculdade de Medicina da USP e professor Titular da Faculdade de Medicina do ABC apresentou a pesquisa PSYQUALY-COVID, promovida pela AMB e a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), que vai avaliar o psicotrauma, a resiliência e a qualidade de vida dos médicos brasileiros durante a pandemia de COVID-19.

“A pesquisa vai analisar o quanto a pandemia realmente impactou na vida dos profissionais médicos. Quase mil colegas, das mais variadas especialidades, já responderam a esse questionário. A participação de todos é muito importante pois o estudo vai mostrar o quanto a pandemia implicou no dia a dia dos profissionais, o quanto implicou no sono, nas horas excessivas de trabalho, o quanto afetou a segurança econômica e até na qualidade de vida familiar”, destaca Chagas.

Para ouvir entrevista do diretor científico da AMB, acesse o link https://radios.ebc.com.br/tarde-nacional/2020/10/pesquisa-avaliara-o-impacto-da-pandemia-na-vida-dos-medicos

Médico, não deixe de participar! Sua colaboração é muito importante. Acesse https://cardiol.typeform.com/to/g74z9E8k

#AMB #SBC #Cardiologia #Covid19 #Covid-19 #pandemia #saudedosmedicos

MÉDICO (A), SUA PARTICIPAÇÃO NA PESQUISA É MUITO IMPORTANTE!

A Associação Médica Brasileira (AMB) e a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) convidam todos os médicos para participarem da pesquisa PSYQUALY-COVID. O estudo vai avaliar o impacto da pandemia no dia a dia dos médicos, observando o psicotrauma, a resiliência e a qualidade de vida dos profissionais.

A PSYQUALY-COVID foi especialmente preparada para avaliar o atual cenário e orientar ações de melhoria específicas para a classe médica.

Contamos com você! Participe, independentemente de estar envolvido ou não no atendimento dos pacientes com Covid-19.

Acesse a pesquisa clicando aqui.

 

PESQUISA AVALIA IMPACTO DA PANDEMIA NA VIDA DOS MÉDICOS 

A Associação Médica Brasileira (AMB) e a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) se uniram para realizar a pesquisa PSYQUALY-COVID, um estudo que vai avaliar o impacto da pandemia no dia a dia dos médicos.  O resultado da pesquisa vai nortear as ações das entidades médicas em prol dos médicos. 

objetivo da PSYQUALY-COVID, direcionada exclusivamente para os médicos, é avaliar o psicotrauma, a resiliência e a qualidade de vida dos médicos brasileiros durante a pandemia de COVID-19, tendo como justificativa a necessidade de se conhecer os reflexos desse contexto na saúde desses profissionais.   

Marcus Bolívar Malachias, coordenador da pesquisa e professor da Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais, pontua que são muitas as condições que podem afetar a qualidade de vida e o equilíbrio emocional desses profissionais. “Como a possibilidade de dano moral, a preocupação com a responsabilidade legal, o temor de exposição de membros da família vulneráveis à infecção, e até as transferências de locais de trabalho para atuar em ambientes não habituais. Todos esses pontos são avaliados no estudo”, aponta o cardiologista.  

“O estudo está sendo enviado para os médicos de todas as especialidades e de todo o BrasilContamos com a participação de todos, independente se estejam envolvidos diretamente ou não no atendimento dos pacientes com COVID-19”, explica Lincoln Ferreira, presidente da AMB.   

Segundo Marcelo Queiroga, presidente da SBC, “embora já existam algumas pesquisas sendo realizadas sobre o tema, a PSYQUALY-COVID foi estruturada com todo o rigor científico, utilizando questionários estruturados e validados para fazer o mais amplo diagnóstico do impacto psicossocial da pandemia sobre os médicos do país.” 

Os resultados da pesquisa deverão ser publicados no fim desse ano. Acesse a pesquisa no link https://cardiol.typeform.com/to/g74z9E8k 

Participe, sua contribuição é muito importante! 

MINISTÉRIO DA SAÚDE DEBATE A LOGISTICA PARA DISTRIBUIÇÃO DE MEDICAMENTOS

Nesta terça-feira (22/09), o presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Lincoln Ferreira, participou da Reunião Ordinária do Gabinete de Crise – Covid-19 do Ministério da Saúde, em Brasília. No encontro, houve um debate sobre a logística para distribuição de medicamento no País.

Na reunião também foram discutidas demandas da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) sobre a disponibilização do fármaco ‘heparina’, medicação essencial para terapias como a hemodiálise.

#AMB #MinisteriodaSaude #GabinetedeCrise #GovernoFederal #Pandemia #Medicina #Saude

RAMB LANÇA EDIÇÃO ESPECIAL SOBRE COVID-19

A Revista da Associação Médica Brasileira (Ramb) não poderia deixar de contar um uma edição especial para tratar da Covid-19, em virtude da série de artigos recebidos sobre o tema e que foram aprovados pelo Conselho Editorial. A contribuição para os artigos desta publicação veio de pesquisadores da China, da Turquia e dos Estados Unidos, além de 15 estados brasileiros mais o Distrito Federal.

A revista científica da AMB hoje é uma das mais respeitadas no meio científico. Acessada por quase 5 milhões de leitores em todo o mundo em 2019, pela plataforma Scielo e, com fator de impacto, 0.915, que mede a importância de periódicos científicos. Este ano a submissão para a Ramb deve chegar a mais mil artigos, contra os 600 recebidos no ano passado.

Leia, esta e outras edições da Ramb em: www.ramb.amb.org.br

AMB EM DESTAQUE NO WORLD MEDICAL JOURNAL

A nova edição da World Medical Journal, renomada publicação da Associação Médica Mundial (WMA- World Medical Association), contou com a participação especial da Associação Médica Brasileira (AMB): Miguel Jorge, presidente da WMA e diretor da AMB; Lincoln Ferreira, presidente da AMB; e Wanderley M. Bernardo, coordenador de Diretrizes da AMB. A participação dos brasileiros no jornal é também uma forma de reconhecimento e valorização da medicina do País, que constitui a terceira maior delegação da WMA, atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão.

Na edição 66 do World Medical Journal, Miguel Jorge participou de uma entrevista sobre os desafios dos profissionais da saúde que estão na linha de frente nos hospitais em combate à Covid-19 e o impacto disso na saúde física e mental. “Há um enorme esforço de cientistas de todo mundo no desenvolvimento de pesquisas para estudar o comportamento humano durante a atual pandemia e avaliar como os hábitos irão mudar após o surto da Covid-19″, destaca na entrevista.

Já Lincoln e Wanderley tiveram publicados no jornal um artigo sobre os atendimentos emergenciais nas unidades públicas de saúde no Brasil. “Estamos honrados em fazer parte desta edição do World Medical Journal. O Brasil, hoje, é um país que se destaca com relação às pesquisas na área da saúde e os avanços. É uma honra podermos dividir com os colegas médicos internacionais um pouco de nossa experiência no combate à pandemia”, finaliza.

Confira a edição 66 do World Medical Journal no link https://amb.org.br/wp-content/uploads/2020/08/wmj_3_2020_WEB.pdf.

EM AUDIÊNCIA COM MINISTROS DA SAÚDE E DIREITOS HUMANOS, LIDERANÇAS MÉDICAS FAZEM BALANÇO DO ENFRENTAMENTO DA COVID-19

 “Qual a melhor forma de nos comunicarmos com os médicos que estão na linha frente no combate ao novo coronavírus?”. A desafiadora pergunta foi lançada pelo ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, durante teleconferência realizada nesta quarta-feira (29) com as principais lideranças médicas. Durante o encontro, que também contou com a participação da ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, representantes do Conselho Federal de Medicina (CFM), da Associação Médica Brasileira (AMB) e dos 27 Conselhos Regionais de Medicina discutiram estratégias de enfrentamento à COVID-19 e apresentaram aos gestores as principais ações e preocupações da categoria.

Ao apresentarem sugestões sobre como alcançar e orientar os médicos brasileiros com as informações mais recentes e relevantes sobre o combate à COVID-19, as lideranças destacaram a importância do uso das redes sociais oficiais para disseminar conteúdo de qualidade aos profissionais. Além de se colocarem à disposição para colaborar com as ações do Governo brasileiro, os representantes do CFM, CRMs e AMB ressaltaram ainda a participação dos Conselhos Nacionais de Secretários de Saúde (Conass) e Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) nessa estratégia.

“Esse encontro foi fundamental para aproximar as duas principais entidades médicas do País – CFM e AMB – com o Ministério da Saúde. Com muita paciência e objetividade, o ministro Pazuello ouviu as contribuições e reivindicações de todos os participantes. Estou certo de que, juntos, sairemos vitoriosos dessa batalha contra essa doença tão perversa”, declarou Mauro Ribeiro, presidente do CFM.

Por sua vez, o presidente da AMB, Lincoln Ferreira, ressaltou que “a qualificação, preparo e dedicação dos médicos brasileiros já são reconhecidas mundialmente. E que neste momento de crise demonstram sua capacidade e lealdade com seu juramento. Obrigado doutores, que fortalecem a relação médico-paciente e que mesmo em locais sem todas as condições atuam de forma exemplar para conseguirem minimizar o sofrimento e curar os infectados.”

Gabinete de Crise – Durante a conferência, o ministro Eduardo Pazuello também detalhou o trabalho realizado pela Pasta no enfrentamento da pandemia e se mostrou aberto ao diálogo com as entidades médicas para fortalecer o cerco contra o novo coronavírus. Na ocasião, ele abriu a possibilidade para se reunir com os representantes dos médicos com maior regularidade e adiantou ser oportuna a participação do CFM e da AMB no Gabinete de Crise para enfrentamento da COVID-19 no Sistema Único de Saúde (SUS).

Criado em maio, o grupo reúne membros do Ministério da Saúde, Conass, Conasems e Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil. O Gabinete de Crise é o fórum de discussões estratégicas para alinhar e decidir ações de monitoramento e mitigação da pandemia no SUS. As reuniões acontecem na sede do Ministério semanalmente para responder às demandas da pandemia, de forma célere e integrada.

Pontos de pauta – Também participou do encontro Raphael Câmara, conselheiro federal de medicina que recentemente assumiu o cargo de secretário Nacional de Atenção Básica, um dos mais importantes dentro da estrutura do Ministério, responsável pela coordenação de atividades de promoção, prevenção e cuidados em saúde em níveis de menor complexidade na assistência.

Na oportunidade, os líderes da classe também fizeram um balanço das ações empreendidas no enfrentamento da pandemia no Estados e levaram aos gestores a preocupação dos médicos com temas como a oferta de equipamentos de proteção individual (EPIs), a contratação de médicos com diplomas não revalidados, a implantação da carreira de estado, além da aplicação de protocolos e diretrizes de tratamento dos pacientes.

Sobre a possibilidade de tratamento farmacológico da COVID-19, o presidente do CFM reiterou o entendimento expresso no Parecer nº 04/2020, referente ao tratamento dos pacientes com diagnóstico confirmado. “Não existem, até o momento, evidências robustas de alta qualidade que possibilitem a indicação de uma terapia farmacológica específica para essa doença. Por isso, em todas as situações deve prevalecer a autonomia do médico e do paciente”, enfatizou.

LINHA DE CRÉDITO PARA PMEs

A Caixa anunciou nesta terça-feira (16) como irá operacionalizar de linha de crédito do Programa de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). A linha tem uma carência de 8 meses, com taxa de juros Selic + 1,25 ao ano e financiamento em 28 parcelas. “A modalidade pode beneficiar milhares de pequenas clínicas e estabelecimentos de saúde que estão passando por crise financeira causada pela pandemia de Covid-19″, destaca Lincoln Ferreira, presidente da AMB.

O valor do empréstimo por CNPJ será de até 30% da receita bruta anual considerando a base no exercício de 2019. Pela regra do programa, 80% dos recursos serão destinados a empresas com faturamento anual de até 360 mil reais, e 20% para empresas com faturamento anual entre 360 mil reais e 4,8 milhões de reais. O processo de contratação será pela página www.caixa.gov.br/pronampe.

CRÉDITO ESPECIAL PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE

A Câmara dos Deputados pode votar nos próximos dias o projeto de lei (PL) 2.424/2020 que concede linha de crédito especial para profissionais liberais. O texto destina, a princípio, R$ 5 bilhões para serem disponibilizados em condições facilitadas para profissionais que trabalham como pessoa física, especialmente na área de saúde. Cada beneficiário poderá obter até R$ 100 mil, com juros de 2,5% ao ano e período de carência de 24 meses.

“A iniciativa atende a uma demanda da AMB. A entidade segue acompanhando os debates para garantir que o projeto seja aprovado e sancionado com agilidade”, pontua Diogo Sampaio, vice-presidente da AMB. ⠀