Tag Archives: Medicina

EDIÇÃO DE OUTUBRO DA RAMB JÁ ESTÁ DISPONÍVEL!

A edição de outubro da Revista da Associação Médica Brasileira, a Ramb, já está disponível. A publicação é composta por artigos produzidos por renomados pesquisadores brasileiros dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Sergipe, Alagoas, Piauí, Bahia, Ceará, Pernambuco, Maranhão, Paraíba, Paraná e Rio Grande do Sul, além de pesquisadores da Inglaterra, Turquia, Colômbia, Espanha e Portugal.

Acessada por quase 5 milhões de leitores em todo o mundo em 2019, pela plataforma Scielo e, com fator de impacto, 0.915, que mede a importância de periódicos científicos, a Ramb é uma das mais respeitadas revistas científicas do mundo. Este ano, a submissão para a Ramb deve chegar a mais mil artigos, contra os 600 recebidos no ano passado.

Para ler essa edição e também as outras, acesse o link https://ramb.amb.org.br/ultimas-edicoes/.

#Medicos #Ramb #Revista #medicos #Medicina

JÁ PARTICIPOU DA PESQUISA PSYQUALY-COVID?

O cardiologista Marcus Bolívar Malachias, coordenador da PSYQUALY-COVID e professor da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, convida você para dedicar 10 minutos do seu dia para responder à pesquisa que vai nortear ações de melhorias específicas para a classe médica.

O estudo é direcionado exclusivamente para os médicos, por isso sua contribuição é muito importante! Acesse a pesquisa no link https://cardiol.typeform.com/to/g74z9E8k.


#AMB #SBC #Cardiologia #Covid19 #Covid-19 #Pandemia #Saudedosmedicos

CAP AMB DEBATE PLS EM TRÂMITE NO CONGRESSO

Os membros da Comissão de Assuntos Políticos da AMB (CAP) se reuniram na última quarta-feira, 30 de setembro, para analisar os Projetos de Lei que estão em circulação no Congresso Nacional. O destaque foi o PL n° 4667/2020, do Deputado Eduardo Costa (PTB-PA). Participaram da reunião Débora Cavalcanti, presidente do CAP; Sérgio Palma, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e secretário da CAP; e Etelvino de Souza Trindade, membro suplementar da CAP.

O PL 4667/2020 defende a criação de um Exame Nacional de Suficiência em Medicina, aplicável como requisito necessário entre o fim da formação e a iniciação profissional. “A própria AMB já se posicionou, em inúmeras ocasiões, a favor de um exame de suficiência no final do curso de medicina. A aprovação do PL dará mais segurança e garantia de um atendimento médico de qualidade à população”, comentou Débora Cavalcanti.

A Comissão de Assuntos Parlamentares da AMB vai acompanhar os debates sobre o PL que tende a valorizar os médicos e o Sistema de Saúde Pública do Brasil.

LIVRO LANÇADO PELA SOMESE TRAZ HISTÓRIAS DA MEDICINA SERGIPANA

A Sociedade Médica de Sergipe (Somese) lançou nesta quinta-feira (01/10) a obra “Livro Verde da Medicina Sergipana – Volume 2”. “No livro apresentamos a biografia de mais de 100 profissionais, mulheres e homens, jovens e mais velhos, que dedicam a vida à medicina no Estado. É um relato histórico de suas carreiras que ajuda a contar a própria história da medicina sergipana”, conta José Aderval Aragão, autor da obra e presidente da Somese.

O lançamento do livro faz parte das comemorações dos 83 anos de atuação da Somese, completados em junho desse ano. Desse modo, traz também como conteúdo as inúmeras ações realizadas pela entidade nos últimos anos. O livro é uma parceria da Somese e da A Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (Sobrames).

 

REUNIÃO NO MS ABORDA HONORÁRIOS PARA ATENDIMENTOS NO SUS

A Associação Médica Brasileira (AMB), representada pelo diretor de Atendimento ao Associado da entidade, Marcio Fortini, participou de uma reunião com o diretor do Departamento de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde (DGETS/MS), Alessandro Vasconcelos. O encontrou foi realizado para falar sobre a complementação de honorários para atendimentos no Sistema Único de Saúde (SUS).

Além de Fortini e Vasconcelos, estiveram na reunião o diretor do Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento (Desid), Pedro Geraldo Pinheiro; e o coordenador-geral de Economia da Saúde da Secretaria Executiva Desid, Átila Szczecinski Rodrigues.

Na foto: Pedro Pinheiro, Márcio Fortini e Atila Szczecinski Rodrigues.

 

LEI SOBRE LINHA DE CRÉDITO QUE NASCEU NA AMB É SANCIONADA

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que cria uma linha de crédito especial destinada aos profissionais liberais que atuem como pessoa física. A Lei nº 14.045/2020 foi publicada em 21/08 no Diário Oficial da União e tem o objetivo de reduzir os impactos financeiros durante a pandemia do novo coronavírus.

A linha de crédito, criada no âmbito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte: taxa de juros de 5% a.a mais a taxa Selic; prazo de 36 meses para pagar, com até oito meses de carência; valor limitado a 50% do rendimento anual informado na Declaração de Ajuste Anual de 2019 do interessado; limite máximo de R$ 100 mil.

“A AMB e os médicos brasileiros agradecem aos esforços dos parlamentares e do presidente Jair Bolsonaro que contribuíram para que a matéria fosse aprovada e sancionada com a celeridade”, pontua Lincoln Ferreira, presidente da AMB.

Lincoln pessoalmente coordenou o projeto de elaboração da proposta e agradece, em nome da AMB, aos diretores da entidade Carlos Alfredo Lobo Jasmin (Defesa Profissional) e Marcio Fortini (Atendimento ao Associado); ao pelo presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Glaydson Godinho; ao urologista Jose Eduardo Fernandes Távora; ao administrador da AMB, Danilo Gregio e à assessoria jurídica de Guilherme Moura da Sampaio Ferraz Advogados. “Parabéns a todos por esta vitória!”, conclui Lincoln.

“ Agradecemos ao do ministro da Economia, Paulo Guedes, ao senador Eduardo Girão, ao deputados Hiran Gonçalves e demais membros da Frente Parlamentar da Medicina e aos esforços da equipe e da Comissão de Assuntos Políticos da AMB, que com o assessor parlamentar da AMB, Napoleão Puente, foram incansáveis no acompanhamento dos debates” finaliza Lincoln.

Veja mais informações sobre a Lei nº 14.045/2020 no link na BIO. https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/lei-n-14.045-de-20-de-agosto-de-2020-273468079

AMB PARTICIPA DO LANÇAMENTO DO SIMAPES EM BRASÍLIA

A Associação Médica Brasileira (AMB) esteve presente, representada pelo seu presidente, Lincoln Lopes Ferreira, no lançamento do Sistema de Mapeamento em Educação na Saúde (SIMAPES) do Ministério da Saúde, hoje (06), em Brasília.

O Sistema de Mapeamento em Educação na Saúde (SIMAPES), é uma ferramenta Inédita que vai permitir a coleta, análise e disponibilização de informações sobre educação em saúde no Brasil. A partir de cinco grandes fontes de informação, será possível adotar melhores práticas educacionais, atingindo parâmetros internacionais de qualidade.

“A AMB entende que é essencial um sistema que mapeie a qualidade da formação médica no Brasil, visto que o Brasil é um país de dimensões continentais e com necessidades heterogêneas, possuindo demandas diversas. A AMB sempre alertou sobre a abertura indiscriminada de cursos de medicina em cidades sem a infraestrutura necessária e a criação deste mapeamento é uma importante vitória para nós”, declara Lincoln Lopes Ferreira.

Com a nova ferramenta é possível investigar a relação entre a oferta de cursos de graduação, técnicos e a estrutura de serviços da saúde, especialmente quanto à oferta de campo de prática e de qualidade; averiguar as necessidades de formação e qualificação dos gestores e profissionais no âmbito do SUS; prover o Ministério da Saúde de informações para a tomada de decisões no âmbito da educação em Saúde.

“Fiscalizar e planejar as ações no âmbito da formação médica é investir em uma saúde de melhor qualidade, proporcionando atendimentos adequados aos cidadãos brasileiros”, finaliza o presidente da AMB.

O sistema será interligado a cinco banco de dados: E-MEC (Sistema eletrônico de acompanhamento dos processos que regulam a educação superior no país), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), Contrato Organizativo de Ação Pública de Ensino-Saúde (COAPES) e o E-SUS Atenção Básica.

Foto: Erasmo Salomão do MS

LINHA DE CRÉDITO PARA PMEs

A Caixa anunciou nesta terça-feira (16) como irá operacionalizar de linha de crédito do Programa de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). A linha tem uma carência de 8 meses, com taxa de juros Selic + 1,25 ao ano e financiamento em 28 parcelas. “A modalidade pode beneficiar milhares de pequenas clínicas e estabelecimentos de saúde que estão passando por crise financeira causada pela pandemia de Covid-19″, destaca Lincoln Ferreira, presidente da AMB.

O valor do empréstimo por CNPJ será de até 30% da receita bruta anual considerando a base no exercício de 2019. Pela regra do programa, 80% dos recursos serão destinados a empresas com faturamento anual de até 360 mil reais, e 20% para empresas com faturamento anual entre 360 mil reais e 4,8 milhões de reais. O processo de contratação será pela página www.caixa.gov.br/pronampe.

CRÉDITO ESPECIAL PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE

A Câmara dos Deputados pode votar nos próximos dias o projeto de lei (PL) 2.424/2020 que concede linha de crédito especial para profissionais liberais. O texto destina, a princípio, R$ 5 bilhões para serem disponibilizados em condições facilitadas para profissionais que trabalham como pessoa física, especialmente na área de saúde. Cada beneficiário poderá obter até R$ 100 mil, com juros de 2,5% ao ano e período de carência de 24 meses.

“A iniciativa atende a uma demanda da AMB. A entidade segue acompanhando os debates para garantir que o projeto seja aprovado e sancionado com agilidade”, pontua Diogo Sampaio, vice-presidente da AMB. ⠀

 

NOTA DE REPÚDIO À RESOLUÇÃO DO COFEN

A Associação Médica Brasileira (AMB) manifesta apoio à nota divulgada pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA) em repúdio à Resolução nº. 641/2020, promulgada pelo Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), que trata sobre a utilização de dispositivos extraglóticos e outros procedimentos para acesso à via aérea por profissionais da enfermagem. O documento enfatiza que “a utilização de dispositivos supraglóticos (DSG) para acesso à via aérea, em situações de urgência/emergência, é um ato complexo e privativo do médico.”

A AMB atuará judicialmente para suspender a resolução do COFEN. “A matéria contraria a legislação vigente, em especial à Lei nº. 12.842/2013, que dispõe sobre o ato médico. Não podemos permitir que outros profissionais, por mais que sejam da área da saúde, executem procedimentos técnicos específicos de profissional da Medicina”, destaca o médico anestesiologista Diogo Sampaio, vice-presidente da AMB.

Confira nota completa no link https://amb.org.br/wp-content/uploads/2020/06/c1800_20-2.pdf